Mostrando postagens com marcador Maranhão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Maranhão. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 9 de agosto de 2022

Neto Evangelista pode ficar sem mandato por falta de candidatos no União Brasil


Neto Evangelista foi um dos político mais badalados do Maranhão entre os anos de 2012 e 2020, candidato a vice-prefeito de São Luís, reeleito deputado, secretário de Desenvolvimento Social e candidato a prefeito de São Luís. Mas desde que saiu derrotado na última eleição, após receber uma injeção de apoio de vários aliados, dentre eles Weverton Rocha (PDT) e Roseana Sarney (MDB), ele entrou em uma espiral negativa e agora em 2022, corre sério risco de não conseguir se manter na Assembleia Legislativa na legislatura de 2023-2026. Filiado ao União Brasil, ele terá apenas oito companheiros na disputa pela vaga de deputado estadual e seu desempenho tem que ser tão bom, que ele terá que no mínimo, repetir a mesma votação de Duarte Júnior (seu maior desafeto) em 2018 para ser reeleito.

Em 2018, Duarte Júnior foi eleito com 65.144 votos, sendo que destes, mais de 46 mil foram só em São Luís. Na mesma eleição, Neto teve 49.480, mas só pouco mais de 12 mil na capital maranhense. Agora em 2020, Evangelista não terá a concorrência do desafeto, mas chegar ao patamar de 40 mil votos será um grande desafio para o deputado estadual.

Diante do crescimento do eleitorado maranhense e se mantendo a abstenção eleitoral da última eleição, o quociente eleitoral para deputado estadual pode ficar entre 90 mil e 100 mil, o que obrigaria Neto a ter um desempenho espetacular, nunca obtido em uma eleição. E ainda assim contar com a ajuda dos seus companheiros de partido.

Junto com Neto Evangelista, concorrem Hilário Neto que foi candidato derrotado a vice-prefeito em Lago da Pedra em 2020, Chiquinho Bringel, vereador de Carolina, eleito com 402 votos em 2020; Dário Sampaio, candidato derrotado a prefeito de Senador La Rocque, que teve 4442 votos em 2020; Professor Ludendorf, candidato derrotado a vereador de Codó, que teve 49 votos em 2020; Kessia Nicolle, candidata derrotada a vereadora de São Luís, que teve 97 votos em 2020 e mais Claudia Melo Lima, Liziane de Oliveira Castro Almeida e Marcelo Soares Santos, que não foram achados históricos políticos destes.

Já para deputado federal, que era o cargo pleiteado inicialmente por Neto Evangelista, logo após a derrota de 2020, o União Brasil vai com chapa cheia para tentar eleger seus dois deputados federais – Juscelino Filho e Pedro Lucas.

E de acordo com levantamento feito pelo Blog Diego Emir, os candidatos a deputado federal do União são muito mais competitivos do que os estaduais, ou seja, poderia ter ocorrido um balanceamento nas chapas, mas deixaram Neto Evangelista no fogo.


Agora em 2022, sem o apoio dos sogros – Maura Jorge (Lago da Pedra) e Rui Jorge (Arari) – traído pelos pedetistas e deixado a própria sorte por seus companheiros de partido, Neto Evangelista vai querer mostrar que é possível sim, se manter na política maranhense, através do cargo de deputado estadual.

Confira aqui a relação de candidatos a deputado federal. Em negrito, os dois que brigam pela vaga ou vagas.

Alex Kennedy – candidato a deputado estadual em 2018 – não eleito
Agemiro Medeiros – candidato a vereador de São Luís em 2020 – não eleito
Aldy Júnior – candidato a prefeito de Chapadinha em 2020 – não eleito, terminou em 4º lugar
Barbosa Lages – ex-vereador de São Luís – atualmente segundo suplente do Podemos
Benjamim Oliveira – candidato a prefeito de Açailândia em 2020 – terminou em segundo lugar
Bruna Bastos – candidata a vereadora de São Luís em 2020 – não eleita
Diego Tito Soares
Emilce Campos – candidata a vereadora de São Luís em 2020 – não eleita
Coronel Egídio – candidato a vice-prefeito de Bacabal em 2020 – não eleito
Mauro Ivan Santiago Júnior
Juscelino Filho – deputado federal
Katyane Leite – vereadora de Pedreiras
Kellyane Calvet – ex-vereadora de Bacabeira
Magrado Barros – ex-prefeito de Viana
Pedro Lucas Fernandes – deputado federal
Paulyna Costa Silva – candidata a vereadora de Imperatriz em 2020 – não eleita
Rômulo Trovão – sobrinho de Ricardo Murad
Vanessa Murad – vereadora de Peritoró
Tenente Welton – candidato a prefeito de Itapecuru-Mirim em 2020 – não eleito, terminou em 3º lugar

segunda-feira, 8 de agosto de 2022

Confira a lista de candidatos a deputado estadual e federal da Federação PT/PV/PCdoB

O registro dos candidatos da Federação PT/PV/PCdoB já foi protocolada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão. Os partidos vão com 16 nomes para disputa de deputado federal e 32 deputado estadual.

