Mostrando postagens com marcador São Luís. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador São Luís. Mostrar todas as postagens

domingo, 17 de abril de 2022

Osmar Filho distribui peixes a famílias de São Luís na Semana Santa


Mantendo a tradição de distribuir peixes a famílias ludovicenses no período da Semana Santa, o presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), esteve em diversos bairros da cidade, desenvolvendo a ação de solidariedade que beneficiou milhares de pessoas.

“É uma satisfação enorme saber que a população vai ter alimento à mesa para celebrar os mistérios da salvação a partir da recordação da última semana da vida de Jesus Cristo”, falou o vereador.

Durante quase toda a semana o pedetista percorreu dezenas de comunidades, de forma tranquila, sem tumulto ou espera da população, que voltou para casa satisfeita com o pescado.

“São famílias que esperam por esta pequena contribuição que faz uma grande diferença. Que esse gesto chegue a essas pessoas como uma renovação da esperança de dias melhores, como Cristo nos convida a crer”, declarou Osmar, desejando uma ótima páscoa a todos.

Comer peixe na Semana Santa faz parte da tradição e da devoção cristã, simbolizando uma forma de praticar o jejum e a abstinência, um exercício, que ao lado da caridade, é indicada pela Igreja como forma de devoção típica do tempo da Quaresma. É uma das representações, que na Páscoa, simbolizam a vida e a fé das pessoas em Jesus Cristo.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Ação de Osmar Filho distribui alimentos na Vila Palmeira


Uma ação do presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT) chegou ao bairro da Vila Palmeira, com a distribuição de cestas básicas a centenas de famílias que têm sofrido com os impactos negativos desta pandemia.

“Todos nós sabemos que ainda estamos sofrendo os impactos da pandemia. O alimento ficou mais caro, a oferta de emprego diminuiu e em consequência disto, tudo tem ficado mais difícil. Vai demorar um tempo para que tudo volte à normalidade e uma das formas que achamos para amenizar o sofrimento das pessoas em toda a cidade e em alguns municípios do estado é a distribuição de alimentos”, falou o vereador.

O pedetista agradeceu o apoio do senador Weverton (PDT), que sempre tem sido parceiro nessas ações. Da mesma forma, destacou a colaboração do suplente de vereador Daniel Foca e dos líderes comunitários Givanildo Reis, Raimundinho e Obama na operacionalização da entrega dos alimentos.

“Parabéns ao vereador Osmar e ao senador Weverton por estar levando comida à mesa das famílias que estão passando necessidade neste momento de crise. Não é só doar uma cesta. É doar amor, é promover a união, é sermos solidários uns com os outros para prosperarmos nesta terra”, disse Foca.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

Com pauta destrancada, Câmara deve apreciar 61 matérias na sessão ordinária desta terça-feira


Após a pauta ser destrancada com a votação dos vetos governamentais, o plenário da Câmara Municipal de São Luís voltará à rotina de trabalhos, durante sessão ordinária desta terça-feira (15), apreciando mais de 60 matérias na Ordem do Dia. Além dos projetos, indicações e requerimentos, outras proposituras também estarão sendo analisadas pelos vereadores.

A pauta foi definida no final da sessão extraordinária desta segunda-feira (14), quando o presidente da Câmara, vereador Osmar Filho (PDT), fez o anúncio das proposições que serão apreciadas.

De acordo com a Ordem do Dia, documento de caráter processual que contém a pauta das reuniões da Casa, ao todo serão apreciados 14 projetos de leis, duas Mensagens do Executivo, três Decretos Legislativos, dois Projetos de Resolução, 23 Requerimentos e 17 Indicações.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022

Vereadores apreciarão vetos de Braide em sessão na Câmara

A Câmara Municipal de São Luís aprecia nesta segunda-feira, 7, vetos do prefeito Eduardo Braide (Podemos) a projetos aprovados ainda no final do ano passado.

A convocação para a sessão foi feita pelo presidente da Casa, vereador Osmar Filho (PDT), em ato publicado na sexta-feira, 4. De acordo com o comunicado, a reunião será realizada no formato híbrido, ocorrendo de forma presencial e através do Sistema de Deliberação Remota.

Serão apreciados os vetos relacionadas ao Projeto de Lei nº 345/2021, que trata do “Cartão-Alimentação” e ao Projeto de Lei nº 338/2021, que concede 14º salário aos professores.

