Mostrando postagens com marcador Política. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Política. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Sem peso político, Andrea Murad e Wellington do Curso disputam comando do PSDB


Se o vice-governador Carlos Brandão migrar para o PSB e não deixar o PSDB sob controle por meio de um acordo bem amarrado com o comando nacional dos tucanos, o partido poderá ser entregue ao deputado estadual Wellington do Curso, que pertence aos seus quadros, ou cair nas mãos do ex-deputado Ricardo Murad.

Wellington do Curso tem pouco peso político e eleitoral e enxerga no PSDB sob seu comando um reforço fundamental na sua corrida à reeleição para a Assembleia Legislativa. Ricardo Murad, por sua vez, aciona a filha, a ex-deputada estadual Andrea Murad, para pleitear o controle do PSDB no Maranhão, de forma a dar seguimento à sua longa lista de partidos que já estiveram sob seu comando no Maranhão, entre eles o PSB, hoje liderado pelo governador Flávio Dino.

Mesmo migrando para o PSB, como está programado, Carlos Brandão não entregará facilmente o PSDB a um adversário. O comando natural do PSDB é do ex-deputado federal e ex-prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira, de longe o tucano mais antigo e mais fiel às bandeiras do ninho e que hoje é o seu secretário geral no Maranhão.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Dino pode ter Dilma Rousseff como suplente em sua chapa ao Senado


Começa a ganhar força nos bastidores políticos a possibilidade real da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) vir a ser 1ª suplente na chapa a ser encabeçada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), para as eleições de outubro. Como Dino pode vir a ser ministro, num eventual novo governo Lula, Dilma assumiria o mandato de bandeja na Câmara Alta.

Na última segunda-feira, 24, Dino esteve reunido com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e a própria ex-presidente Dilma para discutir "cenários políticos".

Vale lembrar que na eleição passada, Dilma trocou o domicílio eleitoral do Rio Grande do Sul para Minas Gerais, quase chegou a mudar também para o Ceará e ainda recebeu convite para se domiciliar no Maranhão.

Não está descartada a possibilidade do convite de Dino para ter a ex-presidente como suplente para uma nova legislatura no Congresso Nacional, a partir de 2023.

A transferência de domicílio eleitoral deve ocorrer num prazo de até seis meses antes da data das eleições, que este ano acontecerá no dia 2 de outubro. 

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Vice-prefeitos criam entidade representativa no Maranhão


Aconteceu na manhã da última sexta-feira, 21, em Santa Inês, o ato de criação da União de Vice-prefeitos e vice-prefeitas do Maranhão (UNIVIMA), que terá por finalidade ampliar a participação dos vice-prefeitos e vice-prefeitas nas discussões que influenciam o destino dos municípios junto à FAMEM, ao Estado e ao Governo Federal.

O vice-prefeito de Monção, Mário Cardoso, foi eleito presidente da comissão provisória, inicialmente formada por 12 membros, escolhidos por representação regional. A próxima etapa será, nos próximos 45 dias, a elaboração e aprovação do estatuto e o processo de eleição da diretoria da entidade.

“O Movimento já nasceu grande, com 118 associados, entre vice-prefeitos e vice-prefeitas, que participam ativamente do grupo de trabalho”, disse o Presidente Eleito Mário Cardoso.

Com o discurso de fortalecimento do municipalismo, a entidade planeja os próximos passos no sentido de consolidar a amistosidade entre as organizações de prefeitos e vereadores já existentes no estado.

Daniella Tema não apresenta provas da venda do veículo apreendido


Passados quatro dias após a apreensão de um veículo com mais de meio milhão de reais em Peritoró, a deputada estadual Daniella Tema (DEM) ainda não apresentou as provas de que o automóvel não é mais da sua família.

Na terça-feira, 18, um Toyota Corolla que estava no nome da mãe da parlamentar foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) com R$ 575.860,00 em espécie na BR-316. Por meio da sua assessoria, Tema informou que nem ela ou sua mãe têm relação com o dinheiro e que o veículo havia sido vendido, mas o processo estava em tramitação.

