Mostrando postagens com marcador Lahesio Bonfim. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lahesio Bonfim. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 4 de maio de 2022

Lahesio Bonfim é o principal beneficiado com a saída de Roberto Rocha da disputa para o governo


O anúncio da desistência de Roberto Rocha para a disputa ao cargo de governador para tentar a reeleição para o Senado Federal foi comemorado, nesta segunda-feira (2), por apoiadores do pré-candidato ao Governo do Maranhão, Lahésio Bonfim (PSC).

A avaliação é de que a decisão de Roberto Rocha (PTB) para sair candidato ao Poder Legislativa pode beneficiar eleitoralmente o médico Lahésio Bonfim que segue se fortalecendo no cenário estadual.

Segundo a pesquisa realizada pelo instituto Exata, Roberto Rocha aparece com 11% das intenções de voto na disputa pelo Palácio dos Leões.

Com isso, os votos confiados a Roberto Rocha migrariam para Lahésio que aparece com 12% das intenções do eleitorado maranhense.

Se angariar este percentual, o médico pode já se considerar no segundo turno e deixar a disputa pela outra vaga entre Carlos Brandão (PSB) e Weverton Rocha (PDT).

sexta-feira, 1 de abril de 2022

Roberto Rocha omite participação de Roberto Jefferson no “convite” ao PTB


Em nova nota divulgada em suas redes sociais, o senador Roberto Rocha (PSDB) omitiu a participação de Roberto Jefferson no “convite” que recebeu do ex-deputado para ingressar no PTB.

Foi por meio desse “convite” que Rocha deu uma rasteira em Lahesio Bonfim.

Acontece que Roberto Jefferson está cumprindo prisão domiciliar e afastado de todas as atividades partidárias por 180 dias, conforme decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes.

No entanto, a postagem do senador tucano mostra que o ex-deputado continua a frente das ações do PTB, configurando assim um desrespeito à decisão de Moraes.

Ao perceber que expôs a irregularidade cometida por Jefferson, Roberto Rocha imediatamente apagou a postagem das suas redes sociais e colocou outra com a informação de que recebeu o convite para ingressar no PTB da Executiva Nacional do partido.

E culpou a sua assessoria pelo “equívoco”.

Com informações do Blog Marrapá

sexta-feira, 25 de março de 2022

Lahesio Bonfim e Roberto Rocha articulam aliança política


Ao que tudo indica, Lahesio Bonfim e Roberto Rocha estarão no mesmo palanque na disputa pelo comando do Palácio dos Leões.

Pelas redes sociais, o prefeito de São Pedro dos Crentes afirmou que esteve no Senado Federal, a convite do próprio Roberto Rocha, e ambos dialogaram sobre a sucessão estadual. “Chegamos a seguinte conclusão que precisamos unir forças para o bem do nosso estado”, pontuou Lahesio.

Já o senador “Asa de Avião”, ao apoiar a pré-candidatura de Lahesio Bonfim, abre mão dos seus planos de disputar o governo do estado e tentará a sua reeleição para a Câmara Alta em outubro.

No fim do mês passado, durante a visita do presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD), ao Maranhão, Roberto Rocha já havia adiantado que não disputaria o governo do estado e que tinha uma “disposição cada vez maior” em brigar pela vaga no senado.

sábado, 19 de março de 2022

MP pede afastamento de Lahésio Bonfim por ilegalidades na Prefeitura de São Pedro dos Crentes


O Ministério Púbico do Maranhão ofereceu nesta sexta-feira, 18, denúncia contra o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim – pré-candidato do Agir 36 ao Governo do Maranhão -, e mais quatro pessoas, por supostas fraudes em processo licitatório, realizado em 2018, para a contratação de empresa fornecedora de combustíveis para o município.

De acordo com a denúncia, assinada pelo procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, o delito consistiu na combinação prévia dos preços a serem lançados pelas licitantes, sem a devida pesquisa de preços no mercado e ocasionando sobrepreço dos produtos. Tipificada pelo artigo 337-F do Código Penal como frustração do caráter competitivo de processo licitatório, tendo sido incluída pela Lei nº 14.133, de 2021, a conduta sujeita os infratores a pena de reclusão que varia de quatro a oito anos, além de multa.