Será a primeira sessão ordinária do ano na Câmara.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2022

Câmara de São Luís realiza nesta quarta sessão solene de abertura do ano legislativo


A Câmara Municipal de São Luís realiza nesta quarta-feira (02), a Sessão Solene de abertura dos trabalhos da 20ª Legislatura do 3º Período Legislativo.

Segundo convite publicado pelo presidente da Casa, vereador Osmar Filho (PDT), a sessão será de forma híbrida, às 08h00, no Plenário Simão Estácio da Silveira e transmitida pelos canais oficiais da Câmara, pelo Youtube e Facebook.

Durante a solenidade será lida a mensagem enviada pelo Poder Executivo ao Legislativo, que deve ser realizada pelo prefeito Eduardo Braide (Podemos) ou alguém indicado por ele para lhe representar no ato.

A cerimônia deve encerrar com agradecimentos do presidente da Casa aos presentes e destacando a importância da harmonia entre os Poderes, a fim de trabalharem em prol do povo.

terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Câmara de São Luís institui comissão de recesso


A Comissão Representativa da Câmara Municipal de São Luís dará andamento às atividades da casa, durante o período de recesso parlamentar. Nomeada pelo presidente da instituição, vereador Osmar Filho (PDT), o colegiado reunirá para discutir ações em áreas diversas e manter o trabalho em benefício da população. A comissão permanecerá no plantão legislativo até dia 1º de fevereiro.

Compõem a comissão de recesso o Coletivo Nós (PT) e os vereadores Francisco Chaguinhas (Podemos), Daniel Oliveira (PL), Domingos Paz (Podemos), Ribeiro Neto (PMN) e Rosana da Saúde (Republicanos).

No conjunto de debates a serem traçados pela comissão, está o combate à Covid-19 e o andamento da vacinação, acompanhamento da volta às aulas no município, estreitar o diálogo com o Executivo Municipal e Estadual. A comissão se ocupará ainda de fiscalizar atos do executivo, receber demandas de autoridades, entidades públicas e outras consideradas de caráter urgente no período.

Está prevista visita da Comissão Representativa à sede da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) para tratar sobre o surgimento da nova variante do coronavírus e também, das ocorrências da gripe H3N2.

domingo, 26 de dezembro de 2021

Morre Canindé Barros, ex-secretário da SMTT


Morreu neste domingo (26), o ex-secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros. Ele tinha 70 anos e estava enfrentando diversos problemas de saúde, dentre eles insuficiência renal. Ele estava internado no hospital São Domingos.

Canindé Barros foi secretário de Trânsito e Transportes na gestão de Tadeu Palácio (2004/2008), na gestão de João Castelo (2012) e na gestão de Edivaldo Holanda Júnior (2015 a 2020).

Canindé tentou ser vereador de São Luís e deputado estadual, mas nunca obteve êxito eleitoral.

O ex-secretário da SMTT era um dos alvos de investigação da CPI dos Transportes na Câmara de São Luís. Chegou a ser convocado para depor na última semana, mas já com problemas de saúde não pôde comparecer.

sábado, 11 de dezembro de 2021

Câmara de São Luís debate orçamento de 3,6 bilhões para 2022


Uma audiência pública para discutir a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2022 será realizada no próximo dia 13, no Plenário Simão Estácio da Silveira, da Câmara Municipal de São Luís, às 14h.

A convocação foi feita pelo presidente da Casa, vereador Osmar Filho (PDT), em ato publicado no último dia 3. Os trabalhos serão conduzidos pela Comissão de Orçamento, Finanças, Planejamento e Patrimônio Municipal (COFPPM), comandada pelo vereador Antônio Marcos Silva – Marquinhos (DEM).

De acordo com o comunicado, a sessão será realizada no formato híbrido, presencialmente e através do Sistema de Deliberação Remota. O cidadão ludovicense poderá participar de forma remota, acessando o site da Câmara – www.camara.slz.br – ou pelo canal “camaraslz” disponível no Youtube.

O acesso público ao Legislativo está aberto, mas limitado a 50% da capacidade. Os interessados em comparecer deverão fazer uso de máscara e evitar aglomerações.

O que é a LOA?

A Lei do Orçamento Anual (LOA) é a peça de planejamento que estabelece a previsão da arrecadação financeira e das despesas a serem realizadas pelo Poder Público a cada ano. A LOA apresenta de forma detalhada os valores a serem investidos em cada ação governamental, orientando a gestão das políticas públicas municipais.

sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Os motivos de Braide esconder acordo milionário que pôs fim à greve



Há muito mais por trás da atitude do prefeito Eduardo Braide em esconder os 12 milhões de reais do acordo com o Sindicato dos Empresários do Transporte (SET), do que arrotar vitória pelo fim da greve sem o aumento do preço das passagens, como firmemente prometera desde o início do movimento paredista.

