segunda-feira, 31 de maio de 2021

Patriotas surge como alternativa para Roberto Rocha


O senador Roberto Rocha (sem partido) poderá assumir o comando do Patriota no Maranhão e ser o candidato a governador do presidente Bolsonaro no estado.

Em convenção nacional nesta segunda-feira (31), foi anunciada a filiação do senador Flávio Bolsonaro, o que abriu caminho para o ingresso do presidente Jair Bolsonaro.

Hoje, o Patriota no Maranhão tem como presidente o deputado Marreca Filho, tutelado pelo deputado Josimar Maranhaozinho, presidente do PL e mandatário também do Avante.

No entanto, com a possível filiação de Bolsonaro, o controle da legenda nos estados ficaria a seu critério. Josimar e Marrequinha, portanto, poderiam perder o comando.

Neste caso, Roberto Rocha, que deixou o PSDB, poderia se filiar ao Patriota e assumir a presidência da sigla no estado, o que lhe garantiria ser candidato ao governo ou senado do grupo bolsonarista.

Ministro diz que Copa América no Brasil ainda não está confirmada


O Ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, afirmou hoje em declaração no Palácio do Planalto que a Copa América no Brasil ainda não está confirmada. Ramos se reuniu durante a tarde com a CBF em videoconferência. Além de apontar que as tratativas para sediar o evento ainda estão em andamento, ele disse que, caso a competição se realize, os estádios não receberão público. O ministro também colocou como condição que todas as delegações estejam vacinadas.

"É importante destacar que esse evento, caso se realize, não terá público. Tem saído algumas notícias com relação ao público. No momento, são dez times, no máximo, já foi acordado nessa reunião com a nossa presença, e a CBF por videoconferência. São dez times com dois grupos, 65 pessoas por delegação. Todos vacinados. Foi a imposição que tratamos com a CBF. Não há documentos assinados, apenas tratativas. Inclusive a seleção brasileira, também será vacinada", disse.

"As sedes serão de responsabilidade da CBF, e de acordo com as escolhas, eles irão tratar com os estados", acrescentou.

O ministro ainda respondeu às críticas sobre o país hospedar a competição, já rejeitada por Colômbia e Argentina, em meio a pandemia, argumentando que outras competições estão em andamento no país, como a Libertadores, o Brasileirão e os estaduais, encerrados há poucos dias.

"Por que o Brasil vai sediar a Copa América durante uma pandemia? Senhores, primeiro que foi uma demanda realizada via CBF, pela Conmebol. Outra coisa, estamos em plena pandemia, só que o Campeonato Brasileiro, que envolve 20 times na série A, 20 na série B, está ocorrendo com jogos em todo Brasil. Fora esse detalhe, acabaram na semana passada os estaduais", disse.

"Com relação à realização dos jogos, que são poucos, não sei porque as pessoas se pronunciaram contra o evento, se há os jogos do Brasileiro, ocorreram jogos do estadual, Libertadores, Sul-Americana. Nesse quesito, foi muito criticado por alguns governadores e outras pessoas", pontuou, lembrando que o martelo não foi batido. "Não tem nada certo, quero manifestar de forma clara. Estamos no meio do processo, mas não vamos nos furtar a uma demanda, caso seja possível, atender", concluiu.

Segundo Ramos, a Casa Civil segue em contato com a CBF, e a decisão sobre a realização ou não do torneio no Brasil deve sair amanhã. "Estamos verificando detalhes. Se deus quiser, amanhã teremos uma posição final".

Marcelo Reis Magalhães, secretário Nacional do Esporte, reiterou o discurso do ministro Ramos, e disse caso a Caso a Copa América de fato aconteça. a CBF será a responsável pelas negociações junto aos estados para a definição das sedes.

"Como o ministro Ramos acabou de falar, a gente foi demandado pela CBF hoje pela manhã e estamos fazendo os esforços para caso a gente venha realizar a Copa América, que a CBF, por ser tratar de um evento totalmente privado, negocie com os estados e com os municípios onde vão ser as sedes. O governo federal apenas dará toda a parte de estrutura para a entrada dessas equipes no país, basicamente isso."

Maranhão tem a 3ª maior alta na média móvel de mortes por Covid-19


Com as 197 mortes registradas na última semana, o Maranhão é agora o terceiro estado com a maior média de óbitos por Covid-19 no Brasil.

Só na última semana, a média móvel de óbitos pela doença no estado subiu 28%, o que está atrás apenas do Roraima (32%) e Mato Grosso do Sul (48%). Já a média móvel de casos se mantém estável, após um período de queda, há duas semanas.

O crescimento no número de óbitos pela doença acontece há duas semanas, após um período de queda, e coincide com a chegada do navio indiano Shandong Da Zhi, onde seis tripulantes testaram positivo para a variante indiana do coronavírus, que é mais transmissível.

No entanto, apesar do aumento dos óbitos e da interrupção na queda dos casos, o governo do Maranhão diz que ainda não foi verificada a transmissão local da variante indiana no estado.

PGE pede ao TSE cassação e inelegibilidade de Duarte Júnior


A Procuradoria-Geral Eleitoral pediu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a cassação do diploma de deputado estadual e que seja declarada a inelegibilidade de Duarte Júnior (Republicanos), por suposta prática de abuso de político político e de autoridade.

Assinada pelo vice-procurador-geral eleitoral, Renato Brill de Góes, a manifestação foi apresentada no dia 19 de maio, e pede que seja dado provimento ao recurso do Ministério Público Eleitoral contra acórdão do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) no Maranhão que, por ampla maioria, entendeu que não ficou comprovado que o suposto uso da estrutura do Procon do Maranhão por Duarte Júnior tenha maculado as eleições de 2018 e influenciado na vitória do parlamentar nas urnas.