Até o momento, a deputada não apresentou nenhuma prova que valide essa informação. Nem mesmo um recibo de compra e venda do carro foi mostrado para comprovar que ela estava falando a verdade. Tal fato, por si só, já levanta suspeitas.

Mas essa é uma questão que a PRF e a Polícia Federal estarão encarregadas de investigar.

sábado, 22 de janeiro de 2022

Em encontro com Weverton e Erlanio, Osmar Filho debate os rumos do Maranhão


O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), recebeu a visita, nesta quarta-feira (19), dos companheiros de partido, senador Weverton Rocha e Erlanio Xavier, prefeito de Igarapé Grande e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem). O objetivo do encontro foi discutirem a melhor maneira de contribuir com o desenvolvimento do estado.

“Temos discutido com frequência sobre o nosso estado e como contribuirmos na construção de um Maranhão mais desenvolvido e feliz”, disse o vereador. “Nada mais natural que nós, como integrantes de um partido historicamente focado no bem-estar social e municipalista por essência, nos preocupemos com os rumos do nosso estado”, complementou Osmar.

Na oportunidade, o vereador também conversou com Weverton e Erlanio – respectivamente, presidente e vice-presidente do PDT no Maranhão – sobre a convenção nacional do partido e a atual conjuntura política do estado, além das eleições deste ano.

terça-feira, 18 de janeiro de 2022

André Fufuca enquadra secretário de Flávio Dino


O secretário de Estado da Comunicação do governo Flávio Dino (PSB), Ricardo Cappelli, tomou uma invertida do deputado federas André Fucuca (PP) nas redes sociais no domingo (16).

No Twitter, o auxiliar do gestor maranhense criticou o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP e atual chefe da Casa Civil do governo Jair Bolsonaro (PL), por suas recentes mudanças de lado político.

Ele só não esperava que Fufuquinha reavivasse na memória dos internautas uma guinada política do PCdoB que, até hoje, é tratada como tabu entre os comunistas maranhenses.

“Menos, secretário, o PC do B fez parte do governo Roseana nos anos 90. Pouco tempo depois, dizia ser a pior desgraça do Maranhão. Marcos Kowarick ocupava secretaria, inclusive”, disparou.

Com informações do Blog do Kiel Martins

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Reviravolta em Pinheiro pode alterar jogo por mandato parlamentar


A mudança no comando de Pinheiro pode ter reflexos fortes na disputa para a Assembleia Legislativa. A deputada estadual Thaíza Hortegal (PP), recém separada do prefeito Luciano Genésio, vinha perdendo terreno com a pré-candidatura da irmã do prefeito, Luciana Genésio, à Assembleia Legislativa, que sofre um duro golpe com a reviravolta. 

Correndo por fora, o deputado estadual Leonardo Sá (PL) pode também se beneficiar com os desdobramentos políticos da Operação Irmandade. O caldo pode entornar se o ex-prefeito Filuca Mendes (MDB) decidir entrar na briga por uma cadeira na Assembleia Legislativa. 

Outra possibilidade é o ex-deputado federal Victor Mendes (MDB) decidir se candidatar novamente e abalar a votação do deputado federal André Fufuca (PP).

domingo, 16 de janeiro de 2022

Sarney faz um novo pedido a Bolsonaro


José Sarney está operando para emplacar o advogado Gustavo Amorim como novo desembargador federal, na vaga deixada por Kassio Marques no TRF da 1ª Região, informa a revista Crusoé. Gustavo vem a ser marido de Rafaela Sarney, neta do ex-presidente da República.

José Sarney, por sinal, tem sinalizado a aliados que sua relação com Jair Bolsonaro – a quem caberá a decisão final sobre a vaga – vai muito bem. Embora mantenha uma amizade estreita com Lula, ele faz circular entre os políticos maranhenses que Bolsonaro costuma procurá-lo com certa frequência para se aconselhar.