Se no primeiro comunicado, a prefeitura omitiu os valores da proposta final para não desmontar a imagem de defensor do usuário do transporte coletivo; desta vez, o faz para evitar suspeitas que exigem explicações inconvenientes.

O que teria levado o prefeito a aumentar em 50% , entre sexta e segunda, véspera de finado, a sua proposta final encaminhada ao SET, que segundo a Secretaria de Trânsito e Transportes era de 8 milhões e 250 mil reais?


Será que Eduardo Braide acredita que ao demitir o secretário Cláudio Ribeiro estaria também anulando a nota oficial lançada pela SMTT, na noite da mesma sexta,29, dando conta que a proposta é resultado de reuniões com o SET?

Na nota, a SMTT – não o secretário Ribeiro – que foi demitido na manhã seguinte – atestou que o auxílio de 8 milhões e 250 mil reais foi definido em comum acordo com o SET, como suficiente para solucionar a crise no setor, inclusive para atender as reivindicações dos rodoviários.

Aliás, o comunicado da SMTT veio em socorro à proposta “final” apresentada pela Prefeitura e rejeitada pelos empresários, sob o argumento de não atender ao pedido de reajuste dos salários dos motoristas e cobradores.

Ao rebater a informação do SET, a Secretaria de Trânsito e Transportes acabou metendo o Rapidão da alegria de Braide no atoleiro. Revelou oficialmente – é sempre importante repetir – o valor da proposta ”final”, que o glorioso prefeito pretendia transformar em narrativa política de veículos de comunicação que não rezam de sua cartilha. Já que de um jeito ou de outro, os números viriam à tona.

Mas o pior é que a nota da SMTT, na oportunidade vista como favorável ao La Ravardière, em meio ao que se imaginava ser uma refrega entre a prefeitura e os empresários, foi divulgada exatamente pela bolha midiática que o protege e o maquia em gestor super eficiente.

Os 4 milhões de motivos para não divulgar os 12 milhões do novo acordo que pôs fim à greve, não só expõe uma situação mal explicada, a partir do que foi firmado em nota oficial pela SMTT, como também coloca sob suspeita o aval do SET ao auxílio emergencial proposto.

Ou será que o auxílio deixou de ser “uma medida arbitrária e sem previsão no contrato”, como disse o sindicato em nota ressentida com a atitude do prefeito ?

Que o TCE cumpra com rigor a investigação no contrato de licitação do transporte coletivo assinado em 2016.

domingo, 31 de outubro de 2021

Abalado pela greve dos rodoviários, Braide some das redes sociais


O principal líder da população ludovicense parece realmente não saber o que fazer diante da greve dos rodoviários que entra em seu oitavo dia hoje.

Ultimamente, o prefeito que era assíduo em suas redes sociais, divulgando a vacinação ou o bueiro no nível, suas duas únicas e principais ações do seu mandato, parece ter sentido o peso que é comandar a capital do Maranhão.

No início da greve, o prefeito tinha apostado no silêncio, porém recentemente, o Eduardo Braide usou a TV Mirante para conceder entrevista para tentar explicar para população o que estava acontecendo. Parece que essa entrevista era a atitude correta, afinal sempre se espera de um líder um posicionamento diante da crise, porém não foi.

Ao ir para TV, Braide criou um sentimento que estava tudo sob o controle e que logo a situação seria resolvida. Citando uma reunião com o sindicato dos rodoviários, Braide afirmou que estava disposto a propor medidas para os rodoviários, afim de solucionar o fim da greve, mas segundo o sindicato, não foi bem isso que aconteceu.

Na reunião, segundo sindicato, nada foi proposto por parte da prefeitura, e sim, por parte dos empresários. Um mísero aumento de 2% em seus salários, enquanto a categoria luta pelo reajuste de 10% nos vencimentos, além de outras melhorias.

Ali, já ficou claro que quem manda na situação não é os rodoviários, e sim, os empresários.

Usando o espaço da TV, Braide citou o “Cartão Cidadão”, um programa social que a prefeitura de São Luís pretende criar como uma das maneira de conter a crise no transporte público da capital.