Segundo o MPE, o abuso teria ocorrido por meio de desvirtuação da publicidade institucional da autarquia, inclusive com auxilio de Karen Barros, atualmente novamente presidente do Procon do Maranhão e esposa de Duarte Júnior, com a finalidade de promover a imagem do então candidato.

Na sexta-feira (28), o caso foi redistribuído para o recém-nomeado ministro do TSE, Carlos Horbach.

Em sua defesa, por se tratar de suposta desvirtuação de propagandas institucionais do governo estadual, Duarte Júnior sustenta decadência do processo em razão de Flávio Dino (PCdoB) e do secretário de Comunicação do Maranhão, à época o hoje deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), não ter integrado a demanda como parte passiva, isto é, também como ré. Segundo a defesa de Duarte Júnior, não mais prazo para incluídos.

A tese, porém, é rebatida pela Procuradoria-Geral Eleitoral, que afirma que a questão ainda pode ser examinada pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral.

Flávio Bolsonaro se filia ao Patriota, e partido convida presidente


O senador Flávio Bolsonaro (RJ) anunciou nesta segunda-feira (31/5) sua filiação ao Patriota, partido do qual será líder no Senado — passa a ser o único senador da sigla. O partido tem hoje seis representantes na Câmara dos Deputados. Em participação por videoconferência, Flávio sinalizou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também se filiará à sigla.

Na ficha de filiação do senador fluminense consta a data de 26 de maio, quarta-feira da semana passada.

A convenção ainda aprovou o novo estatuto do Patriota, que dá poder de voto aos diretórios estaduais e abre caminho para o controle da sigla por Jair Bolsonaro. O presidente da sigla, Adilson Barroso, afirmou que irá enviar o convite oficial ao presidente da República.

“A minha vinda para esse partido é para somar”, disse Flávio, afirmando ter intenção de construir o maior partido do Brasil após as eleições de 2022.

¨Com muita honra comunico minha filiação ao Patriota. Participei diretamente de sua refundação, em 2018, desde a elaboração de seu Estatuto, com previsão inédita de ser o 1ª partido de direita do Brasil, até a escolha do nome “Patriota”. Que Deus nos abençoe nessa nova jornada!¨, disse Flávio Bolsonoro no Twitter.

Lula adia viagens ao Nordeste


Lula decidiu adiar os planos de uma agenda no Nordeste. O petista pretendia visitar estados da região em junho, mas, em meio aos alertas sobre uma nova onda da Covid, postergou os planos para julho.

No sábado, o ex-presidente se reuniu com Wellington Dias (Piauí).

— Está tratando (das viagens) e pediu meu apoio para organizar com os demais governadores e líderes do Nordeste, e cumprindo as regras da pandemia, sua agenda pelo Nordeste. Ciente do risco de nova onda, acha melhor esperar para julho — diz o governador.

Acompanhados de Rafael Fonteles, presidente do Conselho de Secretários da Fazenda dos Estados e DF, Lula e Dias trataram ainda da dificuldade do Brasil na vacinação contra a Covid, classificada por Lula como um “vexame”.

Os dois ainda conversaram sobre o Consórcio Nordeste, que reúne os governadores da região. Amanhã, a câmara temática sobre meio ambiente do grupo lança o Plano de Ação Ambiental integrado, que prevê cooperação técnica entre estados, criação de um fundo, ações de combate ao lixo no mar e outros. Lauro Jardim

Allan Garcês convoca Direita Maranhense para apoiar Lahesio Bonfim


Na Live realizada na noite da última sexta-feira (28) pelo Prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim e o médico gestor do Ministério da Saúde, Allan Garcês, a Direita Maranhense foi chamada para uma grande UNIÃO e caminharem juntos nas eleições de 2022. Esta convocação foi proposta pelo médico Allan Garcês, líder da UDM – União da Direita Maranhense.

Lahesio Bonfim, vem se revelando como forte pré-candidato ao Governo do Estado, conquistando seu espaço no coração da Direita Maranhense. Ele que tem praticamente zero de rejeição e uma excelente gestão municipal, foi considerado um dos melhores prefeitos do Maranhão. Bonfim vem numa escalada de conquista de aliados, por último, trouxe para o seu lado o Dr. Allan Garcês, um conhecido líder conservador de Direita da política local.

Dr. Allan, que também é pré-candidato a Deputado Federal, afirmou na Live que somente através da união da Direita, será capaz de fazer um Governo Conservador. Assista uma pequena parte desta live, onde Garcês comenta essa importante estratégia.

CPI dos Combustíveis é usada como trampolim político


As flagrantes ações eleitoreiras do deputado estadual Duarte Junior (Republicanos) no comando da CPI dos Combustíveis chamaram a atenção do alto comando da Assembleia Legislativa e do próprio Governo do Estado.

As suspeitas é que Duarte esteja usando a CPI para favorecer seus aliados na disputa eleitoral de 2022, com geração de supostos fatos diários contra seus adversários.

A dúvida é saber se Duarte trabalha de acordo com os interesses do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) ou do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL).

Brandão apoiou a candidatura de Duarte Júnior em 2020, tentando forçar aliados da base do governo Flávio Dino a apoiar sua frustrada pretensão de ser prefeito de São Luís. Na época, Brandão tentou forçar os demais aliados do governo a fechar com Duarte, mas fracassou em seu intento.

O uso da CPI agora seria uma represália do parlamentar, com apoio do vice-governador.

Por outro lado, Duarte também foi apoiado pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), que tem oferecido espaço no seu partido ao deputado estadual.

Josimar também é candidato a governador e atua também no ramo de postos de combustível, diretamente ou por intermédio de terceiros.

O comando da Assembleia já percebeu os rumos que a CPI está tomando – com os interesses políticos e eleitorais acima dos interesses públicos – e pode atuar para encerrar os trabalhos da comissão.

