Mostrando postagens com marcador Republicanos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Republicanos. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Carlos Brandão fracassa em articulação e perde PRB e União Brasil para Weverton


Até a semana passada, os articuladores da campanha do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) davam como certa a adesão de dois partidos que estão com o senador Weverton Rocha (PDT): o PRB e o União Brasil.

Brandão ofereceu tudo o que podia aos deputados federais Cléber Verde e Gil Cutrim para ter o PRB em seu palanque, mas fracassou; esta semana, os dois deputados reafirmaram o apoio a Weverton, em vídeo que ganhou as redes socais.

Mais certo ainda Brandão tinha o União Brasil

O vice-governador tucano e seus articuladores estavam convictos de que o deputado federal Pedro Lucas Fernandes ficaria com o comando do novo partido – resultado da fusão entre DEM PSL – mas foi novamente derrotado por Weverton.

Além de manter o deputado federal Juscelino Filho (DEM) como presidente regional da legenda, a maior do país, Weverton recebeu as garantias de aliança com o PDT.

Resultado: Brandão agora terá que se virá para encontrar uma legenda que abrigue Pedro Lucas Fernandes.


Com informações do Blog do Marco D'eça

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022

Republicanos seguirá apoiando Weverton Rocha, diz Cléber Verde


O presidente estadual do Republicanos no Maranhão, o deputado federal Cléber Verde, desmentiu a informação de que o partido apoiará a pré-candidatura de Carlos Brandão (PSDB) ao governo do estado.

Nesta sexta-feira (4), blogs divulgaram fake news de que o partido estaria deixando a base de apoio do senador Weverton Rocha (PDT), fato que foi rechaçado por Cléber Verde.

“O Republicanos está no envolvimento político liderado pelo senador Weverton Rocha e estamos discutindo o Maranhão na busca de soluções para demandas mais urgentes. Nesse sentido, a informação que o Republicanos abandonaria o projeto do senador Weverton não é verdade. Isso está circulando em blogs que infelizmente não buscam as informações verdadeiras para apresentar à sociedade. Ratificamos o nosso compromisso de seguir com o Maranhão Mais Feliz” disse o parlamentar.

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Partidos articulam formação de federações e jogo político no Maranhão promete embolar


Duas semanas após o Congresso derrubar o veto presidencial e manter a possibilidade de os partidos se organizarem em federações, algumas das maiores legendas do país iniciam negociações: PP, PL e Republicanos abriram conversas nesse sentido, assim como o MDB com o Avante e o Solidariedade.

Os movimentos ocorrem logo após a criação do União Brasil, resultado da fusão entre DEM e PSL, que deverá ser a maior agremiação da Câmara assim que for oficializada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que deve ocorrer no início da 2022. Também há negociações envolvendo Cidadania, Rede e PV, e, na esquerda, do PCdoB com o PSB.

Na semana passada, o ministro-chefe da Casa Civil e presidente licenciado do PP, Ciro Nogueira, trabalhou em duas frentes. Ele conversou com o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e enviou mensagem ao presidente do Republicanos, Marcos Pereira, sugerindo que as três legendas se unam numa federação, com o objetivo de eleger uma bancada expressiva no Congresso nas eleições de 2022.

A ideia é assinar uma “união estável” entre os três partidos que já compõem a base do governo e normalmente votam juntos em boa parte dos temas, como, por exemplo, em pautas econômicas.

O eventual nascimento dessa tríade é uma tentativa de reequilibrar as forças no Congresso e, com isso, fazer frente ao recém-formado União Brasil, que só depende da chancela do TSE para existir, de fato. Uma vez oficializada, a nova legenda deverá contar com 81 deputados federais.

Somados, PP, PL e Republicanos teriam 116 deputados federais (42 do PP, 43 do PL e 31 do Republicanos), mais 12 senadores (7 do PP, 4 do PL e um do Republicanos), além de aumentar o tempo de propaganda na TV. Essa última alteração pode abrir caminho para o presidente Jair Bolsonaro ingressar no PP, com o qual tem negociado, para disputar a reeleição em 2022.

sábado, 26 de junho de 2021

Duarte Jr vai se filiar ao terceiro partido em três anos


O ex-comunista e agora ex-republicano Duarte Júnior anunciou, por meio das redes sociais, que trocará de partido mais uma vez. Ele pediu desfiliação do Republicanos, partido pelo qual concorreu e perdeu a eleição para a Prefeitura de São Luís em 2020.

Eleito deputado estadual em 2018 pelo PCdoB, Duarte deve voltar para debaixo das asas do governador Flávio Dino e se filiar no PSB.

O mais novo socialista do Maranhão parece não se importar muito com as ideologias dos partidos em que atua. Seu critério de escolha partidária aparenta levar em consideração apenas os seus interesses pessoais.

Por isso que ele já vai para o terceiro partido em três anos. Pouco para quem começou a carreira política há tão pouco tempo.


Com informações do Blog Marrapá

domingo, 16 de maio de 2021

Gil Cutrim e Juscelino Filho indicam verbas para Bahia

Deputados Federais Gil Cutrim (Republicanos) e Juscelino Filho (DEM)

Os deputados maranhenses Gil Cutrim (Republicanos) e Juscelino Filho (DEM) estão entre os parlamentares aliados do presidente Jair Bolsonaro que destinaram R$ 181 milhões em emendas para regiões de outros estados, bem longe de suas bases, em esquema montado em troca de apoio.

A nova revelação do escândalo do Orçamento Secreto foi feita neste domingo pelo jornal O Estado de São Paulo.De posse das planilhas das emendas endereçadas pelos nobres deputados e senadores ao Ministério de Desenvolvimento Social, o tutu vazava principalmente através da Codevasf para compra de tratores superfaturados. No total foram liberados R$ 3 bilhões.

Gil Cutrim e Juscelino Filho negaram enfaticamente, apesar de seus nomes terem sido registrados na planilha de controle do governo federal, que arranjaram R$ 2 milhões, cada, para Codesvasf atuar na Bahia.

A reportagem de O Estadão também destaca o caso do líder do Podemos na Câmara, Léo Marques, de Rondônia. Distante mais de 2 mil quilômetros de Porto Velho, ele indicou R$ 5 milhões para obras em Capinzal do Norte e Bacuri, no Maranhão.

Moraes disse que foi uma indicação de algum parlamentar de sua bancada. O único deputado maranhense pelo Podemos é o suplente Josivaldo JP, que assumiu no lugar de Eduardo Braide, eleito prefeito de São Luís.

¨A indicação de verbas extras para Estados diferentes é vista com preocupação por especialistas em execução orçamentária. A suspeita é de que, como elas não têm a mesma transparência que as emendas tradicionais, sejam usadas como “emendas bumerangue”. Ou seja, haveria ganho financeiro futuro ao político após o município ou estatal contemplado assinar contrato para obra ou compra a partir da indicação dele. Na maioria desses empenhos, ainda não houve pagamentos¨, diz a matéria assinada pelos jornalistas Vinícius Valfré e Breno Pires.