Favorito


O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) escolheu, em dezembro do ano passado, os seis nomes dos advogados aptos a concorrer à vaga deixada pelo ministro Kassio Nunes Marques, agora do Supremo Tribunal Federal (STF). A vaga é para desembargador federal destinada ao Quinto Constitucional da advocacia.

Integra a lista o advogado Luis Gustavo Soares Amorim de Sousa. Ele é um nome de peso na disputa por ser sobrinho do ministro do STJ Reynaldo Soares da Fonseca e genro de Roseana Sarney, ex-governadora do Maranhão e presidente do MDB no estado.

Além disso, Amorim é filho do desembargador Leomar Amorim, que morreu em 2014 e era muito querido no tribunal, tendo sido chamado na corte de “guerreiro da alma invencível”. O advogado trabalhou no Ministério de Minas e Energia em 2009, ano em que já namorava Rafaela Sarney, filha de Roseana. Foi nomeado pelo então ministro Edison Lobão, ex-presidente do Senado filiado ao MDB.

Sem críticas a Bolsonaro

Em entrevista na virada do ano, a ex-governadora Roseana Sarney evitou fazer críticas à gestão do presidente Bolsonaro. “É difícil uma avaliação direta do Bolsonaro, mas eu me resguardo para não falar nada, tem coisa que é sempre a história que vai dar o seu parecer como está sendo a era Bolsonaro”, tergiversou Roseana à TV Mirante.

sábado, 15 de janeiro de 2022

Recuperado da covid, Osmar Filho fala de retorno às atividades e importância da vacinação


Após cumprir isolamento domiciliar, o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), está recuperado da Covid-19.

O parlamentar informou, na tarde desta sexta-feira (14), por meio de sua rede social que está liberado para retomar as suas atividades presenciais.

‘’Pessoal, boa tarde quero compartilhar com vocês uma excelente notícia, após repetir meu exame testei negativo para o Covid-19, estou totalmente assintomático e já fui liberado do isolamento pela equipe médica’’.
O pedetista teve sintomas leves e testou positivo para infecção pelo novo coronavírus no dia 07 de janeiro. No mesmo dia anunciou em suas redes o isolamento em casa, junto com sua esposa Clara Gomes.

Em seu depoimento, frisou a importância da vacinação neste processo de recuperação.

‘’Quero dizer de fato, que a vacina salva. Estou voltando à minha rotina e mais uma vez, quero agradecer a todo apoio que recebi. Grande abraço, e muito obrigado!’’, finalizou.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Mical Damasceno perde o comando do PTB para Josivaldo JP


A deputada bolsonarista e negacionista, Mical Damasceno (PTB), acabou perdendo o comando do PTB no estado do Maranhão. A deputada Mical acabou se envolvendo na polemica onde ficou impedida de entrar na Assembleia Legislativa do Maranhão por se recusar a se vacinar contra o Covid-19.

O comando do PTB no Maranhão acabou indo para o deputado federal Josivaldo JP (PTB). O convite foi feito pelo partido e anunciado pelo presidente nacional do partido, Graciela Nienov.

A deputada Mical Damasceno acabou sendo deixada de escanteio e foi transferida para a presidência do PTB Mulher, com a justificativa que a escolha foi “pela defesa aguerrida que ela (Mical Damasceno) faz das bandeiras do conservadorismo”.

Josivaldo JP havia ficado na primeira suplência da coligação em 2018, assumindo o mandato de deputado federal após Eduardo Braide sair do cargo para concorrer a Prefeitura de São Luís em 2020, tendo como sua maior pauta a defesa do conservadorismo na Câmara Federal.

O cargo que Mical recebeu do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson (está licenciado enquanto cumpre cadeia por agredir ministros do Supremo Tribunal Federal e estimular violência contra os mesmos) foi maior que a parlamentar. Segundo informações publicadas no site do partido, foi ela que convidou Josivaldo para assumir o controle do partido no Estado.