Para uma vaga na Assembleia Legislativa, seis deputado estaduais vão tentar a reeleição – Othelino Neto, Zé Inácio, Adriano Sarney, Wendel Lages, Ricardo Rios e Ana do Gás – mas uma turma nova está chegando e querendo ocupar o espaço, trata-se de Rodrigo Lago, Júlio César, Luiz Henrique e Cricielle Muniz. Outros correm por fora, mas podem surpreender como é o caso de Aurélio de Imperatriz, o Coletivo Guarnicê, Jowberth Alves, Paulo Romão e Genilson.

A Federação PT/PV/PCdoB, nutre a esperança de eleger seis estaduais. Já para Câmara Federal, a eleição de dois é número bem realista, mas eles pretendem chegar na terceira vaga.

Márcio Jerry, Rubens Júnior, Zé Carlos, Flávia Alves e Gastão Vieira são os que possuem as maiores condições por brigar pelas vagas diretas na Câmara Federal. Os ex-presidentes do PT, Augusto Lobato e Raimundo Monteiro, devem medir forças para quem sabe se cacifar para a próxima eleição interna do partido.

Confira a relação completa dos candidatos a deputado federal e estadual. Em negrito os mais conhecidos.


Deputado federal

Augusto Lobato – ex-presidente do PT

Fransuíla

Gastão Vieira – deputado federal suplente

Zé Carlos – deputado federal

José Pedro Mengol

Raimundo Monteiro – ex-presidente do PT

Rubens Júnior – deputado federal

Daniel Abreu

Flávia Alves Maciel – irmã de Othelino Neto

Márcio Jerry – deputado federal

Mária Vanda

Pedro Oliveira

Joana Lima

Cristiane Bacelar

Gustavo Marques

Paulo Teles


Deputado estadual

Adriano Sarney – deputado estadual

Aurelio Gomes – vereador de Imperatriz

Benta Ferreira Rocha

Creuzamar

Cricielle Muniz – ex-secretária adjunta de Governo

Evandro Siqueira

Coletivo Guarnicê (Chico Gonçalves) – ex-secretário de Direitos Humanos

Genilson Alves – ex-secretário de Trabalho e Renda

Zé Inácio – deputado estadual

Jowberth Alves – ex-secretário de Trabalho e Renda

Luiz Henrique – ex-secretário de Agricultura

Paulo Romão – ex-secretário de Juventude

Raimundo Oliveira

Regina Lins

Ana do Gás – deputada estadual

Júlio César – ex-presidente da AGERP

Lindalva Barros

Marcelo dos Santos

Maria de Cássia Pereira

Mávio Rocha

Othelino Neto – presidente da Assembleia Legislativa

Ricardo Rios – deputado estadual

Rodrigo Lago – ex-secretário de Agricultura Familiar

Vanda Rocha

Luís Eduardo Brito

Wendel Lages – deputado estadual

Cesinha do Egito

João Hélio

Alonso Chagas

Núbia Carvalho

Maria Antônia Pinto

Denise Carvalho Gomes

quarta-feira, 3 de agosto de 2022

Roseana Sarney sobre candidato a senador: “libero vocês pra fazerem o que acharem melhor”

Em evento realizado no último final de semana, o qual esteve ao lado do candidato a deputado estadual Manoel Ribeiro, a ex-governadora Roseana Sarney, candidata a deputada federal, enalteceu o candidato ao Governo do Maranhão, Carlos Brandão, e explicou porque decidiu apoiá-lo na corrida aos Leões nessas eleições.

Roseana disse que não faz política com ódio, e sim, profissionalmente.

“A gente faz política com aquelas pessoas que dialogam, e não que brigam, por isso optamos por fazer coligação com uma pessoa que tem diálogo com a gente, que é o Carlos Brandão“, disse Roseana.

A emedebista lembrou que Brandão foi seu secretário na época que foi governadora, depois trabalhou com Zé Reinaldo, foi deputado duas vezes e vice governador duas vezes , portanto, segundo ela, tem a qualificação necessária para ser governador.

Já sobre o Senado, Roseana disse que já fica mais difícil.

“Mas eu libero vocês pra fazerem o que acharem melhor”, finalizou Roseana, deixando claro que não pedirá voto para ninguém na eleição de Senado Federal.

Assista o vídeo abaixo:



terça-feira, 2 de agosto de 2022

Soliney Silva desiste de candidatura a deputado estadual


O ex-prefeito de Coelho Neto e ex-deputado estadual Soliney Silva desistiu de concorrer a uma vaga para Assembleia Legislativa neste ano.