O que evitaria, também, o uso indevido da estrutura pública em interesse de pessoas ou de grupos.

domingo, 30 de maio de 2021

Covid-19: DPE, MP e TCE querem medidas mais restritivas no MA


A Defensoria Pública (DPE/MA), o Ministério Público do Maranhão (MPMA) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiram recomendação, ao Governo do Estado, para que sejam adotadas ações urgentes e mais restritivas de enfrentamento à pandemia de Covid-19. As medidas visam conter aglomerações e refrear a transmissão do coronavírus, evitando assim um possível lockdown.

O documento, emitido na última sexta-feira, 28, é assinado pelo defensor público-geral do Estado, Alberto Pessoa Bastos, pelo procurador-geral de Justiça do Maranhão, Eduardo Nicolau, e pelo conselheiro vice-presidente do TCE, Washington Oliveira.

Na recomendação, os gestores pedem ao Executivo a extensão do feriado de Corpus Christi, que tem data de celebração prevista para o dia 3 de junho, para que passe a abranger os dias 3 a 6 de junho de 2021, quinta-feira a domingo.

Além disso, os representantes da DPE/MA, MPMA e TCE destacam a necessidade de proibição de realização de festas e demais eventos neste período, bem como a limitação de frequência aos cultos e demais manifestações religiosas a 50% da capacidade dos espaços e o reforço da fiscalização sanitária em todos os bairros da capital, não se restringindo apenas àqueles localizados na região central de São Luís.

Segundo Alberto Bastos, as medidas aplicadas conjuntamente podem contribuir para a redução da circulação de pessoas e evitar que medidas mais enérgicas sejam adotadas futuramente. “Tivemos um aumento expressivo no número de casos nos últimos dias, o que exigiu a mobilização das instituições para o enfrentamento conjunto à pandemia no Maranhão.

Conscientes de que medidas extremas, como o lockdown, podem causar impactos gravíssimos à população de baixa renda e em situação de vulnerabilidade, articulamos esta recomendação com medidas que são muito importantes neste momento de emergência da saúde pública”, explicou.

Cenário – A atuação conjunta da Defensoria Pública, Ministério Público e Tribunal de Contas ocorre em virtude dos dados preocupantes apontados nos boletins epidemiológicos das últimas semanas e à confirmação, no dia 20 de maio, da variante indiana da Covid-19 no estado. Até o momento, não há identificação de transmissão local da cepa indiana no Maranhão, segundo o governador Flávio Dino.

O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, afirma que o esforço conjunto neste momento é necessário para evitar um agravamento ainda maior da pandemia no estado. “Estamos fazendo todo o possível para evitar que a situação piore ainda mais. Mas é necessário que a população também faça a sua parte, não aglomerando, usando máscaras e respeitando todas as medidas tomadas pelo Poder Público”, destacou

O vice-presidente do TCE, Washington Oliveira, destacou a importância da atuação conjunta para enfrentar esse momento. “O esforço para salvar vidas se impõe como prioridade absoluta, um compromisso que deve ser de toda a sociedade em seus vários segmentos, incluindo as instituições republicanas. Todas as ações de enfrentamento da pandemia devem ter como norte essa prioridade, especialmente em um quadro de agravamento como o que vivemos nesse momento”, observou.

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, no dia 28, a Grande Ilha tinha taxa de ocupação de 97,40% de leitos de UTI e taxa de ocupação de 90,04% de leitos clínicos, ambos exclusivos para tratamento da Covid-19 na rede de estadual.

No momento, os municípios maranhenses estão seguindo as diretrizes do último decreto do governo estadual, vigente até 7 de junho, que prevê, entre outras ações: a liberação para realização de eventos com até 100 pessoas, eventos até 23 horas, 50% da capacidade em igrejas e na administração pública e o funcionamento do comércio das 9h às 21h.

Câmara Municipal de São Luís suspende atividades presenciais a partir desta segunda-feira, 31


A Câmara Municipal de São Luís suspenderá as atividades presenciais a partir desta segunda-feira, dia 31, até o dia 4 de junho. A suspensão temporária do expediente decorre do aumento da quantidade de casos de Covid-19 na capital maranhense.

O anúncio da medida está presente na Resolução Administrativa nº 11/2021, datada da última sexta-feira, dia 28, e assinada pelo presidente do legislativo municipal, vereador Osmar Filho (PDT).

A decisão por suspender as atividades presenciais no Palácio Pedro Neiva de Santana visa acima de tudo preservar a saúde dos servidores da Casa, tendo em vista que a elevação da quantidade de casos de Covid-19 em São Luís já foi o responsável pelo aumento da ocupação dos leitos hospitalares da cidade.

Home office – Com a suspensão das atividades presenciais, a Câmara manterá o seu funcionamento por meio do home office. A realização das sessões ordinárias, por exemplo, ocorrerá por meio do Sistema de Deliberação Remota.

Já as outras atividades administrativas do parlamento municipal deverão ser realizadas remotamente, de acordo com determinação de cada setor, exceto os serviços considerados essenciais para o funcionamento e manutenção da Câmara Municipal, que poderão funcionar na forma presencial, assim disciplinados pela Secretaria Administrativa da Casa.

Consta ainda na Resolução Administrativa nº 11/2021 que a Secretaria Administrativa definirá os setores essenciais e o horário excepcional de seu funcionamento, bem como a garantia do controle do distanciamento social. Entre os dias 31 de maio e 4 de junho, período de suspensão das atividades presenciais, somente terão acesso às dependências da Câmara Municipal os servidores que constem das escalas definidas pelos setores essenciais.

Ascom: Jornalista Leandro Santos

Coronovac destinada ao municipio de Serrano vacinou aliados e familiares de Cláudio Cunha


Alvo Operação Citrus, o ex-prefeito de Apicum-Açu, Cláudio Cunha (PL) usou do seu poder político para subtrair várias caixas de CoronaVac na prefeitura de Serrado do Maranhão na qual sua esposa é a comandante e usou as doses para vacinar toda a sua família e aliados políticos mais próximos.