Após a conclusão do procedimento licitatório, os denunciados ainda realizaram o armazenamento, o transporte e a destinação irregular de combustível na garagem da Prefeitura de São Pedro dos Crentes, o que os enquadra na Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605/1998).

O artigo 56 da referida lei prevê pena de reclusão de um a quatro anos mais multa a quem, entre outros delitos, produzir, embalar, transportar, armazenar, ter em depósito produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos.

Juntamente com o prefeito Lahesio Bonfim, estão sendo denunciados os empresários João Batista dos Santos Coutinho (proprietário da empresa Andrade e Coutinho Ltda), Elizany Costa e Silva Rodrigues e Thaisa Costa Silva Rodrigues (proprietárias do Auto Posto Fortaleza) e Celsivan dos Santos Jorge (presidente da CPL e pregoeiro do Município de São Pedro dos Crentes).

AFASTAMENTO DO PREFEITO

Além de requerer da justiça o recebimento da denúncia, com a consequente instauração da ação penal cabível contra os denunciados, em relação a Lahesio Bonfim o Ministério Público do Maranhão solicitou o seu afastamento cautelar do cargo de prefeito do Município de São Pedro dos Crentes, sem prejuízo de seus vencimentos, até o término da instrução processual.

A medida, segundo o procurador-geral de justiça, se faz necessária para evitar que o gestor, valendo-se do cargo, crie embaraços às investigações, com a coação de testemunhas e da adulteração de documentos que se encontram na sede da Prefeitura.

“Embora a medida de afastamento do cargo apresente-se somente em situações de excepcionalidade, tem-se, aqui, o caso correto de aplicação da cautelar, vez que funcionará como mecanismo adequado para evitar que o denunciado, à frente da gestão municipal, se valha de todos os meios para coarctar a instrução do presente processo, bem como forma de preservar o correto andamento da perquirição penal e o patrimônio do Município”, justificou Eduardo Nicolau.

ILEGALIDADES

Tomando como base investigações do 2º Departamento de Combate à Corrupção da Polícia Civil do Maranhão, que apurou comunicações anônimas de desvio de verbas públicas na Prefeitura de São Pedro dos Crentes, a partir do Pregão Presencial nº 26/2018, o Ministério Público apontou, entre outras, ilegalidades no processo licitatório, como pesquisa de preços realizadas com, apenas, duas empresas, sendo uma delas remanescente do processo de contratação anterior ao Pregão; sobrepreço na planilha orçamentária; irregularidade na inserção de cláusulas restritivas no edital; irregularidade nos documentos de habilitação das licitantes Presencial 026/2018.

Segundo a denúncia, as empresas Auto Posto Fortaleza e Andrade e Coutinho foram beneficiadas pelo presidente da Comissão Permanente de Licitação e Pregoeiro de São Pedro dos Crentes, que permitiu a participação delas mesmo que tenham apresentado documentos irregulares e com informações inverídicas, aplicando modelo de termos e itens ao certame de modo a prejudicar a administração municipal.

“O conluio entre as empresas ficou demonstrado durante a sessão pública (referente ao Pregão Presencial 026/2018), onde elas se revezam nos lotes e itens, o que favorece a contratação do mesmo item por valores diferentes e a divisão do valor total da contratação, ficando a empresa Auto Posto Fortaleza com 56% do valor total do contrato e a Andrade e Coutinho, com 44%”, atesta a denúncia do MPMA.

Conforme o Ministério Público, tudo isso se justifica pela evidente proximidade entre o prefeito Lahésio Bonfim, o Auto Posto Fortaleza e a Andrade e Coutinho Ltda. De acordo com o que foi apurado pela Polícia Civil, no início do ano de 2019, o o Auto Posto Fortaleza foi locado para Rômulo Costa Arruda, amigo do prefeito, e, apenas poucos meses depois, passou a ser controlado por Rodrigo Cruz Lima de Oliveira, outro amigo do gestor municipal, de maneira informal.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Escutec: Weverton segue liderando corrida eleitoral no Maranhão


O Instituto Escutec trouxe a primeira pesquisade intenção de votos para o governo do Maranhão, Senado e Presidência da República. Foram 2 mil eleitores ouvidos nos dias 17 a 22 de fevereiro. O registro da pesquisa está com o número MA 03951/2022. 0 intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

No levantamento foram ouvidos 2 mil eleitores em todas as regiões do Maranhão. E no cenário estimulado, o senador Weverton Rocha aparece com 22%. Ele é seguido por Carlos Brandão com 19%.