Ele era pré–candidato a deputado estadual pelo MDB e aparecia em todas as pesquisas em Coelho Neto.

Soliney enviou a nota que enviou ao MDB comunicando da desistência.

Veja abaixo: 


Com informações do Blog Elias Lacerda

Indicação de Camarão e de 2ª suplente de Dino precisa de aval da Federação, diz PV

A direção estadual do Partido Verde (PV) realizou no sábado (30) sua convenção estadual e homologou as chapas para deputado estadual e federal.

No encontro, no entanto, ficou decidido que o poder de decisão sobre a chapa majoritária será delegado à Executiva Regional da legenda, até o prazo final das convenções eleitorais, 5 de agosto.

O encaminhamento, dizem os verdes, é resultado de pendências, como a indefinição da data da convenção e dos acordos finais da Federação Fé Brasil (PT/PV/PCdoB).

Uma dessas pendências diz respeito à segunda suplência do candidato a senador Flávio Dino (PSB). O PCdoB indicou o nome da vereadora Maria de Lourdes Pereira e Pereira, presidente da Câmara Municipal de Coroatá.

O nome dela já consta na ata da convenção do PSB, também realizada no sábado. Mas, de acordo com o PV, só poderá ser oficializado após apreciação em convenção da Federação, ainda sem data marcada.

Outra indicação que também depende do aval da Federação é o do candidato a vice-governador na chapa do governador Carlos Brandão (PSB), o ex-secretário de Educação Felipe Camarão, do PT.


segunda-feira, 1 de agosto de 2022

Ao avaliar convenções, prefeita crava: “Weverton em primeiro; Brandão em segundo; Lahésio e Edivaldo disputando o terceiro lugar”


A ex-deputada estadual e prefeita do município de Lago da Pedra, Maura Jorge, fez nas suas redes sociais uma avaliação das convenções que homologaram candidaturas ao Governo do Maranhão para o pleito de outubro.

Para a experiente política, o encontro da coligação Juntos pelo Trabalho, que reuniu cerca de 50 mil pessoas de todas as regiões do Estado, no Estádio Municipal Nhozinho Santos, em São Luís, mostrou que o senador Weverton Rocha (PDT) está em primeiro lugar no que se refere preferência dos maranhenses.

“As convenções serviram pra mostrar o que todos já sabiam: Weverton em primeiro; Brandão em segundo; e Lahésio disputando o terceiro lugar com Edivaldo”, avaliou.

Weverton foi o primeiro candidato a encaminhar informações sobre o seu projeto para Justiça Eleitoral.

Sua coligação conta com seis partidos.

O governador Carlos Brandão (PSB), que tentará renovar o mandato, lidera uma coligação com onze legendas.

O ex-prefeito da capital maranhense, Edivaldo Holanda Júnior, é candidato pelo PSD.

Já o médico Lahésio Bonfim, ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, teve a sua candidatura confirmada pelo PSC.

O professor Hertz Dias representa o PSTU na disputa pelo comando do Palácio dos Leões.

sexta-feira, 29 de julho de 2022

União Brasil decidirá seu destino no Maranhão em convenção dia 5 de agosto


Os deputados federais Juscelino Filho e Pedro Lucas Fernandes seguem disputando a indicação da aliança do partido União Brasil no Maranhão. Juscelino e o deputado estadual Neto Evangelista querem o partido na coligação do PDT, que tem como pré-candidato a governador o senador Weverton. Com indicado comandando a Sedes, Pedro Lucas tenta levar o partido para a coligação do governador e pré-candidato à reeleição Carlos Brandão.

Com muita força na nacional, tendo sido inclusive indicado como líder do partido na Câmara, Juscelino segue brigando pela aliança com o PDT no Maranhão. Weverton inclusive se licenciou do mandato de senador dando ao União Brasil o mandato para Robert Bringel. Caso Weverton seja eleito governador, o União terá o mandato em definitivo.

Pedro Lucas trouxe recentemente o vice-presidente nacional do União Brasil, Antônio Rueda, ao Palácio dos Leões, tentando convencer o partido com os espaços de poder que possui momentaneamente a legenda.

Em meio à disputa, o União Brasil deixou para fazer sua convenção apenas no último dia do prazo, 5 de agosto. Quando definirá o seu destino no Maranhão.