O crime está sendo investigado pela Promotoria de Justiça da Comarca de Bacuri, com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) e da Polícia Civil.

O Blog do Domingos Costa apurou que a esposa de Cládio, a senhora Valdine de Castro Cunha, conhecida popularmente como “Val Cunha” (PL)”, ordenou que uma pessoa de confiança recolhesse na Secretaria Municipal de Saúde as caixas da CoronaVac e trouxesse as doses para São Luís, onde foram aplicadas nos familiares da gestora e nos aliados de frente do seu grupo político.

As vacinas deveriam ser usadas na população serranense, conforme diretrizes dos grupos prioritários estabelecidos no Plano Nacional de Vacinação. No entanto, em vez disso, a prefeita e seu marido priorizaram a sua própria família e os apadrinhados políticos.

Uma das caixas da vacina CoronaVac contendo um frasco intacto e mais três já usados pela família de Cunha, foi aprendido pelo GAECO no endereço residencial registrado na Avenida dos Holandeses, em São Luís, em nome do filho do ex-prefeito de Apicum-Açu, o jovem Caio Vitor de Castro Cunha.


Operação Citrus

No local também foram encontrados joias e um relógio avaliado em R$ 60 mil reais. Inclusive, o ex-prefeito Cláudio Cunha – autointitulado “Moral do Litoral”, estava no local durante o cumprimento do mandado judicial.

O GAECO deflagrou a Operação Citrus para investigar desvio milionário de dinheiro da prefeitura durante os dois anos seguidos que Cunha governou a cidade de Apicum-Açu (2013 a 2016 e 2017 a 2020). Para o Ministério Público parte dos recursos foram usados para montar um patrimônio milionário, a exemplo da construção de quatro postos de combustível.

Pedido de prisão

Além de requerer busca e apreensão em 13 alvos (empresas e residências) o promotor de Justiça Igor Adriano Trinta Marques também pediu a decretação da prisão temporária de Cláudio Cunha e do seu filho Caio, porém, o juiz Adriano Lima Pinheiro, Titular da Comarca de Bacuri, indeferiu parcialmente os pedidos e solicitou que mais provas fossem colhidas para decidir posteriormente sobre o caso envolvendo os desvios de dinheiro público por parte do ex-prefeito de Apicum-Açu.

Com informações do Blog Domingos Costa

Flávio Dino cancela reunião com partidos da base aliada


O governador Flávio Dino (PCdoB) resolveu suspender temporariamente o processo de articulação política visando mobilizar a aliança partidária que lidera em torno de um candidato de consenso à sua sucessão, para dedicar prioridade total à guerra contra o novo coronavírus no Maranhão.

Ontem, ele suspendeu a reunião marcada para esta Segunda-Feira (31), com líderes partidários, quando iniciaria o processo de consultas para definir até o final do ano o nome do grupo para liderar a chapa da qual participará como candidato ao Senado. Até o início da tarde de ontem, Flávio Dino estava inclinado a ajustar sua agenda de Segunda-Feira para fazer a reunião, mas diante do aumento da pressão da pandemia, decidiu adiá-la para o final de Junho, quando, acredita, a situação esteja mais propícia à retomada das articulações políticas.

“A prioridade total é o combate ao coronavírus”, escreveu o governador em resposta a uma indagação da Coluna sobre a reunião. Ele passou todo o sábado mergulhado no acompanhamento da violenta pressão que a pandemia vem fazendo sobre o Sistema Estadual de Saúde – aí incluídas as redes pública e privada -, que vêm convivendo diuturnamente com a ameaça de colapso. Mesmo sendo o estado que proporcionalmente registra o menor número de óbitos em relação à população, graças ao esforço gigantesco feito pelo Governo do Estado, o Maranhão vem registrando alta no número de mortes, segundo os balanços diários feitos pelo Consórcio de Meios de Comunicação, publicados nos principais telejornais do País.

MA é apontado pelo TCU por irregularidades em recursos federais da pandemia


De acordo com reportagem da CNN, o Tribunal de Contas da União (TCU) enviou documentos à CPI da Covid-19 afirmando que o órgão apura eventuais irregularidades na utilização de recursos federais em 13 estados e 35 municípios. Eles se somam aos 48 processos existentes na corte de contas envolvendo órgãos federais.

Dentre os estados, o Amazonas lidera em números de processos, com três investigações. Quase todas focam na contratação de empresas especializadas no transporte de pacientes com Covid-19.

Já em São Paulo, por exemplo, o TCU apura em duas investigações possíveis irregularidades na aquisição de suprimentos e equipamentos médicos, como aventais descartáveis e cotonetes para realização de teste diagnóstico para o coronavírus.

Além dos dois estados, também são investigados os governos do Amapá, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Tocantins e Distrito Federal.

A maior parte das acusações indica gestão pouco eficiente dos recursos públicos federais, como, por exemplo, a contratação emergencial de leitos. Possíveis superfaturamentos na compra de equipamentos médicos, parte deles com dispensa de licitação, e irregularidades na contratação de empresas também figuram entre as acusações.

Maranhão – “A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que comprovou no processo a legalidade de todos os atos na compra dos Equipamentos de Proteção Individual.”

É aguardar e conferir, mas talvez a reportagem da CNN explique o motivo da ação no STF de 18 governadores brasileiros para evitar que prestem esclarecimentos na CPI, após serem convocados.

Video: Flávio Bolsonaro provoca manifestantes com gesto bolsonarista


O senador Flávio Bolsonaro (sem partido) provocou manifestantes que protestavam contra o governo do pai do parlamentar, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), neste sábado (29/5) em Porto Velho (RO), onde passou por uma carreata de opositores e utilizou de um gesto de arma para atacá-los.