E como isso irá funcionar?, segundo Eduaro Braide, a prefeitura de São Luís pretende conceder um auxílio emergencial as empresas de ônibus, em contrapartida, a prefeitura irá conceder tarifas de ônibus gratuita à população de baixa renda e pessoas que perderão seus empregos durante a pandemia, ou seja, mais uma vez um gestor de São Luís irá ajudar os empresários do transporte público e não aos rodoviários.

Depois que apareceu na TV, a situação da greve até parece que piorou. Afinal, após a reunião realizada por Braide, a prefeitura parou de se posicionar publicamente e o prefeito sumiu de suas redes sociais.

Diante da crise instaurada, até Justiça do Trabalho se manifestou. Segundo o desembargador José Evandro de Souza do Tribunal, a Justiça do Trabalho vem agindo como pacificadora dos conflitos trabalhistas, vem buscando uma nova mediação entre patrões e empregados do setor de transportes.

Por outro lado, o sindicato dos rodoviários veio a publico afirmar que não houve mais posicionamentos por parte da prefeitura, nem muito por parte dos empresários.

Em uma tentativa de diminuir o desgaste de sua gestão, o prefeito de São Luís, através de decreto fez uma espécie de feriadão na administração publica municipal, jogou o dia do servidor público para amanhã, sexta-feira (29) e decretou ponto facultativo na segunda-feira (1). Com isso, a capital poderá ficar sem ônibus até no feriados de finados, completado assim, cerca de 15 dias sem ônibus.

O prefeito que era visto como esperança para o luduvicense e que em sua campanha falava que estava pronto, na primeira crise do seu governo está demostrando algo totalmente ao contrário.

sábado, 30 de outubro de 2021

Greve dos rodoviários afeta popularidade de Eduardo Braide


O Instituto DataIlha fez um levantamento a partir de dados coletados na rede social Twitter sobre os impactos da greve do rodoviários, que se prolonga desde o dia 21/10/2021, na popularidade do prefeito da capital, Eduardo Braide. O levantamento apurou que o prefeito manteve o crescimento de novos seguidores na plataforma, conquistando 386 novos seguidores entre os dias 12/10 e 28/10, conforme o gráfico abaixo:


Segundo apurou o Instituto DataIlha, observou-se uma mudança no comportamento dos usuários da rede em relação ao teor dos diálogos e citações do prefeito na plataforma. Foram apuradas 1088 menções de usuários entre os dias 12/10 e 28/10. No período que antecede o início da greve dos rodoviários em São Luís, o prefeito Eduardo Braide era mais mencionado em temas relacionados à cidade, vacinação, pagamento de servidores, turismo entre outros, conforme demonstrado na nuvem de palavras abaixo:


Entre os dias 21/10 e 28/10, o prefeito Eduardo Braide foi mais citado em temas relacionados à greve dos rodoviários, aumento do bilhete de passagem, conforme demonstrado abaixo:


O Instituto apurou o sentimento observado nas menções ao prefeito Eduardo Braide nas redes sociais. Entre os dias 12/10 e 20/10, 42% das menções eram positivas, contra 58% de menções negativas, conforme:


Após o início da greve dos rodoviários, há uma mudança acentuada na opinião dos usuários da rede sobre a atuação do prefeito Eduardo Braide. As menções positivas que eram 42%, passaram a ser 31%. Já as menções negativas que eram 58% saltaram para 69%, conforme o gráfico:


O que demonstra o crescimento da insatisfação dos internautas quanto ao desfecho que tem tido a greve dos rodoviários em São Luís.

quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Deputado é criticado por seguidores ao tentar faturar com greve dos ônibus


O deputado estadual Duarte Júnior (PSB) foi duramente criticado no seu Twitter, nesta quarta-feira (27), após tentar tirar dividendos eleitorais durante a Greve dos Rodoviários na Grande Ilha, alcançando os ônibus do transporte público urbano e metropolitano.


Duarte lembrou que São Luís estava no sétimo dia de greve e cobrou mais atitude do prefeito da capital, Eduardo Braide, que lhe derrotou democraticamente nas urnas no ano passado.

O problema é que o comentário de Duarte soou mais como oportunista do que efetivamente em resolver o problema, afinal o deputado “esqueceu” de citar que o transporte metropolitano, de responsabilidade do seu líder político, o governador Flávio Dino, também está no sétimo dia de greve e deveria também ter cobrado mais atitude do governador.

