Mostrando postagens com marcador Joseimar de Maranhaozinho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Joseimar de Maranhaozinho. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Josimar admite que pode desistir da disputa pelo governo do estado


Após Josimar do Maranhãozinho (PL-MA) ser pego em flagrante com maços de dinheiro oriundo de emendas parlamentares, caso revelado com exclusividade pela Crusoé, o parlamentar admitiu a aliados que deve desistir da candidatura ao governo do estado por falta de apoio político.

Conforme apurou O Antagonista, o parlamentar foi avisado de que não terá apoio de Jair Bolsonaro para encabeçar uma disputa majoritária no estado. Na semana passada, em reunião no Palácio do Planalto, aliados de Bolsonaro alertaram o presidente de que ele pode sofrer um desgaste desnecessário caso tenha seu nome vinculado à candidatura de Maranhãozinho.

Além disso, as principais lideranças do estado, como o governador Flávio Dino (PSB) e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), querem distância do parlamentar.

Por essa série de fatores, a avaliação dos correligionários de Maranhãozinho é que ele vai concorrer à reeleição justamente para manter o foro privilegiado.

“Ele sabe que se concorrer ao governo, possivelmente ele perderá. Se ele insistir, ele sairá do Congresso para Pedrinhas [unidade prisional de São Luís, na capital do estado]”, confidenciou a O Antagonista um aliado do parlamentar.

Só para lembrar, o presídio maranhense é considerado um dos mais perigosos do país. A unidade prisional é conhecida nacionalmente por episódios de decapitação de detentos.

Como revelou a Crusoé, a PF imputou a ele os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, pelo desvio de recursos de emendas parlamentares. As informações são do site O Antagonista

Informações da coluna do jornalista Igor Gadelha, do Metrópoles, mostram que o presidente Jair Bolsonaro (PL) vem manifestado a aliados incômodo com a possibilidade de dividir o palanque com o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL-MA) durante as eleições deste ano. O motivo é que o parlamentar, pré-candidato do PL ao governo do Maranhão, é suspeito de desviar emendar parlamentares destinadas a Saúde na região.

A preocupação é que o chefe do Planalto, filiado ao PL, poderia ter o deputado maranhense como seu cabo eleitoral. A reportagem diz que, segundo aliados, a questão já foi levada por Bolsonaro para o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto.

Uma das alternativas para solucionar o problema do palanque no Maranhão, segundo bolsonaristas, seria a saída do nome de Maranhãozinho da disputa eleitoral para a sucessão do governador Flávio Dino (PSB). No final do ano passado, uma operação da Polícia Federal teve o deputado como alvo durante uma investigação que apura possíveis desvios oriundos do chamado orçamento secreto.

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Atuação do PL será o teste para o rompimento de Josimar com Dino


Com bancada atualmente formada por quatro parlamentares e bem articulada, o PL enfrentará seu primeiro teste na Assembleia Legislativa do Maranhão como legenda de oposição ao Palácio dos Leões.

Na última sexta-feira (3), durante encontro com prefeitos e aliados em que oficializou pré-candidatura ao governo do Estado para a eleição de 2022, o deputado federal e presidente do Partido Liberal no Maranhão, Josimar Cunha Rodrigues, o Maranhãozinho, declarou rompimento com Flávio Dino (PSB) e cobrou fidelidade de integrantes da legenda.

“Nós podemos e nós faremos. Não vamos mais deixar nossos opositores tirarem as nossas qualidades, nem nosso prestígio. O PL tem condições de lutar. Eu sofri e suei a camisa junto com vocês, passei dificuldades e fui perseguido, mas nunca deixei meus compromissos para trás. Agora quero contar com a mesma confiança, compromisso, firmeza e segurança que vocês tiveram de mim na eleição de vocês. Eu estou pronto, agora quero saber se cada um de vocês também está para enfrentar as dificuldades, as perseguições para essa campanha ao governo”, suscitou.

A prova de fogo poderá ser medida a partir da próxima terça-feira (14), quando serão retomados os trabalhos no Palácio Manuel Beckman depois do longo feriadão da Semana da Pátria e Aniversário de São Luís.

Segundo alegou Josimar, municípios administrados por prefeitos do PL têm enfrentado perseguição e retenção de recursos para obras e serviços públicos pelo Palácio dos Leões, mesma dificuldade que estariam sofrendo a deputada Detinha e os deputados Vinícius Louro, Leonardo Sá e Hélio Soares, integrantes da bancada do PL na Alema, no pagamento de emendas parlamentares.

Mais do que rompante ou mero motim, o rompimento fortalece a possibilidade de Josimar ser o candidato de Jair Bolsonaro (sem partido) ao Governo do Estado no ano que vem. Um dia antes do ato político, ele esteve com o presidente da República no Palácio do Planalto em reunião em que tratou sobre 2022 e a liberação de recursos ao Maranhão.

Neste sentido, ainda durante o ato político, Josimar abriu espaço para escolha de um nome, seja do PL ou outro partido, que dispute o Senado em sua chapa majoritária, em afronta direta a Dino, que postula a vaga.

O rompimento também reforça as dúvidas sobre a capacidade que Flávio Dino ainda tem de governar.