O momento foi registrado por vídeo e publicado na própria rede social de Flávio Bolsonaro. Nas imagens, o parlamentar utiliza o teto solar de um carro de luxo para provocar os manifestantes. Ele acenou para todos e, em seguida, começou a fazer gesto de arma – expressão muito utilizada pelo pai.

Nenhum manifestante reagiu durante a filmagem. As imagens foram registradas por um passageiro do carro em que Flávio Bolsonaro estava e por um segundo veículo que estava atrás do automóvel em que o parlamentar se encontrava

Mais cedo, Flávio Bolsonaro utilizou as redes sociais para defender o pai e ironizar os movimentos por todo o Brasil. Em uma das postagens, Flávio publicou uma foto aérea que mostra uma manifestação com poucas pessoas.

Na legenda da imagem, o senador escreveu: “Agora o 'homi' cai”, seguida de uma hashtag que apoiava Jair Bolsonaro na presidência. Durante todo o dia, Flávio republicou mensagens que menosprezaram os movimentos pelo Brasil, além de publicações do próprio pai em que exaltava feitos à frente do governo federal.

Veja o video: 





sábado, 29 de maio de 2021

PTB aposta em Edivaldo que avalia candidatura a governador


A presidente estadual do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) no Maranhão e deputada estadual, Mical Damasceno, vem apostando alto ao garantir que o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Jr, será candidato da legenda de Roberto Jefferson ao governo do estado, uma das mais fiéis ao bolsonarismo.

A presença de Edivaldo na sucessão estadual poderá mudar os rumos das eleições e atrair uma militância orgânica pelo nome do ex-prefeito, que a cada dia mais tem se aproximado do eleitor evangélico e conservador.

Por outro lado, fontes ligadas ao ex-prefeito de São Luís afirmam que ele estaria avaliando a conjuntura politica para tomar uma decisão, pois o pensamento inicial seria concorrer a uma vaga para Câmara Federal diante do cenário politico, principalmente, em relação a estrutura da máquina governista montanda por Flávio Dino para as eleições de 2022.

Enquanto isso, o PTB vive um clima de expectativas também pela montagem das chapas proporcionais.

Butantan explica as causas de não detectarem anticorpos em Sarney

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, explicou sobre a imunização promovida pela vacinação contra a Covid-19.

Ele respondeu sobre o ex-presidente José Sarney, 91 anos, que foi vacinado com as duas doses da vacina, porém testes de detecção da Covid não apontaram anticorpos.

Covas explicou que o índice de indução de anticorpos em pessoas idosas é de 98%. Por isso, não seria correto dizer que 100% dos idosos irão adquirir anticorpos. “Na realidade, 98% é o índice de indução de anticorpos em pessoas idosas. Portanto, não é 100%. Pessoas idosas tem um fenômeno biológico chamado imunossenescência. Os idosos respondem menos na produção de anticorpos em relação aos indivíduos mais jovens. Por isso que não é 100% de soroconversão”, disse o presidente.

“A vacina não é uma proteção absoluta, não é escudo contra a doença e nem contra a mortalidade. Ela é uma proteção relativa. Entram os fatores individuais das pessoas, as comorbidades, vários fatores”, prosseguiu.

Dimas Covas ressaltou que nenhuma vacina é totalmente eficaz contra a infecção, mas, sim, contra as manifestações clínicas, sobretudo as mais graves. “A pessoa que se vacina está relativamente protegida, mas tem os fatores individuais que entram se ela eventualmente pegar a infecção, e esses fatores são preponderantes, inclusive, para determinação da gravidade”, explicou. Dimas Covas ainda acrescentou que terão pessoas que não irão responder à vacinação.

Agentes de saúde do governo do Distrito Federal foram à casa de José Sarney, no Lago Sul de Brasília, imunizá-lo contra a Covid-19, ele e sua mulher, a ex-primeira dama Marly Sarney, de 88 anos.

Ambos tomaram a primeira dose da Coronavac, e mais recentemente a segunda. Transcorrido o prazo determinado, submeteram-se ao teste que indicaria o grau de imunização de cada um.

O de Marly deu alto. O de Sarney, nenhum. “Simplesmente não funcionou”, reconhece o ex-presidente.

Flávio Dino é contra a ida de governadores a CPI da Covid-19


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e os gestores de mais 17 estados protocolaram ontem, 28, no STF uma ação pedindo a suspensão da convocação de 9 deles pela CPI da Covid.

Os governadores que assinam a peça são Wilson Lima (Amazonas), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Waldez Góes, (Amapá), Helder Barbalho (Pará), Marcos Rocha (Rondônia), Carlos Moisés (Santa Catarina), Mauro Carlesse (Tocantins), Wellington Dias (Piauí), todos convocados pela CPI.

Rui Costa (Bahia), Ronaldo Caiado (Goiás), João Doria (São Paulo), Renato Casagrande (Espírito Santo), Paulo Câmara (Pernambuco), Cláudio Castro (Rio de Janeiro), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), Belivaldo Chagas (Sergipe), Renan Filho (Alagoas) e Flávio Dino (Maranhão) também são signatários da ação, mas não foram convocados a depor na Comissão.

A convocação dos governadores pela CPI tem como objetivo começar a investigar se houve desvio de recursos transferidos pela União para o enfrentamento da covid-19. Além das oitivas dos gestores, os senadores aprovaram um pacote com 108 requerimentos que direcionam os rumos da investigação para estados e municípios, como prevê o ato de criação do colegiado.

Após pedir ajuda no combate à pandemia, Simplício Araújo posa para foto sem máscara


“Se eu tivesse que fazer um só pedido aos meus irmãos maranhenses, eu pediria que nos ajudem. O governo Flávio Dino já fez muito, mas sem o povo, não teremos como salvar mais vidas. […] Nós precisamos seguir bons exemplos. […] Se proteja e proteja nossos irmãos, usem máscara e obedeçam as regras de combate ao coronavírus”.