Maior partido do Brasil, o União vale muito pelo tempo de TV que dará a seu candidato. Para Brandão, vale muito mais para tentar esvaziar seu principal opositor, lhe tirando o maior partido, já que o atual governador já tem um bom tempo com PT, PSDB e MDB na sua coligação. Weverton tem seu próprio PDT, que tem bom tempo, e o PL. Com o União Brasil teria um tempo de TV semelhante ao do adversário.

quinta-feira, 28 de julho de 2022

Vice de Santa Inês, Sirino Rodrigues e vereador Didi Júnior declaram apoio ao deputado Adriano Sarney

Adriano Sarney com o vice-prefeito de Santa Inês, Sirino Rodrigues (esquerda) e o vereador de Didi (direita)

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) ganhou o reforço do vice-prefeito de Santa Inês, Sirino Rodrigues, do vereador Didi e todo o seu grupo político. O apoio foi fechado na noite desta terça (26/07).

Sirino lembrou que Adriano Sarney reúne todas as credenciais para continuar representando os maranhenses na Assembleia Legislativa com seriedade e compromisso. “Adriano é um nome muito importante para o Maranhão. Entendo que ele é compromissado e vai dar continuidade ao trabalho excelente na Assembleia defendendo os maranhenses”, destacou o vice-prefeito.

Já o vereador Didi se disse esperançoso quanto à realização desse projeto político. “Adriano Sarney está no seu segundo mandato de deputado estadual, defendendo importantes pautas do nosso estado. Discutimos sobre Santa Inês e fechamos um compromisso de reerguer nossa cidade. Estamos falando de um homem preparado para nos representar na Assembleia Legislativa e de um jovem forte que assume um compromisso com Santa Inês”, afirmou.

Adriano agradeceu o apoio, ressaltando a importância do trabalho em parceria. “Vamos fazer a política da transformação. A você Sirino, vereador Didi e demais lideranças, meu muito obrigado pela confiança e por acreditar e impulsionar nosso projeto. Serei a voz do povo de Santa Inês na Assembleia Legislativa. Junto e com seu grupo teremos um time forte para buscar os recursos necessários para o município”, finalizou.

quarta-feira, 27 de julho de 2022

Palácio dos Leões tenta esvaziar Edivaldo em favor de Brandão


As duas pesquisas Econométrica pagas pelo Governo do Estado e feita publicar em setores da mídia controlados pelo Palácio dos Leões foram significativamente negativas para o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PSD).

No primeiro levantamento, focado na capital maranhense, maior colégio eleitoral do estado, chegaram ao ponto de botar Edivaldo atrás de Brandão.

Só para lembrar: Edivaldo deixou o governo há menos de dois anos, com uma aprovação de mais de 70%; natural, portanto, que ele tenha um recall substantivo nestas eleições e lidere a disputa em São Luís – e não Brandão, que sequer é conhecido fora de Colinas.

A outra pesquisa Econométrica, divulgada nesta segunda-feira, 25, mostra Edivaldo Júnior com rejeição acima de 25%.

A estratégia do Palácio é esvaziar a candidatura de Edivaldo, fazê-lo desistir da disputa, declarando apoio a Brandão e Flávio Dino; assim – entende o governo – Brandão herdaria os votos do ex-prefeito e consolidaria sua posição na capital maranhense, fundamental para vencer as eleições.

O problema é que as pesquisas da própria Econométrica, quando destrinchadas cientificamente – e o palácio sabe disso – mostra que o eleitor de Edivaldo tem tendência natural de migar para o senador Weverton Rocha (PDT) ou para o ex-prefeito Lahésio Bonfim (PSC), não para Brandão.

Com informações do Blog Marco Aurélio D`eça

segunda-feira, 18 de julho de 2022

Acuado após imprensa relevar orçamento secreto de seu governo, Brandão ataca prefeitos


O governador Carlos Brandão (PSB) sentiu o golpe após a imprensa relevar que seu governo destinou via fundo a fundo mais de R$ 60 milhões para prefeituras aliadas e, coincidentemente, os prefeitos dos municípios que mais receberam recurso do orçamento secreto de Brandão foram justamente aqueles que declararam apoio à reeleição do chefe do executivo estadual.

Durante discurso na cidade de Barreirinhas o governador tentou dar eco a reportagem da revista Piauí que, seletivamente, tratou apenas de prefeituras cujos prefeitos são adversários do governador e receberam recursos de emendas federais do chamado “orçamento secreto”, as emendas do relator no Congresso. Prefeitos aliados do governador receberam muito mais dinheiro destas mesmas emendas, como Caxias e Santa Rita, mas, estranhamente, não entraram na reportagem.

O governador atacou os prefeitos com a história do orçamento e fez um discurso dúbio: “Nosso governo não tem orçamento secreto”, e emendou: “Isso nós vamos acabar”.

Mas se o governo Brandão tem orçamento secreto como é que ele vai acabar com o que não existe? Se ele estava se referindo ao chamado orçamento secreto do governo federal como ele vai acabar com uma questão que envolve governo federal e Congresso Nacional sendo governador?