Prestes a deixar o comando do Palácio dos Leões e sem coragem para tornar pública sua decisão de apoiar o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) para a disputa eleitoral, o governador maranhense tem dado sinais de que perdeu o controle de sua base de apoio, fragmentada desde as eleições municipais de 2020, e até de setores do PCdoB, seu antigo partido.

Na ausência de um líder, integrantes do governo têm batido cabeça em relação ao futuro político de Dino, e se dividido em apoio à quase meia dúzia de postulantes governistas. Parte afirma que Flávio Dino pode ficar até o fim do mandato e ungir algum de seus secretários para sucedê-lo no Poder Executivo estadual; outra garante que o governador vai confirmar apoio a Brandão antes de dezembro próximo.

Atualmente, a Assembleia Legislativa do Maranhão possui três deputados oposicionistas, mas que atuam de forma desorganizada: Adriano Sarney (PV), César Pires (PV) e Wellington do Curso (PSDB).

Ainda que não se some à oposição, eventual atuação independente do PL na Casa será crucial para confirmar a liderança de Josimar no partido e abrir espaço para o desmoronamento total do governo Dino, já ameaçado de novas dissensões internas.

Atual 7

sexta-feira, 30 de julho de 2021

Empresa de fachada do laranja de Josimar pode ter movimentado R$ 4,7 milhões


Em mais um episódio de uma série de denúncias feitas contra o deputado federal maranhense Josimar Maranhãozinho e o vereador Renato dos Santos Lima Filho, o Renatinho, a reportagem chegou, desta vez, a um contrato milionário fruto de convênio federal celebrado via Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba – CODEVASF.

Referente à execução de obras de pavimentação asfáltica, o convênio foi firmado com o município de Maranhãozinho em dezembro de 2019, com valor global de R$ 4,7 milhões, conforme aponta dados do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse – SINCOV.

À época, a Companhia era comandada por João Francisco Jones Fortes Braga, aliado de primeiro escalão de Josimar.

Jones, conforme noticiou a imprensa nacional, chegou empenhar R$ 75 milhões em favor de municípios controlados pelo parlamentar a partir de um esquema envolvendo a compra de emendas de outros parlamentares,. Entre os contemplados estavam as cidades de Zé Doca, Centro do Guilherme e Maranhãozinho,

Seguindo os passos do dinheiro público e realizando o cruzamento de dados, chegamos a Concorrência Pública Nª 002/2020, Processo Administrativo 038/2020, que teve como única participante e, portanto, vencedora, a empresa P R L Pereira, apontada como uma das principais integrantes o ‘consórcio empresarial’ criado pelo deputado federal para operar em prefeituras, e que é controlada pelo vereador Renato Filho. O contrato foi assinado em junho de 2020 pelo ‘testa de ferro’ e primo do vereador, identificado como Paulo Renato Lima Pereira.

Convênio federal de R$ 4,7 milhões pode ter sido ‘desovado’ através da P R L Pereira.

Apesar do serviço de alta complexidade em povoados do município, o prazo vigente das obras foi de apenas 180 dias, o que coloca em xeque sua real execução. Além disso, conforme apurou a reportagem, a empresa não teria qualquer capacidade técnica para executar os serviços por se tratar de mera fachada.

A principal suspeita é que a empresa tenha sido utilizada para ‘lavar’ o convênio através da emissão de notas fiscais frias. Vale lembrar, que toda essa trama aconteceu entre junho e dezembro de 2020, período em que os olhos estavam voltados ao combate à Covid-19, o que reforça a suspeita do desvio dinheiro público. Nas próximas matérias o blog trará mais detalhes sobre o caso, aguardem!.

Empresa de fachada teria que executar obras de asfaltamento em nove povoados do município de Maranhãozinho.


Maldine Vieira

segunda-feira, 12 de abril de 2021

Hemetério Weba declara apoio a Josimar de Maranhãozinho


Na política existem os chamados GESTOS, que quando praticado pelos políticos, significam na grande maioria das vezes como as ações para chegar há um objetivo individual.

Agora quando estes GESTOS são praticados em favor do objetivo comum, aí sim, houve um verdadeiro GESTO.

E esse foi o propósito de Josimar e Wemetério na manhã deste sábado quando esqueceram toda uma história de “Guerra” que os dois travaram no passado, em favor do que pode ser o bem da cidade de Nova Olinda.

E assim fizeram, hoje os dois bem mais amadurecidos se juntam e passam a praticar políticas do Bem e para o Bem.

Quando isso acontece quem de fato ganha é o povo mais humilde de qualquer região.

E naquela manhã o GIGANTE DA BR recebe o MORAL DA BR para realizar mais um benefício em Nova Olinda.

“Hoje estive com a Deputada Detinha, em Nova Olinda do Maranhão e fomos recebidos pela prefeita Iracy Weba e pelo ex-deputado Hemetério Weba. Participamos da solenidade de entrega de um caminhão que dará suporte aos apicultores do município, que é um dos maiores produtores de mel do estado , foi um pedido do vereador do PL, pretinho, através da prefeita Iracy Weba¨, disse Josimar

Também estiveram presentes a deputada Detinha e o secretário de Agricultura Pecuária e Pesca do Maranhão, Sérgio Delmiro.