O discurso acima é do secretário de Indústria e Comércio do Maranhão, Simplício Araújo, durante live feita nas redes sociais nessa quinta-feira (27), publicado no site oficial do Governo do Maranhão. Poucas horas depois, porém, ele próprio deu mau exemplo e desobedeceu o decreto estadual que proíbe a entrada e permanência de pessoas em estabelecimentos comerciais no Maranhão sem o uso de máscara de proteção facial, salvo durante refeição ou consumo de bebidas em bares e restaurantes.

“O vereador Adhemar Freitas Jr recebeu meu convite para ser o candidato a Deputado Federal do Solidariedade na cidade de Imperatriz e todo o sul do Maranhão. Adhemar foi o segundo vereador mais votado na cidade e vai discutir o convite com sua família e seu grupo político”, escreveu o secretário ao publicar a foto na rede social Instagram.

Questionado, foi evasivo, demonstrando pouco se importar com a violação e com a estalada da pandemia do Maranhão, principalmente em São Luís, onde a rede hospitalar pública e privada está em colapso.

“Retiramos só pra fazer a foto”, justificou, sem responder sobre ter conhecimento que o decreto de Flávio Dino não autoriza a retirada de máscara para esse tipo de ato.

Se o mesmo critério utilizado contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) for utilizado pelo governo Flávio Dino contra Simplício Araújo, o titular da Seinc deve ser alvo de multa pelo descumprimento da regra sanitária. O valor, pela legislação, pode variar de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão.

Ministério da Saúde autoriza vacinação da população acima de 18 anos


O Ministério da Saúde publicou, nesta sexta-feira (28/5), a nota técnica que define os novos critérios de vacinação, estabelecidos no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19.

Com a organização recém-anunciada, estados e municípios terão permissão para vacinar a população geral de 18 a 59 anos, por ordem decrescente de idade. A aplicação de imunizantes para grupos prioritários, entretanto, deve ser mantida. Além disso, a vacinação de trabalhadores da educação será iniciada em paralelo à da população geral.

A decisão foi tomada na noite de quinta-feira (27/5), durante reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT). A CIT conta com a participação de representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems).

Conforme o Metrópoles mostrou na quinta-feira, a CIT relatou que alguns municípios têm enfrentado baixa demanda de vacinação de grupos prioritários. Por isso, os gestores decidiram que essas cidades poderão vacinar a população geral, por ordem decrescente de idade, mas devem garantir que a imunização de grupos de risco não seja afetada. A medida também deverá observar o estoque de vacinas disponíveis e previstos.

“Esse grupo poderá começar a ser imunizado, de maneira escalonada e por faixas etárias decrescentes, desde que a vacinação dos grupos prioritários restantes seja mantida e cumprida, de acordo com a ordem estabelecida pelo PNO”, informou a pasta.


Trabalhadores da educação

A orientação do Ministério é que a imunização dos trabalhadores da educação respeite a seguinte ordem:

Creches;

Pré-escolas;

Ensino Fundamental;

Ensino Médio;

Profissionalizantes;

Educação de Jovens e Adultos (EJA);

Ensino Superior.


“A motivação da priorização dos profissionais da educação se deve aos impactos sociais ocasionados pela Covid-19, com a necessidade de volta às aulas presenciais. As creches e escolas contribuem não só para a educação de milhares de brasileirinhos como também garante a segurança alimentar das crianças”, informou a pasta.

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Eleições 2022 pode acabar com aliança entre Fábio Gentil e Paulo Marinho


Os grupos políticos do prefeito Fábio Gentil (Republicanos) e do ex-prefeito Paulo Marinho (PSDB), podem vir a rachar e desfazer uma união política que ocorre desde 2016, quando venceram a eleição municipal de Caxias. Esse rompimento pode ocorrer por conta da disputa por uma vaga na Câmara Federal, tanto Fábio como Paulo têm seus filhos envolvidos na disputa.

Pelo lado de Fábio Gentil, a jovem e bela Amanda Gentil já está em plena pré-campanha política. Ela tem distribuído cestas básicas, visitando cidades próximas de Caxias, assim como já participando de reuniões políticas. Recentemente, a filha do prefeito esteve no Palácio dos Leões em uma agenda com Flávio Dino, Carlos Brandão e secretários.

Do grupo de Paulo Marinho, quem vai tentar mais uma vez o cargo de deputado federal é o seu filho, Paulo Marinho Júnior, atual vice-prefeito. Inicialmente a informação era que ele concorreria a deputado estadual, mas foi o próprio ex-prefeito que confirmou a candidatura do seu herdeiro.

Se Amanda Gentil vai disputar a vaga de deputada federal pela primeira vez, Paulo Marinho Júnior já é veterano na disputa, uma vez que concorreu ao cargo em 2010, 2014 e 2018, sempre terminando na suplência. Recentemente, Marinho assumiu o mandato na Câmara Federal, mas ao se reeleger vice-prefeito de Caxias, teve que deixar o cargo e não pode voltar, a menos que peça renúncia da função.

O racha entre Fábio Gentil e Paulo Marinho pode favorecer aos adversários dos dois, que atualmente estão sem forças, após a derrota esmagadora na disputa municipal de 2020.

Lula inicia desmonte na base de Ciro Gomes


Lula está fazendo um estrago na base de Ciro Gomes no PDT. Uma ala do partido deseja caminhar com o petista e usa os altos gastos do fundo partidário com “luxos de Ciro” para pressionar o cacique Carlos Lupi.

O contrato com o marqueteiro João Santana é um dos pontos de discórdia, mas há outras faturas salgadas na conta do fundo partidário pedetista que irritam os parlamentares do partido.

Aqui no Maranhão, o senador Weverton, um dos nomes mais fortes do PDT Nacional, ao ser reunir com Lula deu demonstrações de que o ex-presidente tem se articulado para desestruturar Ciro, hoje um dos seus maiores críticos.