Em terceiro lugar aparece o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PSD), com 12%. Na sequência estão Roberto Rocha (sem partido) com 11%, Lahesio Bonfim (PTB) 11%, Josimar de Maranhãozinho (PL) com 5%, Simplício Araújo (SD) com 2% e Ernilton Rodrigues (PSOL) não pontuou.

Com informações do Blog do Kiel Martins

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

Lahesio e Edivaldo brigam pela 3ª via


Nas duas primeiras pesquisas divulgadas em 2022 para o Governo do Maranhão, Exata e DataIlha, o que chamou a atenção foi a disputa acirrada pela 3ª via, tentando evitar uma polarização entre as pré-candidaturas do vice-governador Carlos Brandão (PSB) e do senador Weverton Rocha (PDT).

Nessa disputa para alcançar espaço maior na briga pelo Palácio dos Leões, partindo do pressuposto que o senador Roberto Rocha (sem partido) busque a reeleição para o Senado, estariam bem vivos para a 3ª via, o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PTB) e o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PSD).

Na pesquisa Exata, Edivaldo aparece na quarta colocação com 10%, atrás de Weverton, Brandão e Rocha. Lahesio, nesse levantamento é o quinto com 9% (reveja aqui). Já na pesquisa DataIlha, a situação acaba se invertendo. Lahesio é o terceiro com 9,8%, enquanto que Edivaldo é o quinto com 8,9% (reveja).

Ou seja, nos dois levantamentos realizados e divulgados até o momento, existe um empate técnico, levando em consideração as margens de erro das pesquisas, entre Lahesio Bonfim e Edivaldo Júnior para ocupar o espaço da 3ª via.

A curiosidade é que as pré-campanhas de ambos estão em sentidos opostos. Forte no interior maranhense, principalmente na Região Centro Sul do Maranhão, Lahesio precisa fortalecer seu nome em São Luís. Já Edivaldo, com nome consolidado na capital maranhense, precisa fortalecer sua pré-campanha no interior do Maranhão.

Quem conseguir ocupar espaço onde ainda não está consolidado, fatalmente conseguirá ser a 3ª via na disputa, podendo inclusive chegar ao 2º Turno e se transformar no novo governador do Maranhão.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Lahesio assume o comando do PTC/Agir36 no Maranhão


O prefeito de São Pedro dos Crentes e pré-candidato ao governo do estado, Lahesio Bonfim, deixou o PTB para assumir a presidência do partido Agir36 no Maranhão. Antigo PTC, a sigla fazia parte da base do governador Flávio Dino (PSB).

Nessa quarta-feira, 19, Lahesio se reuniu com o vice-presidente nacional do Agir36, Fábio Bernadino, e foi oficializada a mudança.

A saída de Lahesio do Partido Trabalhista Brasileiro acontece dias após a troca de comando da sigla no estado. A deputada estadual Mical Damasceno foi destituída da presidência e, em seu lugar, assumiu o deputado federal Josivaldo JP, que antes estava no Podemos.

Com o novo comando do Agir36, a pré-candidatura de Carlos Brandão (PSDB) a “escolha pessoal” de Dino ao Palácio dos Leões, sofre mais um abalo, um dia após o ex-presidente Lula (PT) afirmar que não dividirá o palanque com um candidato peessedebista nas eleições de outubro.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Tudo ou nada! Lahesio Bonfim deve renunciar em fevereiro para disputar governo do Maranhão


O prefeito de São Pedro dos Crentes e pré-candidato ao governo do Maranhão, Lahesio Bonfim (PSL), vai renunciar ao cargo para entrar, de fato, na corrida eleitoral de 2022. A previsão é que, em fevereiro, ele oficialize sua saída. Pelo menos, é isso que ele tem dito aos seus auxiliares mais próximos.