Por essa incoerência, quase que rotineira, Duarte foi duramente criticado no seu Twitter. Até o início da noite desta quarta-feira (27), existiam dez comentários na postagem do deputado, nove foram contrários a tentativa de Duarte de tirar dividendos políticos da Greve dos Rodoviários.



terça-feira, 26 de outubro de 2021

Eduardo Braide sem perspectiva de futuro…


Ao ser eleito em 2020, prefeito de São Luís, Eduardo Braide despertou uma grande expectativa na população quanto a sua futura gestão. Inicialmente, ele até demonstrou que seria um político com condições de se tornar um líder e que possuía condições comandar um novo grupo político, forte o suficiente para chegar ao Palácio dos Leões em um médio espaço de tempo, não só com boa desenvoltura política, mas com capacidade de trabalho. Mas o tempo passou e com menos de um ano de gestão, a percepção é que o chefe do Palácio de La Ravardiere, se encastelou em seu próprio mundo e demonstra ser um político sem perspectiva de futuro.

Não à toa, diversos são os nomes que já começam a fazer sombra a Eduardo Braide. O ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior, o deputado estadual Duarte Júnior e até mesmo o secretário de Educação, Felipe Camarão.

Eduardo Braide não foi eleito em 2020 com um grande grupo político, mas sim, contou com um recall de 2016 e deu sorte pelas táticas equivocadas adotadas por Flávio Dino, Weverton e seu grupo, assim como a neutralidade de Edivaldo Holanda Júnior.

Porém ao conquistar a Prefeitura, Eduardo Braide poderia ampliar seu poderio político, mas pelo contrário se desgastou politicamente, principalmente com os principais aliados – Roberto Rocha (PSDB), César Pires (PV) e Edilázio Júnior (PSD) – que não admitem publicamente, mas sentem uma frustração em relação a falta de dialogo e o não cumprimento de acordos feitos no período pré e eleitoral.Apoiador de Braide em 2020, Marquinhos passou a ser ignorado pelo prefeito

Experiente com passagem pela Assembleia Legislativa, líder de bloco e presidente de Comissão, Eduardo Braide mantém um moro de isolamento com o parlamento municipal e passou a governar sozinho e/ou com poucos vereadores, nem chegando a ter a metade da Câmara Municipal. Muitos do que pediram voto, hoje sentem vergonha de tal ato, vide Marquinhos da Vila Luizão, Francisco Chaguinhas, Umbelino Júnior e outros.

Para piorar, o irmão, Fernando Braide, é apontado como alguém que tem expressiva atuação na gestão e é considerado o homem forte, aquele que decide por exonerar e/ou nomear os servidores municipais. Fontes apontam que ele seria considerado o secretário de fato da Saúde, afinal ele seria o responsável por manter o controle de todos os cargos importantes da pasta.

Erros de comuns de um político inexperiente, mas Eduardo não é. Mesmo assim ele acaba ser rebaixado para um patamar de um prefeito fadado ao fracasso político e com uma consequente derrota eleitoral em 2024, ainda que seja cedo, para discutir o assunto.

Ainda que os mais convictos defensores apontem que Braide está focado na gestão, acaba sendo uma defesa com fraco embasamento, afinal os últimos dez meses foram marcados por uma ação que foi toda graças ao Governo Federal. E se não fosse a vacina contra a covid-19, Eduardo não teria o que mostrar neste momento, e lembrando que a Prefeitura de São Luís não comprou uma dose sequer de imunizante, mas se somente se, aplicou e contou com a sorte do indiano estar em um navio às margens da Ilha.

Caso contrário, restaria a Eduardo Braide falar de ações medíocres para quem comanda uma capital de mais de um milhão de habitantes. Exemplo disto: o Ponto Limpo, que consistia em fazer serviço de jardinagem em canteiros em avenidas e ruas da capital. De tão fraca essa ação, praticamente foi abandonada. Outra atividade exaltada pela gestão, mas que demonstra a minúscula expressão do poder público foi o “Bueiro em Nível”, chega a ser risível e é triste acompanhar uma capital com o potencial de São Luís ser rebaixada a uma ação digna de município recém-criado.

Mas ainda assim há quem insista, que ruas estão sendo asfaltados, iluminação de LED está chegando em alguns pontos. Todas são ações pontuais, que representam pouco impacto na vida da população ludovicense, sem esquecer de que fica bem aquém de um prefeito que se dizia na campanha eleitoral: pronto.

Pronto para quê? Pronto para fracassar? Pronto para deixar a população com saudade do antecessor, Edivaldo Holanda Júnior?