Pacientes de Covid-19 de SLZ podem ser transferidos a hospitais do interior


O governador Flávio Dino (PCdoB) informou ontem, 27, após reunião com autoridades, que se a oferta de leitos para tratamento da Covid-19 não for ampliada nas próximas 24h, os pacientes da Grande São Luís poderão ser transferidos para hospitais do interior do estado.

Dino não explicou seu plano para ampliar essa oferta.

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Grande Ilha está novamente muito próxima de 100% de taxa de ocupação dos leitos de UTI.

A ocupação de leitos clínicos beira os 90%.

O Maranhão tem recorde histórico de desempregados


O Maranhão apresentou desemprego recorde no 1º trimestre de 2021. Ao todo, a falta de emprego atingiu 17% da população em idade de trabalhar. Em comparação do trimestre anterior, o aumento foi de 2,6%. No Brasil, a taxa de desemprego é de 14,7%. Os dados são da Pnad Contínua, do IBGE.


Norte e Nordeste puxam desemprego recorde no 1º trimestre

A taxa de desocupação de 17% foi a maior desde o início da série do IBGE, contando a partir do 1º trimestre de 2012. Em números absolutos, são 438 mil pessoas desempregadas em todo o estado, o que corresponde a um aumento de 20,4% em relação ao mesmo período do ano passado.


Trabalho por conta própria e informalidade

A Pnad Contínua também destacou o contingente de trabalhadores por conta própria, que aumentou no Maranhão, no 1º trimestre de 2021: 752 mil pessoas. Esse número representa um aumento tanto em relação ao 4º trimestre de 2020 (+1,9%), quanto em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (+3,8%).

Outro número em destaque é o de trabalhadores na informalidade, onde o Maranhão lidera dentre todos os estados brasileiros. No 1º trimestre de 2021, dos 2,139 milhões de pessoas ocupadas, 1,318 milhão (61,6%,) estavam na informalidade. No trimestre anterior, o total de ocupados informalmente foi de 1,298 milhão (60,3%).

Auxílio Emergencial pode ser prorrogado se pandemia continuar, diz Paulo Guedes


O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo pode prorrogar o auxílio emergencial, caso a pandemia da Covid-19 se agrave no país e o programa de imunização não atinja níveis suficientes para a maior parte da população. Pelo prazo atual, o benefício será pago até julho.

Segundo o ministro, já existe uma proposta de emenda à Constituição (PEC) aprovada no ano passado, que permite o aumento de gastos para cobrir as necessidades de combate e reflexos da pandemia e, por meio dela, é possível estender o pagamento, como foi feito para este ano.

“Se Deus quiser, teremos dias melhores à frente e vamos celebrar também o fim dessa doença, mas o auxílio emergencial é uma arma que nós temos e pode, sim, ser renovado. Se, ao contrário do que esperamos, se a doença continuar fustigando, e as mortes continuam elevadas, a vacina, por alguma razão não está chegando, tem que renovar, vamos ter que renovar”, afirmou Guedes, ao participar hoje (27) do encontro Diálogos com a Indústria, realizado em um hotel de Brasília, pela Coalizão Indústria, que conta com a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) e congrega 15 entidades.

Apesar disso, não é com esta possibilidade que o governo está trabalhando neste momento, disse o ministro.

“Não é a nossa expectativa hoje. A expectativa é que está avançando a imunização, mas vamos observar. O auxílio é uma ferramenta para uma camada de proteção e, sim, que tem que ser renovado. Hoje achamos que, se a vacinação em massa progride, pode ser que não seja necessário [ampliar o pagamento do auxílio]”, afirmou.

Para Guedes, a resposta para se vai haver ou não a prorrogação do auxílio emergencial é a pandemia e o ritmo de vacinação.

“Se nós tivermos vencendo o combate, a vacinação em massa e, mais, até o final de julho, tivermos vacinado 60%, 70% da população e com 100% da população idosa vacinada, onde está a maior parte da incidência de óbitos. Se nós atingirmos o controle da pandemia através da imunização, porque antes era a ideia de imunização de rebanho, não se falava em vacina, nunca se falou em vacina, teste em massa, quando a doença chegou, depois é que foram se desenvolvendo estes armamentos adicionais. Desenvolveu-se a vacina e começou a busca pela vacina”, informou, acrescentando que, além dos percentuais mais elevados de vacinação, vai ser considerada a queda nos casos de óbitos com retorno aos níveis registrados no fim da primeira onda entre 100 e 300 por dia.

“Hoje é fácil dizer que o governo não viu isso e aquilo. Na verdade, o Brasil inteiro foi para as eleições. Se a classe política achasse que a doença estava aí, firme e forte ainda, ela tinha adiado as eleições. Havia uma convicção de que a doença estava arrefecendo. Aconteceram as eleições, depois vieram as festas de fim de ano, as festas dos mais jovens”, destacou.



Parcela – Paulo Guedes comentou que, embora o programa anterior para a liberação do auxílio emergencial tivesse prazo para terminar em 31 de dezembro de 2020, algumas parcelas ainda seriam pagas nos dois primeiros meses deste ano.

“A economia ainda estava relativamente protegida por dois meses. Dois meses e meio depois, então, entraram os nossos programas de novo.”

Segundo o ministro, o cálculo da primeira fase do auxílio tinha sido feito com base em expectativas do Ministério da Saúde sobre a evolução da pandemia logo no começo dos casos no Brasil. O cenário, no entanto, não se confirmou, e veio a segunda onda e a necessidade de novos auxílios.

De acordo com Guedes, aí entrou o timing político que foi o processo eleitoral das presidências da Câmara dos Deputados e do Senado. “Existia o protocolo, que era uma PEC que já renovava, já tinha cláusula de calamidade pública. Era apertar o botão e disparava tudo outra vez, era o nosso aprendizado. Só que havia um processo político. Quem dá o timing das coisas que acontecem é a política. Estava vindo uma eleição com disputa forte de quem seria o presidente da Câmara e o presidente do Senado. Então, acabamos esperando”, disse Guedes.