Não faz sentido a fala de Brandão. O governador já destinou R$ 64,9 milhões em orçamento secreto. Entre os dias 13 de junho e 1º de julho, foram realizados 56 repasses diretamente às contas bancárias das prefeituras. Os aportes variam entre 400 mil reais e 2,5 milhões.

segunda-feira, 11 de julho de 2022

Prefeito Fernando Pessoa declara apoio ao senador Roberto Rocha


O prefeito do município de Tuntum, Fernando Pessoa (Solidariedade) declarou oficialmente apoio à reeleição de Roberto Rocha (PTB) ao Senado Federal. O anúncio foi feito neste sábado, 09, durante evento no Espaço Cultural, ocasião em que o gestor municipal comemorava com a população de Tuntum e diversas lideranças políticas do estado, o seu aniversário de 31 anos de idade.

Fernando Pessoa garantiu que a sua decisão foi motivada pela atuação parlamentar, bem como pelos investimentos e trabalho que Roberto Rocha vem realizando em todo o Maranhão, sobretudo no município de Tuntum.

“O senador Roberto Rocha sempre olhou para a nossa cidade. Muito antes de conhecê-lo pessoalmente, ele sempre destinou recursos para o nosso município, a exemplo das emendas para a área da Saúde e banheiros rurais para famílias de baixa renda. A partir de hoje, ele pode contar comigo nessa caminhada rumo à sua reeleição”, assegurou.

sexta-feira, 8 de julho de 2022

Revista destaca contrato de “farmácia suspeita” com aliados de Brandão


Uma suspeita de corrupção envolvendo aliados do governador-tampão Carlos Brandão foi parar na mídia nacional. A revista Piauí trouxe reportagem “Farra Ilimitada” em que cita denúncias de corrupção que estão sendo investigadas, entre elas, o contrato de dois prefeitos ligados a Brandão com uma fornecedora de medicamentos.

O prefeito Felipe dos Pneus, de Santa Inês, chegou a ser afastado pelas investigações da PF no caso. Outra investigada é a prefeitura de Coelho Neto. O prefeito Bruno José de Almeida e Silva é um ferrenho apoiador de Brandão.

Além deles, outros aliados de Brandão são citados, como o deputado federal André Fufuca (PP). O comando de campanha de Brandão já analisa como responder as denúncias durante a campanha.


Com informações do Blog Clodoaldo Correa

quinta-feira, 7 de julho de 2022

Brandão continua tentando enganar sobre ICMS


Em mais uma tentativa de evitar o corte na alíquota do ICMS sem se queimar com a população, o governador-tampão Carlos Brandão (PSB) anunciou ontem Projeto de Lei para fixar em 18% o imposto sobre combustíveis.

A verdade, no entanto, é que Brandão continua tentando enganar a opinião pública.

O projeto encaminhado ao legislativo é desnecessário, uma vez que a lei já foi criada no Congresso Nacional. O tampão só precisa editar um decreto para fazê-la valer no Maranhão.

A nova artimanha de Brandão é apenas uma tentativa de protelar a implantação da redução do imposto dos combustíveis, ganhando tempo até as eleições.

Com a proposta na AL, ele mantém o imposto em 30,50% e pode transferir a responsabilidade para os deputados.

Uma enganação, portanto.

O problema, para ele, é que seu desgaste só aumenta diante do preço alto dos combustíveis no estado.

sábado, 18 de junho de 2022

MP começa investigação de possível fraude no concurso da Assembleia


O Ministério Público do Maranhão encaminhou ofício nesta sexta-feira, 17, ao deputado estadual Yglésio Moyses solicitando que indique local, dia e hora, considerando as prerrogativas funcionais dele, para prestar esclarecimentos sobre as denúncias de fraude no concurso para seleção de servidores da Assembleia Legislativa do Maranhão.

O objetivo é colher informações a fim de embasar as investigações já iniciadas no dia 26 de maio, com instauração de Notícia de Fato pela 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa. O presidente da Poder Legislativo estadual, Othelino Neto, solicitou, na última quarta-feira, 15 de junho, por meio de ofício, providências para apurar as denúncias.

INVESTIGAÇÃO

Após o registro, na Ouvidoria do Ministério Público do Maranhão, de denúncias de candidatos narrando falhas na fiscalização das provas, irregularidades na publicidade do certame, vazamento de gabarito preliminar, utilização ilegal de celulares, suposta corrupção da entidade executora do concurso, além de provas e embalagens sem lacre, a 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de São Luís instaurou investigação sobre o caso.

A Notícia de Fato foi instaurada, em 26 de maio, pelo promotor de justiça Marcos Valentim Pinheiro Paixão. Em 2 de junho, por iniciativa do procurador-geral de justiça Eduardo Nicolau, os titulares da 2ª e 3ª Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de São Luís, João Leonardo Sousa Pires Leal e Adélia Maria Souza Rodrigues Martins, respectivamente, foram designados para atuar conjuntamente com o titular da 1ª Promotoria de Justiça.