E falando no ex-prefeito, Eduardo Braide foi incapaz de concluir nos últimos dez meses a obra do Anel Viário, talvez por querer deixar cair no esquecimento da população que foi Holandinha que começou ou até mesmo por incompetência.

Mas a falta de resposta do poder público não reside apenas na falta de obras estruturantes ou de impacto. Mas sim no dia-a-dia também.

A Educação que já está na terceira secretária, vive o sucateamento. Os professores que tinham Eduardo Braide como esperança, agora vivem lamentado o fato dele ser prefeito. Menos de 20 escolas tem aulas presenciais, as demais não possuem a mínima condição de receber professores e alunos. Creches são reinauguradas, mas a obra feita foi apenas a pintura na fachada com a marca da atual gestão.

O Transporte vive o caos, uma greve dos trabalhadores com menos de um ano de gestão expõe a falta de capacidade da Prefeitura de dialogar com empresários, motoristas e cobradores para evitar as paralisações. Fora a questão estrutural, ônibus caindo aos pedaços ou pegando fogo. Falta discutir a possibilidade de novos modais, deixando a população refém apenas dos coletivos ou de alternativas precárias como vans e carrinhos lotação.

Na Assistência Social, programas são desativados como o premiado Circo Escola. No Esporte, o básico que seria garantir a iluminação do Nhozinho Santos não é feito. Fora o fato de Secretarias existirem para garantir apenas emprego para políticos que não obtiveram sucesso eleitoral, caso de Pavão Filho que é secretário de Orçamento Participativo, e nunca um único release da Secretaria de Comunicação apresentou qualquer ação de pasta ou da Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano, que talvez nem tenha sede para o secretário André Campos ir despachar.

A verdade é que a propaganda vendida por Eduardo Braide durante a campanha eleitoral trouxe um sentimento de frustração. Ainda que alguns defendam que ainda é cedo para cobrar algo, tá na hora da Prefeitura de São Luís ser mais do que uma niveladora de bueiros ou especializada em fazer jardinagem em canteiros.

Porém, a pandemia da covid-19, possivelmente ainda garanta uma sobrevida a essa falsa sensação de gestão exitosa que a vacinação construiu, mesmo que este não seja um mérito da Prefeitura, mas no Brasil é comum se vangloriar com os méritos alheios. E vale destacar que a própria imunização apresentou problemas, sendo centralizada e faltando acessibilidade, expôs a imagem da gestão, afinal várias foram cenas de pessoas humilhadas no sol quente a espera do que é básico, do que é mínimo, que é receber a vacina no braço.

Mas quando o assunto covid-19 esgotar, o que Eduardo Braide vai ter para mostrar? Na visão de quem fez parte e acompanha os bastidores da política municipalista, o prefeito um temperamento totalmente incompatível com aquilo que se espera de um líder, e talvez só aí se dará contar dos erros cometidos ou ainda mantenha-se encastelado acreditando que tudo está perfeito.

Mais uma vez é de se lamentar, afinal a frustração, decepção, desilusão e o desencanto é enorme por parte de uma população sedenta por transformações de verdade, que infelizmente até o presente momento não chegaram.



segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Braide cede as pressões e se torna refém dos empresários


O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos) tenta mascarar o auxílio financeiro que concederá aos donos de empresas que fazem o transporte público da capital.

De acordo com Eduardo Braide, a prefeitura de São Luís vai conceder uma ajuda em dinheiro para aos empresários para evitar ao aumento da tarifa de ônibus na capital, em contrapartida, a prefeitura lançará um programa social batizado de “Cartão Cidadão” que prevê tarifa zero as pessoas de baixa renda, em especial aos trabalhadores que perderam seu emprego durante a pandemia da Covid-19.

Se for visto pelo lado do benefício social à população, a ideia é boa, por outro lado existe um outro grande fator que temos que levar em conta, a prefeitura de São Luís mais uma vez vai se torna refém dos empresários que comandam o sistema de transporte na capital.

Sem apresentar detalhes, Eduardo Braide vai cometer o mesmo erro de outros gestores que assumiram a cadeira no Palácio de La Ravardière, ceder à pressão dos empresários. Vale ressaltar, que desde o início do ano, a prefeitura São Luís já paga um subsídio para os empresários do sistema como uma espécie de ajuda.

Agora, por meio dessa ajuda de custo, Eduardo Braide elimina todo seu discurso que tinha durante a sua campanha para prefeito de São Luís, tornando-se mais um político que para conseguir se eleger, prometeu algo que não conseguiu cumprir.