O prazo final para quem está em mandato executivo seria em abril, mas o adiantamento da saída é para ganhar mais tempo e tentar firmar nome junto ao eleitorado.

Sempre quando questionado se essa não seria muito audacioso e arriscada, Lahesio diz estar respaldado em pesquisas que o colocam com potencial de ascensão e que isso lhe daria fôlego para levar mais adiante esse projeto de ser governador do Maranhão.

Pesquisas realizadas na capital mostram o ainda prefeito com até 05% ou 06%, já se aproximando de pré-candidatos mais conhecidos, a exemplo do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL).

Lahesio diz ter outras pesquisas setoriais, onde ele chegaria a alcançar espantosos 55% das intenções de voto no sul do Estado. Os auxiliares mais próximos têm dito que ele haveria crescido em popularidade e recebido “manifestações de peso”, mas, que nesse momento, “não podem aparecer”. Nesta lista estariam, inclusive, servidores altos do Estado.

“Vamos em frente, não temos nada a perder. Só o fato de estarmos interagindo e conhecendo pessoas novas, em todo o estado, já é uma grande vitória!”, tem dito Lahesio a apoiadores.

Fato é que renunciar a um mandato de prefeito, quando ainda teria mais três anos pela frente, para se arriscar na disputa pelo governo do Maranhão, é de causar espanto, pois o próximo pleito é municipal e ficará mais difícil ele tentar ser prefeito novamente, já que está deixando uma administração municipal com um ano apenas de gestão para encarar uma corrida bastante acirrada. É aguardar os próximos capítulos!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2021

Oposição segue dividida e sem líder para a disputa eleitoral


A menos que haja uma improvável reviravolta e os grupos resolvam se juntar, a Oposição marchará para as urnas dividida em três frentes no que diz respeito à sucessão para o Governo do Estado. Faltando pouco mais de dez meses para as eleições, não há sinais de que o senador Roberto Rocha (saindo do PSDB), o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) e o prefeito de São Pedro dos Crentes Lahesio Bonfim tenham sequer aberto canais de comunicação para conversar a sério sobre o assunto. Em princípio, tudo indica que os três candidatos oposicionistas tentarão seguir seus próprios caminhos no 1º turno, para uma possível união de forças no 2º, caso a eleição não seja decidida em turno único. O problema é que, dos três pré-candidatos a governador assumidos, o mais destacado, senador Roberto Rocha, não parece interessado em decidir logo o seu rumo, e os outros dois, Josimar de Maranhãozinho e Lahesio Bonfim, enfrentam problemas graves, um no campo pessoal, e o outro na seara política.

Ainda no PSDB, mas aparentemente sem nenhuma condição de nele permanecer, já que o controle da legenda no Maranhão está com o vice-governador Carlos Brandão, o senador Roberto Rocha tende a ingressar no PSL, seguindo o presidente Jair Bolsonaro. Só que o PL é controlado com mão de ferro pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho, que é pré-candidato declarado ao Governo do Estado. Há que garanta que os dois estão conversando para ajustar os ponteiros no sentido de como o papel de cada um na corrida eleitoral. Qualquer que seja o entendimento entre os dois, se de fato houver, a Oposição eliminará um candidato a governador, já que ambos não poderão disputar o mesmo mandato, o que leva a crer que o caminho será a composição de uma chapa com um disputando o Governo e outro o Senado.

Sem revelar até agora se será candidato ao Governo ou tentará se reeleger para o Senado, o senador Roberto Rocha faz uma pré-campanha de natureza eminentemente técnica, defendendo uma mudança na estrutura fiscal e tributária do Brasil, reflexo da sua condição de relator da Reforma Tributária no Senado, que, por um pacote de motivos os mais diversos, não ata nem desata. Sua ação é o seminário “Descomplica!”, no qual defende mudanças fiscais e promete “menos impostos e mais empregos”, e que já realizou em Imperatriz, Balsas, Caxias e São Luís, reunindo empresários, curiosos e apoiadores. Além disso, alimenta seu espaço na política maranhense conversando com aliados e trocando farpas cortantes e ácidas eventuais com políticos governistas de proa, como o presidente do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry, e até mesmo com o governador Flávio Dino (PCdoB). É improvável que anuncie seu rumo ainda neste ano.