Em 6 de junho, o MPMA emitiu Recomendação ao presidente da Comissão de Concurso da Assembleia Legislativa do Maranhão, Eduardo Pinheiro Ribeiro, destacando que o resultado preliminar da prova objetiva foi publicado sem a indicação dos nomes dos candidatos aprovados, com a referência somente ao número de inscrição de cada um.

No documento, os três promotores destacaram a obrigação de transparência do concurso. “A lista de aprovados sem a indicação dos nomes dos candidatos, referenciando apenas o número de inscrição de cada um, afronta o princípio da publicidade, vez que impossibilita a verificação, pelos interessados, da observância à ordem de classificação quando da convocação, essencial para a manutenção da idoneidade do concurso público”.

O Ministério Público recomendou que as divulgações dos resultados de todas as fases do certame sejam publicadas com os nomes de todos os candidatos aprovados e respectivas notas. Também foi recomendada a publicação de listas separadas, diferenciando os candidatos às vagas de ampla concorrência e as reservadas aos negros e pessoas com deficiência.

INFORMAÇÕES

No dia 26 de maio, o MPMA encaminhou ofício ao presidente do Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro (CEPERJ), Gabriel Lopes, instituição responsável pela aplicação das provas, solicitando esclarecimentos sobre as denúncias. Como não obteve retorno, o Ministério Público encaminhou novo ofício, em 7 de junho, concedendo 10 dias de prazo à CEPERJ para prestar as informações.

Em 31 de maio, a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa oficiou ao presidente da Comissão de Acompanhamento do Concurso da Assembleia Legislativa, Eduardo Pinheiro Ribeiro, solicitando esclarecimentos sobre as denúncias.

Informações da CCOM-MPMA

terça-feira, 14 de junho de 2022

O Imparcial/Exata: Weverton 29%, Brandão 24%, Lahesio 14%, Edivaldo 11%


O Imparcial – A segunda pesquisa O Imparcial/Exata para o governo do Maranhão, aponta o senador Weverton, do PDT, como líder nas intenções de voto para eleição de 2022, a pesquisa foi realizada entre 05 e 09 de junho pelo instituto Exata . Com a desistência do deputado federal, Josimar de Maranhãozinho (PL), que vai concorrer a reeleição à Câmara Federal e do senador, Roberto Rocha (PTB), que vai concorrer a reeleição ao senado, os números para o cenário eleitoral tanto para o governo do estado quanto para o senado sofreram alterações.

Em um cenário com todos os pré-candidatos a governador que até o momento estão mantendo o seu nome na corrida eleitoral para o cargo mais importante do executivo maranhense, na pesquisa estimulada, Weverton tem 29% das intenções de votos, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) tem 24%, o prefeito de São Pedro dos Crentes Lahésio Bonfim (PTB) aparece em terceiro lugar com 14%, seguido pelo ex-prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (PSD) com 11%. Já o deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade) tem 2%, Hertz Dias (PSTU) tem 1% e Enilton Rodrigues (PSOL) tem 0%; Outros 6% disseram que pretendem votar em branco ou nulo e 13% não sabem ou não responderam.

Em um segundo cenário, em que apenas quatro nomes estão na disputa, Weverton se mantém em primeiro lugar e aparece com 31% das preferências de votos; Carlos Brandão tem 25%; Lahésio Bonfim com 14% e Edivaldo Holanda Júnior, 12%. Não sabem ou não responderam, 12% e 6% disseram que anulariam o voto ou votariam em branco.

O Instituto Exata também simulou uma eleição no primeiro turno entre Weverton e Carlos Brandão. Neste cenário, Weverton teria 43% e Brandão, 37%. Os que votariam branco ou nulo seriam 11% e 9% não sabem ou não responderam.

Também foi simulado um embate em um eventual segundo turno com um possível confronto entre Weverton com 52% e Lahésio Bonfim 24%. Os que votariam branco ou nulo seriam 11% e 13% não sabem ou não responderam.

Segundo turno

Já a simulação de um embate em possível segundo turno entre Carlos Brandão e Lahésio Bonfim, o atual governador aparece com 47% e o prefeito de São Pedro dos Crentes, figura com 27%. Os que votariam branco ou nulo seriam 12% e 14% não sabem ou não responderam.

Em um outro cenário, em um eventual segundo turno entre Weverton Rocha e Edivaldo Holanda Jr, o senador pedetista aparece com 55% das intenções de voto contra 20% do ex-prefeito de São Luís. Os que votariam branco ou nulo seriam 13% e 12% não sabem ou não responderam.