Com informações do Blog de Jorge Vieira

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Ex-mulher de deputado já embolsou R$ 39 mil como funcionária fantasma na AL-MA


A ex-mulher do médico e deputado Leonardo Sá, do PL, já embolsou a bagatela de R$ 39 mil dos cofres da Assembleia Legislativa do Maranhão (AL-MA).

De acordo informações do quadro de servidores da Casa, Cristina Belloti Pires de Sá recebe desde outubro de 2021 o salário liquido de R$ 13 mil.

Além de ex-mulher, Cristine Belloti é mãe dos três filhos do médico.

Segundo apurou reportagem do blog, a nomeação da ex-amada é usada como forma de pagamento de pensão, o que é absolutamente ilegal perante a lei.

A relação entre Leonardo Sá e a família da ex, no entanto, vai muito além da nomeação.

Conforme publicado por este blog, o parlamentar é suspeito de usar o ex-cunhado, irmão de Cristiane, como ‘teste de ferro’ em negócios obscuros que envolvem uma empresa de fachada.

Contratos da empresa com o governo do Estado seriam, inclusive, responsáveis pela debandada do médico ao grupo do vice-governador Carlos Brandão.

Leonardo integrava a linha de frente do grupo do deputado federal e presidente PL Josimar Maranhãozinho, que é pré-candidato ao governo.

Se não bastasse a relação perigosa que envolve ‘negócios e negociatas’ com o governo, Leonardo ainda possui problemas com a agiotagem.

Também já publicado por este blog, o deputado anda se escondendo para não pagar uma divida de R$ 400 mil adquirida em sua campanha fracassada à prefeitura de Pinheiro em 2020.

Embora com diversos problemas para administrar, o médico encontra refúgio em seu novo amor, uma médica de apenas 25 anos.

Com informações do Blog Maldine Vieira

terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Roseana e o desprezo aos seus eleitores


A ex-governadora Roseana Sarney ignora desde o ano passado o convite dos maranhenses para voltar ao cargo majoritário no Palácio dos Leões. Roseana Sarney simplesmente não considera o chamamento dos eleitores para entrar na disputa contra os dois principais pré-candidatos à sucessão de Flávio Dino.

Em todas as pesquisas de 2021 o nome dela aparece sempre na liderança com certa folga em relação aos pré-candidatos assumidos, a exemplo da mais recente feita pela Escutec. Porém, nada demove a filha de Sarney para pular do muro.

Os números apenas mexe com o ego da ex-governadora, que mostra um medo danado de entrar na disputa e ser esmagada pela terceira vez. Perdeu uma eleição para Flávio Dino em 2018 e outra antes, em 2006 para Jackson Lago.

Disputar uma vaga à Câmara Federal é bem mais cômodo, mas a vitória não é dada como certa por ser uma eleição muito disputada. Na verdade, a família Sarney sempre disputou o logrou êxito com a força dos cofres da viúva.

Quando precisou meter as mãos no bolso, perdeu. Por isso, não gasta e não ganha, a exemplo de Sarney Filho, que desistiu da política. Aliás, contam que existe uma cascavel na bolsa de Roseana. Melhor não arriscar.

sábado, 1 de janeiro de 2022

E segue o dilema de Roseana em 2022


A ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (MDB), iniciará 2022 com o mesmo dilema que lhe rodeou durante praticamente todo o ano que está sendo concluído, disputar ou não o Governo do Maranhão???

Roseana não esconde que o desejo pessoal é de retornar a Câmara Federal, mas o “problema” é que a ex-governadora termina 2021 liderando todas as pesquisas eleitorais, de todos os institutos, na corrida eleitoral para o Palácio dos Leões.

A ex-governadora, entre os pré-candidatos que alcançaram dois dígitos nas pesquisas Escutec, foi a única que manteve sempre uma crescente, pesquisa após pesquisa (reveja na postagem anterior). E tudo isso sem nunca ter confirmado a sua pré-candidatura.

E é justamente esse cenário bem favorável, que tem feito alguns membros do MDB e aliados próximos a insistirem na possibilidade de Roseana repensar sua “decisão” e encarar uma nova disputa ao Governo do Maranhão.