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Prefeitura de Lago da Pedra fica em 1º lugar em transparência; São Luís, em 51º


Foi divulgada, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, a lista dos municípios mais transparentes do estado. A Prefeitura de Lago da Pedra, com Maura Jorge (sem partido), ficou em primeiro lugar, com nota 9.77 – nível A; já a da capital, São Luís, com Eduardo Braide (Podemos), aparece somente em 51º, com 8.59 – nível B.

Classificado como um dos piores em transparência, está São Pedro dos Crentes, 202º lugar do total de 217 cidades. A prefeitura é de Lahesio Bonfim (sem partido), pré-candidato a governador do Maranhão. Sua nota é de 3.45, nível C-.

O levantamento diz respeito ao cumprimento da Lei Complementar nº 131/09, que determina que os entes federativos divulguem informações detalhadas sobre a execução orçamentária e financeira. Os dados sobre os gastos públicos devem ser disponibilizados por meios eletrônicos de forma acessível, compreensível e em tempo real.

De acordo com o site do Tribunal de contas, “a avaliação consiste na verificação dos Portais da Transparência dos Poderes e Órgãos a fim de averiguar o cumprimento das exigências estabelecidas na Instrução Normativa nº 59/2020 – TCE/MA”.

A Instrução Normativa em questão tem três classificações: A (transparência igual ou superior a 90%); B (igual ou superior a 70%), C (igual ou superior a 40%) e C- (entre 0 e 39,9%).

Confira os 10 melhores municípios de acordo com o levantamento do TCE:

1º- Lago da Pedra – 9.77 – A

2º- Vitorino Freire – 9.72 – A

3º- Anajatuba – 9.55 – A

4º- Trizidela do Vale – 9.51- A

5º- Itinga do Maranhão – 9.47 – A

6º- São João do Paraíso – 9.47 – A

7º- Axixá – 9.44 – A

8º- Timon – 9.44 – A

9º- Imperatriz – 9.44 – A

10º- Lago dos Rodrigues – 9.4 – A

sábado, 18 de setembro de 2021

Tarifa de ônibus em São Luís deve aumentar


Segundo informações obtidas pelo blog, o aumento na tarifa de ônibus em São Luís já é dado como certo. Na justificativa, estaria os sucessivos aumentos no preço dos combustíveis e o investimento das empresas e da prefeitura de São Luís em adquirir ônibus novos.

Diante da situação, o prefeito Eduardo Braide estaria sendo pressionado pelos empresários a anunciar o aumento ainda esse mês.

Com apenas 9 meses à frente da prefeitura, Eduardo Braide tem tentado a qualquer custo não falar no aumento de passagens de ônibus na capital, afinal isso causaria uma certa revolta da população, ainda mais neste momento que o país se encontra.

Segundo informações, os empresários estão querendo que o valor da tarifa fique em R$ 4,50, porém Eduardo Braide pretende dá o reajuste de apenas R$ 0,50, ficando o valor da passagem em R$ 4,20.

Apesar da prefeitura não confirmar o aumento, no último dia 15 de junho, a Secretaria de Trânsito e Transporte de São Luís (Smtt), editou a Portaria Nº 77, onde criou um grupo de trabalho para revisar os contratos de concessão do serviço público de transporte de passageiros por ônibus da cidade de São Luís, firmados entre Município e os Consórcios Primor, Via SL, Upaon Açu e Central. De acordo com fontes, é a partir desta portaria que a prefeitura pretende conceder os reajustes tão esperado pelos empresários, mesmo já tendo previsão legal na lei.

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Em menos de um mês, Braide enfrenta mais uma manifestação na porta da Prefeitura


Diretores, professores e funcionários de escolas comunitárias de São Luís fizeram uma manifestação na manhã desta quinta-feira (16) na porta da Prefeitura, na Praça Dom Pedro II, no Centro.

Com cartazes e muitos gritos, os membros das escolas comunitárias reclamaram de nove meses de salário em atraso por conta do prefeito Eduardo Braide (podemos) não ter autorizado o devido repasse às entidades.

“Elo, elo, elo, eu quero meu dinheiro… elo, elo, elo, eu quero meu dinheiro… elo, elo, elo, eu quero meu dinheiro”, esse foi o coro dos manifestantes na porta do Palácio de La Ravardière.

De acordo com os representantes das Escolas Comunitárias, são mais de 100 na mesma situação. Elas reclamam do atraso por parte da prefeitura no repasse de verbas públicas.