Se a disputa em um eventual segundo turno ocorresse entre Carlos Brandão e Edivaldo Holanda Jr, o atual governador do Maranhão aparece com 49% das intenções de voto contra 23% do ex-prefeito de São Luís. Os que votariam branco ou nulo seriam 15% e 13% não sabem ou não responderam.

Nesta pesquisa, foram ouvidas 1451 pessoas entre os dias 5 e 9 de junho em todo o estado, com uma margem de erro de 3,28 para mais ou para menos e confiabilidade de 95%, e registro no TSE como MA-04453/2022.

segunda-feira, 13 de junho de 2022

Prefeita Maura Jorge declara apoio a Weverton para governo


prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSDB), em entrevista concedida na manhã desta segunda-feira (13) ao telejornal Bom Dia Mirante, confirmou que vai apoiar o senador Weverton Rocha (PDT), pré-candidato a governador do Maranhão. A gestora municipal também disse que seguirá com o senador Roberto Rocha (PTB) que buscará sua reeleição.

Maura Jorge, que já foi deputada estadual, criticou as péssimas condições das estradas que cortam o Maranhão e a falta de investimentos na infraestrutura, por parte do governo estadual. A prefeita reforçou seu compromisso com o progresso de Lago da Pedra e do Maranhão como todo.

Questionada pelo “ponto de escuta” se não seria incoerência apoiar um pré-candidato de esquerda ao governo, sendo ela aliada do presidente Jair Bolsonaro, Maura Jorge foi enfática em dizer que o futuro mais feliz para o povo maranhense está acima de tudo e que Weverton é o melhor para governar o Maranhão. A entrevistada também reforçou que WR, além de ser bem articulado, mantém relações institucionais com o Governo Federal.

Com informações do Blog Hora Extra

segunda-feira, 6 de junho de 2022

Adriano Sarney reafirma que não está fechado apoio da Federação PV-PCdoB-PT


Em entrevista ao Imirante, o deputado Adriano Sarney, disse que definiu questão quanto a aliança pela candidatura a reeleição do governador Carlos Brandão (PSB), mas ainda debate composição de candidato a vice e também de apoio ao Senado.

“As palavras estão apalavradas porque ainda não tem nada oficializado porque precisamos criar uma comissão provisória da federação dos três partidos. Então, precisamos fazer ainda um documento formal com as nominatas proporcionais e majoritária com o consenso dos três partidos para a nacional e se houver consenso. Tudo isto até o dia 10 de julho, as justificativas devem está tudo com a nacional. Assim teremos a autorização para realizar a convenção da federação”, disse Adriano.

Na prática, sem uma posição definida do PV no Maranhão, as movimentações da direção estadual do PT – cujo encontro de tática eleitoral ocorreu no último final de semana – será mais uma formalidade partidária sem uma validade para a federação.

Ou seja, o PT local pode definir o candidato a vice de Brandão, mas precisará de aval do PV e PCdoB. Se não houver consenso, somente a comissão provisória nacional que definirá.

sexta-feira, 3 de junho de 2022

Dino e Rubens Jr podem ser punidos pela Justiça Eleitoral por abuso de poder político e econômico

A Procuradoria Regional Eleitoral já instaurou uma linha de investigação preliminar sobre a denúncia, por meio de vídeo, que mostra o ex-governador Flávio Dino (PSB) e o deputado federal Rubens Junior (PCdoB) utilizando, na semana passada, um helicóptero da Secretaria de Segurança do Maranhão para viagens ao interior do estado.

O procurador eleitoral, Hilton Araújo, determinou que o caso seja devidamente apurado, verificando a auteticidade das informações veiculadas na mídia para que sejam tomadas as providências necessárias.

Caso haja real comprovação dos fatos, o ex-governador e o deputado federal Rubens Junior terão cometido crime eleitoral, pois ambos são pré-candidatos ao Senado e à reeleição. O ato configura abuso de poder político e econômico, previsto de punição pela Justiça Eleitoral.

Observadores avaliam que fica claro que o uso da aeronave do CTA (Centro Tático Aéreo) foi usado em caráter individual por Dino e seu pupilo, Rubens Junior, para motivações eleitoreiras nos municípios de Grajaú e Sítio Novo.

quinta-feira, 2 de junho de 2022

Lahesio Bonfim cria atrito com a oposição e pode ajudar Flávio Dino


Os constantes ataques a membros da oposição pelo ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PSL), têm chamado a atenção de aliados e observadores mais atentos. A postura do ex-prefeito, e também pré-candidato ao governo, é vista como danosa à formada para impedir que Flávio Dino (PSB) seja eleito senador e derrote seu candidato ao governo, Carlos Brandão (PSB). Atitudes já são aplaudidas e incentivadas publicamente por membros da campanha do ex-governador.