Seu iminente colega de partido e provável companheiro de chapa, Josimar de Maranhãozinho, vive um momento infernal, com a Polícia Federal no seu encalço por ordem da Justiça, investigando a suspeita de o parlamentar é o cabeça de um amplo e milionário esquema de corrupção por meio de desvio de dinheiro de emendas parlamentares. Josimar de Maranhãozinho nega enfaticamente envolvimento na falcatrua, mas imagens e conversas gravadas pela PF estão minando fortemente a sua imagem e a sua base políticas. O parlamentar tem dito e repetido que é vítima de perseguição e que sua pré-candidatura está mantida. Há quem avalie que seu futuro depende de um posicionamento de Roberto Rocha.

Se por um lado vem surpreendendo pelo desempenho nas pesquisas de opinião, tendo alcançado 8% de intenções de voto em uma delas, o prefeito Lahesio Bonfim não tem sido bem-sucedido no campo partidário. Ele deixou o PSL e apostou alto que sua filiação ao PTB lhe daria também o comando do partido no Maranhão, o que aumentaria expressivamente o seu cacife político. Tropeçou feio, porque chegou a se anunciar como presidente do partido, mas foi duramente desautorizado pelo comando nacional petebista, que confirmou a deputada estadual “terrivelmente evangélica” Mical Damasceno no comando da agremiação trabalhista no Maranhão. Rumores sugerem que sua candidatura corre riscos.

Vele, portanto, repetir que, a menos que haja uma reviravolta, a Oposição caminha para as urnas mergulhada em problemas.

quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Bolsonaro no PL de Josimar, atrapalha as pré-candidaturas de Lahesio Bonfim e Roberto Rocha


A provável ida do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para o Partido Liberal deve mexer no tabuleiro eleitoral maranhense e implodir as pré-candidaturas de pelo menos dois bolsonaristas ao Palácio dos Leões em 2022.

São eles: o senador Roberto Rocha (PSDB) e o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PTB).

Quem manda no PL no estado é o deputado federal Josimar Maranhãozinho, que já foi da base do governador Flávio Dino (PSB), mas virou oposição no meio do ano e busca se viabilizar como terceira via na disputa pelo comando do Poder Executivo do Estado na eleição do ano que vem.

No caso de Rocha, desde que perdeu o comando do PSDB maranhense para o vice-governador Carlos Brandão, tem dito que aguarda uma definição de Bolsonaro para se filiar ao mesmo partido. Se Bolsonaro confirmar a filiação ao PL, a tendência é de que o senador siga o mesmo caminho, mas desde que entre na legenda como liderado e apoiador da pré-candidatura de Josimar, aliado do manda-chuva nacional do PL, Valdemar Costa Neto.

Já Lahesio, que recentemente deixou o PSL para se filiar ao PTB, tem se colocado na disputa apenas sob a expectativa de ser o escolhido de Bolsonaro no Maranhão, possibilidade que se encerrará instantaneamente caso o presidente se filie ao partido de Josimar Maranhãozinho.

Sob esse novo cenário, a tendência é de que Josimar, que já possui musculatura própria, cresça na preferência do eleitorado bolsonarista no estado, inclusive entre evangélicos.

Com informações do Blog Atual 7

quarta-feira, 3 de novembro de 2021

Lahésio Bonfim será candidato ao governo pelo PTB


O prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim, que foi eleito pelo PSL, é o mais novo filiado do Partido Trabalhista Brasileiro, PTB, legenda que é presidida no estado pela deputada estadual Mical Damasceno. Lahesio pretende disputar o cargo de governador nas eleições do ano que vem.

A informação foi divulgada pelo seu vice-prefeito, Romulo Arruda, que é primo de Dalton Arruda, pré-candidato a deputado estadual pelo PSD.

Lahesio Bonfim tem se destacado em todas as pesquisas, sempre aparecendo entre os primeiros, principalmente na região Sul do Maranhão e até na capital. O pré-candidato terá um bom tempo até o próximo ano para montar sua chapa.