“O dinheiro está na conta da prefeitura, esse recurso veio rubricado do MEC e serve para as escolas comunitárias fazerem as manutenção e pagamento de professores.” (sic) explicou uma diretora que não quis se identificar ao Blog do Domingos Costa.

Ainda de acordo com a representante, as entidades fizeram o cadastro do Ministério da Educação, colocam os nomes desses alunos no sistema, bem como a frequência escolar, no entanto, o dinheiro veio, só que ainda não chegou nas contas das escolas.

domingo, 12 de setembro de 2021

Manifestação contra Bolsonaro em São Luís é um fiasco


Foram poucos os que atenderam ao chamamento dos grupos de esquerda para participar da mobilização em favor do impeachment do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, em São Luís. Apenas uns gatos pingados compareceram à manifestação, na Avenida Litorânea, na manhã deste domingo (12).

O protesto quase passou despercebido aos olhos do público, tamanho o esvaziamento. A impressão que ficou é que a grande maioria dos apoiadores da causa esquerdista não acredita que seu plano de depor Bolsonaro do cargo ou inviabilizar sua reeleição vingará.

Houve ainda quem dissesse que petistas e demais adeptos do socialismo e do comunismo não tiveram disposição de ir à orla para um programa dominical cujo roteiro parece fadado ao fracasso. De fato, pelo perfil das pessoas que defendem os ideais ditos progressistas, o horário matutino, ainda mais em pleno domingo, é incompatível com sua rotina e estilo de vida.

O fracasso do ato anti-bolsonarista na capital maranhense sinaliza que até mesmo por estas bandas, onde a rebeldia popular sempre levou à rejeição de políticos conservadores, o protagonismo da esquerda já faz parte do passado. E dia após dia amarga a condição de movimento sem futuro.

Daniel Matos

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Governo do Maranhão deixa faltar vacina em município e morador tenta tomar em SLZ


E segue o impasse criado pelo Governo do Maranhão na Ilha de São Luís após o tal “Arraial da Vacinação”.

Tentando ganhar algum protagonismo no processo de imunização contra a Covid-19, a gestão Flávio Dino (PSB) usurpou competência das administrações municipais e decidiu aplicar por conta própria as primeiras doses em Raposa, Ribamar e Paço do Lumiar – assim como em várias cidades estado adentro.

No caso do Paço – onde o governo também promoveu um desses arraiais -, um morador denunciou em vídeo que não há vacina para a 2ª dose.

“Eu tô vindo de Paço do Lumiar e não tem vacina lá”, afirmou.

Por conta disso, o homem foi ao posto do Shopping da Ilha, em São Luís. Mas não conseguiu ser vacinado.

Apesar disso, o governo garante que, para quem se vacinou nos arraiais, há 2ª dose no Iema Rio Anil (antigo Cintra) e no Pátio Norte Shopping.


Gilberto Léda

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

VÍDEO: “Pedir voto para Braide foi uma das piores besteiras que fiz na minha vida”, diz vereador de São Luís


O vereador de São Luís, Marquinhos (DEM), segundo vereador mais votado de São Luís na eleição do ano passado, usou a Tribuna da Câmara para pedir desculpa a população da capital maranhense por ter apoiado o agora prefeito Eduardo Braide (Podemos) em 2020.

“E aqui eu quero na manhã desse dia me desculpar, dos meus amigos, dos meus eleitores, quero aqui me retratar pedir desculpa para cada eleitor, pra cada amigo, cada liderança que foi comigo para o sol pedir voto para Eduardo Braide. Foi uma das piores besteiras que fiz na minha vida, um dos piores arrependimentos que eu vou carregar, inclusive, para meu túmulo, foi ter acreditado na palavra que outrora eu achava que era o homem de palavra, que o Eduardo Braide era homem pra honrar com seus compromissos e honrar sua palavra com as pessoas.” (sic) disse o parlamentar durante o discurso.

Esse é o segundo vereador em menos de dois meses que sobe na Tribuna para pedir desculpas ao povo por ter apoiado Braide na eleição de 2022. O primeiro foi o vereador Umbelino Júnior (PRTB).

No último dia 07 de julho, o parlamentar em discurso de quase 15 minutos, pediu desculpas por ter “pegado sol e pedido voto pra Eduardo” na eleição do ano passado.

Umbelino também denunciou o loteamento das secretarias municipais, que segundo ele, têm donos e, ainda, taxou o Chefe do Executivo de mau-caráter, falso moralista e que não tem palavra, conforme o vídeo do post no link abaixo.