De qualquer forma, Roseana sabe que não poderá adiar por muito tempo essa decisão, mas iniciará 2022 com o dilema de 2021.

É aguardar e conferir.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2021

Maranhãozinho passou o Natal e vai virar o ano preocupado


O deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) tenta manter de pé seu projeto político gastando dinheiro do Fundo Partidário com propaganda que o mostram em inserções na TV e no rádio e outdoor e em painéis traseiros de coletivos como alguém que está com o astral nas alturas.

Se o dinheiro gasto para evitar danos maiores à sua imagem for limpo, pode-se até considerar válido o esforço do parlamentar. O problema é que nos bastidores políticos vozes que sabem o que dizem sopram que, por conta das operações policiais de que tem sido alvo e das demolidoras acusações feitas pelo Ministério Público Federal, o chefe do PL passou o Natal e atravessará a virada do ano preocupado com as duas frentes do seu futuro.

A frente política, na qual o seu poder sobre o PL, o Patriotas e o Avante está sendo fortemente minado. E a frente policial-judiciária, onde enfrenta processos e problemas de difícil solução.

Há quem diga que já agora ele encontra dificuldades para se encaixar numa aliança para as eleições.

domingo, 26 de dezembro de 2021

Deputado Leonardo Sá se esconde para não pagar dívida de R$ 400 mil


Um agiota que atua como empresário do ramo de produção de eventos, cobra uma dívida de R$ 400 mil do médico e deputado Leonardo Sá, do PL.

Segundo apurou reportagem do blog, o deputado contraiu os empréstimos para injetar em sua campanha derrotada a prefeito de Pinheiro em 2020, e logo depois tomou o famoso chá de sumiço.

Ainda segundo apurou a reportagem, o agiota vinha segurando as cobranças em razão da proximidade com o deputado federal Josimar Maranhãozinho, que é presidente do PL e também amigo de Leonardo.

Josimar vinha intercedendo pelo médico e pedindo paciência ao empresário.

No entanto, após debandada do deputado ao grupo do vice-governador Carlos Brandão, o agiota tem afirmado aos quatro cantos que não vai mais esperar para o recebimento da dívida.

Com o recado dado, o deputado é visto sempre andando as pressas pelos corredores da assembleia legislativa, como se estivesse fugindo de alguém.

Sabedor de que o apoio ao vice-governador tem relação com contratos milionários da empresa do médico no Estado, o agiota deve engrossar o tom assim que o recesso parlamentar terminar. Até lá muitas águas irão rolar, é aguardar e conferir !!!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2021

Roberto Rocha tem posição de destaque nas eleições 2022


Figura de peso no debate sobre as eleições 2022, o senador Roberto Rocha (ainda no PSDB) aparece bem posicionado em todas as pesquisas de intenção de votos, seja para o Senado, seja para o Governo do Estado.

Mas, faltando pouco mais de 10 meses para o pleito, ele ainda não definiu, sequer, o partido pelo qual pretende concorrer; e muito menos que cargo vai disputar.

Se, por um lado, esta indefinição partidária denota falta de articulação, por outro lado, a indefinição quanto à disputa mostra sua força eleitoral.

Rocha está em segundo lugar na maioria das pesquisas para o governo, perdendo apenas para o senador Weverton Rocha (PDT), líder em todos os cenários; o senador também disputa com força a reeleição, numa polarização clara com o governador Flávio Dino (PSB).

A presença de Roberto Rocha na disputa – seja para o Senado, seja para o governo – fortalece, sobretudo, a oposição, que hoje, em suas várias correntes, detém a maioria dos votos.

Independentemente de que cargo disputar em 2022, o senador tem até abril para definir seu rumo partidário.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Aluísio Mendes está fora do palanque de Bolsonaro no Maranhão


O deputado federal Aluísio Mendes (PSC), já comunicou o presidente Jair Bolsonaro que não estará em seu palanque no Maranhão. A tomada de posição se deu por conta da filiação do Presidente da República ao Partido Liberal, PL, que é presidido no estado pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho.