Recentemente, Lahesio declarou que, por justiça, o presidente da República, Jair Bolsonaro, deveria apoiá-lo em 2022.

domingo, 26 de setembro de 2021

Dalton Arruda é candidato a Deputado pelo grupo de Lahesio Bonfim


O advogado previdenciário e pré-candidato a deputado estadual, Dalton Arruda, esteve reunido na manhã de hoje com o prefeito de São Pedro dos Crentes e pré-candidato a governador, Lahesio Bonfim. Na oportunidade, discutiram sobre a atual conjuntura política do estado e o causídico aproveitou para anunciar que disputará as eleições do ano que vem pelo partido que Lahesio estiver filiado.“

"Minha escolha em seguir com Lahésio tem haver muito com o que eu penso e quero para meu estado. Ele é uma pessoa humilde e guerreiro, sabe como poucos das mazelas do Maranhão e juntos lutaremos para mudar essa realidade” disse Arruda.

Lahesio agradeceu pelo apoio e destacou a liderança e importância desta adesão ao seu grupo. "O Dr. Dalton é um homem preocupado com bem estar da população e de grande valor. Precisamos de pessoas assim nos representando na Assembléia Legislativa. A sua adesão fortalece muito o nosso projeto rumo ao governo do estado, vamos continuar dialogando com as lideranças do nosso campo politico e muito em breve estaremos anunciando o nosso futuro partidário" destacou Lahesio. 

Dalton que tem recebido diversas adesões à sua pré-candidatura, cumprirá uma intensa agenda na região tocantina em companhia o Dr. Lahesio com objetivo fortalecer o projeto do seu novo grupo político.

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Pré-Campanha de Lahésio Bonfim começa a desidratar


O prefeito de São Pedro dos Crentes Lahesio Bonfim (sem partido) parece que caiu na real e percebeu o quanto é nanico na política estadual, tanto, que sumiu do debate sobre a eleição majoritária de 2022.

Autointitulado pré-candidato a governador do Maranhão, o gestor da minúscula cidade de 4.700 pessoas não tem sequer uma agremiação partidária para concorrer ao pleito do ano que se aproxima.

Outra dificuldade de Bonfim é criar uma agenda positiva, há meses sumido do noticiário, a última informação que se teve sobre Lahesio foi do Ministério Público Eleitoral pedindo a derrubada de 20 outdoors dele espalhados pelas estradas maranhense.

Cheio de contradição, o prefeito fã do presidente Jair Bolsonaro caiu em desgraça desde a entrevista ao quadro “Bastidores” do jornal Bom Dia Mirante, quando afirmou não ser “bolsonarista”. Durante a conversa com o jornalista Clóvis Cabalau, Lahesio Bonfim ainda disse que possui muitos “eleitores” que querem votar nele e no ex-presidente Lula. Desde então perdeu inúmeros seguidores.

No final do mês de agosto, após ganhar um “caminhão compactador lixo” por meio de emenda de Edilázio Júnior (PSD), o prefeito declarou apoio a reeleição do deputado federal, ocorre que o parlamentar é presidente estadual do partido o qual lançou o ex-prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior como pré-candidato ao Palácio dos Leões.

A situação ficou embaraçosa vez que Bonfim irá apoiar em sua cidade um deputado federal que já tem outro candidato ao governo do Maranhão.

Por essas e tantas outras, não se pode dizer que Lahesio Bonfim desidratou, porque nem hidratado ele estava

segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Lahesio é acusado por tumultuar manifestação pelo voto impresso em SLZ


O prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim, e seu grupo tumultuaram a manifestação pró-voto impresso realizada em São Lu ontem (1). Participantes do ato se disseram chocados com a violência das palavras do prefeito e de seus apoiadores contra a organização do evento. “Eu já participei de várias manifestações e nunca tinha visto isso”, disse uma das organizadoras.

As críticas são direcionadas à quebra do roteiro do evento pelo grupo do prefeito Lahesio Bonfim. Na quarta (28), em reunião da organização, ficou acordado que não seriam permitidos discursos de pré-campanha ou que fugissem da pauta do voto impresso. O acordo foi quebrado quando o prefeito de São Pedro dos Crentes discursou.

