Mostrando postagens com marcador Patriota. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Patriota. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 9 de julho de 2021

Contrariando Bolsonaro, TSE afasta presidente do Patriota


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, decidiu acatar um pedido da ala do Patriota contrária à filiação de Jair Bolsonaro (sem partido) e afastar Adilson Barroso do comando do partido. A decisão é passível de recurso, mas já significa um revés para Bolsonaro, que quer se filiar ao Patriota para lançar sua candidatura ao segundo mandato.

“Foram anuladas todas as atitudes dele (Adilson Barroso), que nós chamamos de irregulares. Estão voltando todos os delegados (afastados pelo presidente) e contrários a filiação de Bolsonaro), está afastando Adilson e Ovasco Resende assume a presidência”, afirmou Jorcelino Braga, secretário-geral do Patriota, ao Estadão.

Uma convenção nacional do Patriota decidiu, no dia 24 de junho, afastar por 90 dias Adilson Barroso da presidência do partido. A reunião foi convocada pelo vice-presidente da sigla, Ovasco Resende, que assume o comando de forma interina. A mudança ocorre no momento em que o presidente Jair Bolsonaro negocia a filiação à legenda para lançar sua campanha à reeleição. Barroso é a favor da entrada de Bolsonaro no partido e Resende, contra.

A articulação de Bolsonaro para se filiar ao Patriota e controlar diretórios estratégicos deflagrou uma guerra entre correligionários. Barroso, por exemplo, já promoveu duas convenções com o objetivo de abrir caminho para a filiação de Bolsonaro, mas uma ala contestou a validade dos encontros por delegados da Executiva Nacional terem sido trocados. A convenção do último dia 24 foi a terceira em menos de um mês.

Resende disse ao Estadão que Bolsonaro está exigindo o comando dos diretórios do Patriota em São Paulo, Rio e Minas Gerais, os três maiores colégios eleitorais do País. Desde que deixou o PSL, em novembro de 2019, o presidente procura uma sigla para abrigar sua candidatura a um novo mandato, em 2022. Tentou montar o Aliança pelo Brasil, mas a empreitada não deu certo.

segunda-feira, 21 de junho de 2021

Deputado do MA de futuro partido de Bolsonaro indicou R$ 11 milhões do orçamento paralelo


O partido Patriota, que está próximo de filiar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu 21 milhões de reais do chamado orçamento paralelo, criado pelo governo para comprar apoio político no Congresso. O dinheiro, conforme o “planilhão” montado dentro do gabinete do então ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, foi parar nas superintendências da Codevasf e do Dnocs de Minas Gerais, e nos caixas das prefeituras de Carolina, São Roberto, Turilândia e Sítio Novo, no estado do Maranhão.

A verba para Minas Gerais foi uma indicação do deputado Fred Costa, do Patriota do estado, que destinou ao caixa das duas estatais controladas pelo Centrão um total de 9 milhões de reais. O restante, 11 milhões de reais, foi apadrinhado pelo líder do Patriota na Câmara, o deputado maranhense Marreca Filho. Os quatro municípios do estado contemplados são redutos eleitorais do parlamentar.

No Congresso, o Patriota conta com seis deputados e recebeu recentemente a filiação do filho filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (RJ). Na quinta-feira, 17, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, durante conversa com apoiadores, que sua filiação ao partido está “quase certa”.