“Já estive com o presidente e comuniquei a ele que continuo seu amigo, seu líder no congresso nacional e pedirei votos para ele nas eleições. Mais infelizmente não poderei estar no seu palanque, se nele estiverem pessoas denunciadas por crimes como formação de bando ou quadrilha armada, furto qualificado, desvios de recursos públicos e etc, como é o caso do presidente do PL no Maranhão.” disse Mendes.

Aluísio não é apenas adversário, é um inimigo político de Josimar. Em seu histórico, coleciona discursos acalorados e recheados de acusações das mais graves possíveis contra Maranhãozinho. São considerados, portanto, arqui-inimigo políticos.

Atual presidente do PSC maranhense, Mendes precisa urgentemente adotar uma estratégia para formar uma nominata forte em seu partido visando a disputa das eleições 2022, caso contrário, diante do fim das coligações, terá de filiar em outra agremiação partidária por sobrevivência política.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Pesquisa: Roseana segue na liderança para o Governo no Maranhão


O Instituto Escutec traz mais uma pesquisa de intenção de votos para governador, senador e presidente da República no Maranhão. No cenário principal que incluiu todos os pré-candidatos, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) lidera. Nos demais cenários sem a emedebista, o senador Weverton Rocha (PDT) aparece em primeiro.


Foram entrevistados 2 mil eleitores nos dias 23 a 27 de dezembro. O intervalo de confiança da pesquisa é de 90% e a margem de erros é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Diversos cenários foram realizados pelo Escutec.

O primeiro dele incluiu ainda a ex-governadora Roseana Sarney. Neste, ela lidera com 27% sendo seguida por Weverton Rocha com 17% e Edivaldo Holanda Júnior (PSD) com 11%. O senador Roberto Rocha aparece com 10%, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) com 7%, mesmo percentual do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL). O prefeito Lahesio Bonfim aparece com 5%, Felipe Camarão (PT) com 3% e Simplício Araújo (SD) com 2%.
Já no cenário com quatro candidatos, Weverton Rocha vem com 23%. Em segundo aparece Roberto Rocha com 16% seguido por Edivaldo Júnior com 13% e Carlos Brandão com 12%.



Já no cenário também com quatro candidatos, mas sem Roberto Rocha e com Josimar de Maranhãozinho, Weverton conseguiu 26% da opinião dos eleitores, Edivaldo Júnior aparece com 16%, Carlos Brandão com 13% e Josimar com 12%.


Num quarto cenário, Weverton Rocha mantém mesmo percentual dos cenários anteriores. Já Edivaldo Júnior vem com 17%, seguido de Brandão com 13% e mais distante aparece Felipe Camarão com 4%.

A disputa pelo Senado, o Instituto Escutec mostra que o governador Flávio Dino (PSB) lidera a disputa. Ele aparece com 41%. Em segundo, vem o senador Roberto Rocha com 26%, Edivaldo Júnior com 12% e Othelino Neto (PCdoB) com 4%. O pré-candidato ao Senado pelo PT, Paulo Romão, teve 1%.

Num segundo cenário com confronto direto entre Dino e Roberto Rocha, o socialista aumenta a vantagem e chega a 45%. O senador alcança 29%.

No confronto direto de Dino com Roberto Rocha, o socialista aumenta vantagem.

MDB do Maranhão "rachado" para as eleições 2022


Enfraquecido desde as últimas eleições no Maranhão, o MDB pode chegar em 2022 ainda mais dividido para o próximo pleito.

O ex-senador Lobão Filho rechaçou, a postura do deputado estadual Roberto Costa (MDB), que atua como porta-voz da legenda, se posicionou a favor da candidatura de Carlos Brandão (PSDB) e fez transparecer que esse seria o posicionamento oficial do partido.