Lahesio esqueceu a pauta do evento e fez propaganda política de si mesmo. Em nenhum momento o pré-candidato falou sobre o voto impresso auditável. Ao ser interrompido por membros da organização, o prefeito prosseguiu desrespeitando o compromisso de não falar sobre pré-campanha.

Após sua fala, foram iniciados uma série de ataques do grupo do prefeito contra os demais membros da organização do evento. Muitos participantes, chocados com a violência e teor das palavras dos apoiadores de Lahesio, deixaram a manifestação. “Eu fiquei sem entender nada. Tinha levado meus filhos e, do nada, eles (grupo de Lahesio) começaram a xingar todo mundo. Fui embora”, disse uma participante.

O mais descontrolado dos apoiadores de Lahesio Bonfim era o médico extremista Allan Garcês, já conhecido por sua truculência tanto no meio da saúde quanto no meio político. Garcês atacou e xingou demais membros da manifestação que deveria sair em carreata pelas ruas da cidade. A certo ponto, o médico lançou mão em uma estratégia antiga de dividir o movimento. Espalhando desinformação, o extremista afirmou que não haveria mais carreata. Alguns participantes, confusos com a situação, não acompanharam o comboio.

INFILTRADOS?
Essa foi a primeira participação do prefeito Lahesio Bonfim em eventos da chamada “direita maranhense”. Coincidentemente, foi a primeira vez que uma manifestação acabou em desordem e ataques.

Semanas atrás o prefeito afirmou em entrevista à TV Mirante que não gosta de ser identificado como “bolsonarista” e que seu jeito de fazer política é diferente da promovida por Jair Bolsonaro.

Após a manifestação, cresceu a tese entre lideranças conservadoras no estado de que Lahesio Bonfim esteja sabotando as ações propositadamente. O prefeito seria motivado pelo rancor de saber que não será escolhido pelo presidente como seu candidato no estado. Dessa forma, ao lado de extremistas como Allan Garcês, estaria espalhando desinformação e propondo a desunião entre os grupos.

quarta-feira, 7 de julho de 2021

Campanha de Bolsonaro no Maranhão em 2022 está comprometida


As recentes declarações do prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim, e a indecisão do senador Roberto Rocha colocam em risco o palanque de Jair Messias Bolsonaro no Maranhão. Uma semana após Lahesio recursar o rótulo de bolsonarista e afastar apoiadores do presidente de sua pré-candidatura, o senador Roberto Rocha disse que prefere disputar novamente uma vagada para o Senado Federal

“Minha preferência é pelo Senado, mas vejam que eu não tenho nem partido, ainda. É preciso ter uma chapa forte, um candidato a governador. Vamos aguardar a conjuntura favorável”, disse Roberto Rocha.

Roberto Rocha não assegurou que irá abdicar da candidatura ao governo. No entanto, sua indefnição gera turbulência entre os eleitores bolsonaristas dada a atuação de afastamento do presidente pelo, até então, outro candidato Lahesio Bonfim.

Na semana passada o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim, afirmou em entrevista no Bom Dia Mirante que não quer ser rotulado de bolsonarista. A declaração causou uma debandada entre apoiadores de Lahesio nas redes sociais e, segundo alguns, enterrou a pré-candidatura do prefeito.

Bonfim acreditava que o presidente iria apoiar o senador Roberto Rocha nas eleições do ano que vem. Por conta disso, meses atrás iniciou um processo de descolamento da imagem do presidente. Além de derreter nas redes sociais após a declaração, o comportamento de Rocha ontem mostra que ele errou na previsão. Nos últimos dias Lahesio tenta, sem sucesso, ligar novamente sua imagem ao presidente.