Na semana passada, enquanto toda a oposição cobrava explicações do uso de helicóptero da Polícia Militar por Flávio Dino em sua pré-campanha, Lahesio deu entrevista a um jornal alinhado ao governo e atacou membros da oposição.

O resultado da intervenção desastrada de Bonfim foi a criação de m clima de instabilidade entre os adversários do comunista e a saída do escândalo da pauta política.

Antes do evento do último fim de semana, Bonfim já havia atacado o presidente de seu partido, deputado federal Aluísio Mendes; o senador e principal adversário de Flávio Dino nas eleições deste ano, senador Roberto Rocha; o presidente nacional do PTB, ex-deputado federal Roberto Jefferson e até mesmo o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PSD).

TALEBÃS, BARBEIRAGENS E FAKE NEWS

Aliados mais experientes culpam um grupo que cerca Lahesio pelas ações que enfraquecem a oposição e fortificam Dino. Segundo eles, o grupo incentiva Bonfim a atacar todos de forma indiscriminada, espalhar notícias falsas e divulgar pesquisas forjadas. O grupo é chamado nos bastidores como “talebãs”.

Alguns interlocutores do blog afirmam que o grupo tenta incutir na cabeça de Bonfim que ele é um enviado do próprio Deus para salvar o Maranhão. A postura paralela ao fanatismo religioso foi responsável pela criação do apelido de “Os Talebãs de Lahesio”. O grupo é tratado com galhofa pelos membros mais experientes da campanha.

Apesar disso, a influência negativa devastadora dos Os Talebãs de Lahesio na campanha não é negada por ninguém.

“Ele está começando a ter a fama de mentiroso. Porque acerta algumas estratégias e dias depois vai e faz tudo diferente”, disse uma fonte ao blog.

“É muito preocupante ver que uma campanha tão promissora e um candidato tão bom está sendo sabotado pela influência de débeis mentais”, continuou outro aliado em conversa com o blog.

O fato é que as ações equivocadas na campanha se acumulam. E elas vão desde ataques gratuitos a uma rede de divulgação de fake News.

Em julho do ano passado, Bonfim criou uma confusão na campanha quando disse, em entrevista à TV Mirante, que não era bolsonarista. A declaração foi bombástica na campanha e forçou Lahesio a desculpar-se. Contudo, o episódio foi o primeiro de uma série de declarações ao longo do último ano.

Poucos meses atrás, blogs ligados ao grupo divulgaram a notícia falsa de que o prefeito Eduardo Braide havia procurado Bonfim para negociar a entrada da esposa, Graziela Braide, como vice na chapa de Bonfim. A notícia é requentada até hoje. Detalhe: Graziela não possui filiação partidária e não pode ser candidata nem se quisesse.

Ainda no começo do ano também foram divulgadas pelo grupo pesquisas que apontavam Bonfim como líder na disputa pelo governo. Os levantamentos viraram motivo de campanha.

No mês passado, toda a oposição decidiu unir-se entorno do senador Roberto Rocha na disputa pelo senado contra Flávio Dino. O acordo foi selado em uma reunião que contou com a participação de Bonfim. Poucos dias após o acertado, Lahesio apareceu com o pastor Bel (que é acusado por um suposto escândalo sexual em que foi gravado se masturbando) e declarando apoio a ele na disputa pelo Senado Federal.

Ao ser questionado sobre o acordo do seu partido para apoiar Rocha, Bonfim disse que o presidente da legenda, Aluisio Mendes, não tinha “procuração para falar por ele”. A declaração soou como uma bomba uma vez que o PSC foi o único partido eu deu espaço a Lahesio após ele ser expulso e perder várias outras legendas.

Após a repercussão negativa, Bonfim mais uma vez teve que se desculpar e gravar vídeo declarando apoio a Rocha.

VAI FUNDO!

As barbeiragens já começam a ser aplaudidas por membros da equipe de Flávio Dino. Após a declaração desastrosa do fim de semana, o secretário de comunicação do governo, Ricardo Cappeli, usou as redes sociais para incentivar Bonfim no ataque aos outros membros da oposição.


Como previsto, está esquentando a briga pela segunda vaga num eventual segundo turno no Maranhão. E eles têm razão. Só um deles sobreviverá. A tendência é que o bolsonarista original vença o neobolsonarista. A eleição será polarizada. A terceira via não vingou em nenhum lugar.

Cappeli, que é o homem forte de Flávio Dino no governo, tem incentivado Bonfim a atacar outros membros que disputam as eleições para assumir o protagonismo na oposição.

A intenção é fragilizar as demais candidaturas e destruir o clima de união contra Flávio Dino que se criou após a formação do consórcio Anti-Flávio Dino em apoio a Roberto Rocha.

Bonfim, sabe-se lá por que, parece atender ao chamado e colocar fogo na oposição.