“Eu acredito que o Roberto Costa não tem o direito de falar em nome do MDB como ele falou. Ele está muito enganado. Se ele tem os interesses dele no governo, isso é problema dele. Roberto Costa foi presidente do MDB. Quem manda agora é Roseana”, frisou Edinho.

O “chega pra lá” de Edinho em Roberto Costa foi dado durante entrevista aos jornalistas Glaucio Ericeira e Clodoaldo Corrêa, no programa Ponto Continuando, ocasião em que o empresário confirmou o seu interesse em disputar uma das vagas na Câmara Federal no próximo ano.

Resta saber se após essas declarações e com o MDB cada vez mais governista, Lobão Filho permanecerá no MDB. É aguardar para conferir...

Com informações do Blog Marrapá

terça-feira, 23 de novembro de 2021

Roseana volta a cogitar entrar na disputar para o Governo


Roseana Sarney pode disputar o Governo do Maranhão em 2022. Essa é a nova informação que chega do QG da ex-governadora. Com uma equipe montada desde o meio desse ano, a filha de José Sarney está avaliando todos os cenários e conversando diariamente com lideranças políticas, e após as últimas pesquisas o martelo foi batido: se a emedebista se mantiver na liderança e as pré-candidaturas de Brandão (PSDB), Josimar (PL) e Weverton (PDT), se mantiverem para eleição, a Guerreira vai entrar na disputa majoritária.

Na última pesquisa divulgada pela Tv Band, o Instituto DataIlha mostrou Roseana com 20,5% contra 10,3% de Weverton; 8,7% de Brandão; 8,6% de Edivaldo Júnior (PSD); Lahesio (PTB) 7,5%; Roberto Rocha (sem partido) 6,7%, Josimar 6,4%; Felipe Camarão (PT) 3,6% e Simplicio (SD) 0,9%.

Na avaliação de Roseana e sua equipe, caso venha concorrer ao Governo do Maranhão, ela larga a disputa eleitoral com 30%, mesmo percentual que ela alcançou em 2018. Com a possibilidade de Weverton, Brandão e Josimar disputarem os 70% restantes, a ex-governadora avalia que suas chances são reais de chegar em um provável segundo turno.

Com a ida de Roseana ao segundo turno, existe a expectativa, que o movimento semelhante ao que aconteceu em São Luís em 2020 volte a se repetir, quando nem todos os membros do Grupo Flávio Dino apoiaram Duarte Júnior no segundo turno. Naquela oportunidade, os candidatos Neto Evangelista e Yglesio optaram por seguir com Braidee Jeisael se manteve neutro.

Para Roseana Sarney, ela estando no segundo turno, independente do seu adversário, ela tem a certeza que contará com o apoio dos demais, pois hoje a relação entre o trio é totalmente conflituosa.

Em um provável confronto com Weverton no segundo turno, Roseana acredita que teria o apoio de Brandão e Flávio Dino. Caso dispute com Brandão, que está sendo o cenário mais cogitado no momento, a ex-governadora acredita que aglutinaria Weverton e Josimar de Maranhãozinho em seu palanque.

Roseana conta com um cenário ainda mais facilitador para sua candidatura ao Governo do Maranhão, a confirmação de Felipe Camarão e Edivaldo Júnior como candidatos, que deixariam os votos ainda mais divididos em todo o estado.

A possibilidade de voltar a disputar o cargo de governadora vem empolgando aliados, principalmente os emedebistas, o deputado federal Hildon Rocha (MDB), tem sido um dos maiores entusiastas, afinal ter Roseana Sarney na disputa majoritária, naturalmente traria mais votos de legenda ao 15, assim como aglutinaria outras forças, possibilitando eleger mais estaduais e federais.

Para o cargo de Senado, existiria um dialogo com outros partidos e o erro de 2018 não seria repetido, quando colocaram os aliados de sempre e familiares, caso de Lobão e Sarney Filho.

A verdade é que Roseana vai se manter preparada para a disputa de governadora até o dia 30 de junho, quando finalmente o cenário estiver mais claro e próximo de ser definido.