Como apenas Lahesio e Roberto Rocha já haviam manifestado interesse e representar o presidente no estado, o palanque de Jair Bolsonaro no Maranhão está comprometido.

segunda-feira, 28 de junho de 2021

Oposição tem quase o dobro da intenção de votos da base de Flávio Dino

Juntos, pré-candidatos não alinhados ao Palácio dos Leões alcançam até 46,3% das manifestações sobre as eleições de 2022, segundo pesquisa DataIlha, divulgada no fim de semana; melhor posição entre aliados é a do senador Weverton Rocha

A pesquisa do Instituto DataIlha divulgada neste fim de semana acendeu o alerta amarelo no Palácio dos Leões; os números mostram que os candidatos da oposição ao governo Flávio Dino (PSB) podem vencer as eleições em 2022.

De acordo com os números, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) lidera, com 22,8%; o senador Roberto Rocha aparece embolado em segundo lugar, com 11,2%. Já o prefeito de São Pedro dos Crentes, Dr. Lahésio Bonfim, tem 6,9%.

Juntos, portanto, os oposicionistas chegam a 40,9% das intenções de votos.

Se o deputado Josimar de Maranhãozinho (PL), que tem 5,4%, for incluído entre os não-alinhados a Flávio Dino, o índice de votos em oposicionistas chega a 46,3%, quase a metade dos votos no Maranhão.

O membro da base aliada a Dino melhor posicionado é o senador Weverton Rocha (PDT), com 13,3%; ele ocupa a segunda colocação nominal e vai a primeiro nos cenários em que Roseana não aparece.

A essas alturas, Weverton é, também, o único capaz de atrair apoios da oposição, o que aumentariam as chances dos governistas.

Na soma geral, incluindo eleitores que ainda não têm candidatos (24,6%) e que votariam em branco ou nulo (2,9%), as manifestações de voto contra o governo Flávio Dino superam hoje os 73% no Maranhão.

Após oito anos de mandato, portanto, Flávio Dino tem menos de 1/4 do eleitorado maranhense.

Com informações do Blog do Marco D`eça

domingo, 27 de junho de 2021

Candidatura de Lahésio Bonfim assusta Palácio dos Leões


Mais ativo pré-candidato a governador no campo da direita bolsonarista e conservadora, o prefeito de São Pedro dos Crentes, Dr. Lahésio Bonfim (PSL) pretende reunir apoiadores em São Luís.

Nas redes sociais e em aplicativos de troca de mensagens ele está chamando o “Maranhão Conservador” para uma reunião na capital maranhense, na próxima quarta-feira, 30.

Lahésio disputa espaço entre os conservadores maranhenses – e na base do governo Jair Bolsonaro – com o senador Roberto Rocha (sem partido), com o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (sem partido), e com o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL).

É, no entanto, o mais ativo entre todos eles.

Dentro da direita maranhense já há quem defenda uma aliança entre todos os bolsonaristas, em uma chapa que tenha Edivaldo, Lahésio e Roberto Rocha, com a estrutura de Maranhãozinho.

Esta chapa assusta o Palácio dos Leões, segundo já apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, por ser uma garantia de disputa em segundo turno no Maranhão.

De uma forma ou de outra, os conservadores, a direita tradicional e os bolsonaristas estarão no cenário de 2022.

segunda-feira, 31 de maio de 2021

Allan Garcês convoca Direita Maranhense para apoiar Lahesio Bonfim


Na Live realizada na noite da última sexta-feira (28) pelo Prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim e o médico gestor do Ministério da Saúde, Allan Garcês, a Direita Maranhense foi chamada para uma grande UNIÃO e caminharem juntos nas eleições de 2022. Esta convocação foi proposta pelo médico Allan Garcês, líder da UDM – União da Direita Maranhense.

Lahesio Bonfim, vem se revelando como forte pré-candidato ao Governo do Estado, conquistando seu espaço no coração da Direita Maranhense. Ele que tem praticamente zero de rejeição e uma excelente gestão municipal, foi considerado um dos melhores prefeitos do Maranhão. Bonfim vem numa escalada de conquista de aliados, por último, trouxe para o seu lado o Dr. Allan Garcês, um conhecido líder conservador de Direita da política local.

Dr. Allan, que também é pré-candidato a Deputado Federal, afirmou na Live que somente através da união da Direita, será capaz de fazer um Governo Conservador. Assista uma pequena parte desta live, onde Garcês comenta essa importante estratégia.