Após a eleição de Arthur Lira (PP-AL) na Câmara e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) no Senado, Guedes reuniu-se com os dois no Ministério da Economia, e o assunto era auxílio emergencial e vacina.

(Agência Brasil)

quinta-feira, 27 de maio de 2021

Descartada, por enquanto, transmissão local da cepa indiana


No fim da tarde desta quinta-feira (27), tanto o governador do Maranhão, Flávio Dino, quanto o secretário de Saúde do estado, Carlos Lula, após o recebimento dos exames das pessoas que tiveram contatos com os indianos, descartaram, neste momento a transmissão local dessa variante na capital maranhense.

Carlos Lula afirmou que está descartada a transmissão local, após o resultado das 147 pessoas testadas que tiveram com os indianos.

“Está descartada a suspeita de transmissão local da variante indiana no Maranhão. Foram rastreadas e testadas 147 pessoas, das quais 6 testaram positivo para Covid-19 e tiveram amostras enviadas ao IEC. Após análise, o Instituto detectou a P.1 como variante das amostras”, afirmou.

O governador maranhense também confirmou a informação. Dino destacou que nem os exames das pessoas do hospital e nem do hotel onde os indianos estiveram detectaram a nova cepa.

“Exames realizados na equipe do hospital privado que atende o paciente indiano não detectaram qualquer pessoa com a cepa indiana. Assim também no hotel com outros indianos. Assim, reiteramos que NÃO HÁ cepa indiana em transmissão local no Maranhão, no momento”, destacou.

Sendo assim, não temos contaminação local dessa nova cepa e a Grande Ilha, após pedido do prefeito de São Luís, Eduardo Braide, ainda conseguiu, junto ao Governo Bolsonaro, 300 mil doses extras de vacinas contra a Covid-19.

Pandemia vai se intensificar no Brasil nas próximas semanas, alerta Fiocruz


Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou que a média de mortes diárias pelo coronavírus devem alcançar 2.200 nas próximas semanas.

Em seu relatório Observatório Covid-19, a entidade disse ainda que a ocupação de leitos de UTI para a doença aumentaram ou continuam em patamares elevados em quase todo o Brasil.

De acordo com o documento, houve uma estabilização das taxas de mortalidade da Covid-19 entre 16 e 22 de maio, em torno de 1.900 óbitos por dia, nível considerado alto. Até 10 de maio, a tendência era de queda.

No entanto, está ocorrendo um aumento do número de casos, o que vai se refletir em uma alta nas mortes nas próximas duas semanas.

"Esse contexto vai gerar novas pressões sobre todo o sistema de saúde. O aumento no número de internações, demonstrado pelo crescimento das taxas de ocupação dos leitos de UTI, é resultado desse novo quadro da pandemia no Brasil", diz o relatório.

O Observatório Covid-19 ressalta ainda o rejuvenescimento da pandemia, o que, "associado à circulação de novas variantes do vírus no país e ao relativo sucesso da campanha de vacinação entre populações mais idosas, torna mais crítico o tratamento para casos graves entre grupos mais jovens".

Hildo Rocha discute com a Caixa abertura de agências no MA


O deputado federal Hildo Rocha (MDB) esteve novamente na sede da Caixa Econômica Federal, em Brasília, onde participou de reunião com Rodrigo Wermelinger, diretor de Habitação da Caixa e Angélica Djenani, diretora de Logística da instituição. A prefeita Maura Jorge e o secretário de planejamento de Lago da Pedra, Waldir Neto, também participaram da reunião que teve como pauta principal a instalação de novas agências da Caixa no Maranhão, inclusive em Lago da Pedra.


Plano de expansão

A CEF é um banco público que está presente em 5.664 municípios, mas em 4 mil deles não tem agência. Os serviços aos clientes são prestados pela rede de lotéricos e correspondentes bancários. Hildo Rocha destacou que no início deste ano, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que, até o final deste semestre, serão abertas 75 agências da Caixa Econômica, em municípios brasileiros com população acima de 40 mil habitantes que ainda não tenham agências da Caixa.

“Esse plano de expansão prevê a instalação de 50 agências nas regiões Norte e Nordeste. A partir do anúncio desse plano de expansão, tenho trabalhado a fim de que o processo de implantação das 16 novas unidades previstas para os municípios do nosso Estado seja feita com a máxima celeridade possível. Hoje, novamente discutimos o tema, durante encontro com diretores da instituição”, enfatizou Hildo Rocha.


Confiança na palavra do presidente e nas ações do deputado Hildo Rocha

De acordo com a prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge, a expectativa é que em breve a luta pela implantação de novas agências da CEF nos municípios maranhenses seja concluída com o êxito almejado.

“Eu me sinto muito feliz e honrada de poder participar dessa luta que traz a esperança de que em breve Lago da Pedra possa dispor de agencia da Caixa porque esse é um compromisso do presidente Bolsonaro que tem total apoio do deputado Hildo Rocha que em parceria com a nossa equipe de governo, em especial com o Secretário de Planejamento de Lago da Pedra, Waldir Neto, que também tem trabalhado intensamente a fim de que, em breve, possamos comemorar a efetivação dessa conquista tanto sonhada pela população do nosso município”, comentou Maura Jorge.

Waldir Neto, Secretário de Planejamento de Lago da Pedra, também destacou o esforço demonstrado pelo deputado Hildo Rocha em defesa da implantação de novas agências da CEF no Maranhão. “Quero agradecer a receptividade da Caixa e a parceria de sempre do deputado Hildo Rocha. Somos cientes da importância da Caixa para fomentar a economia local e a melhoria da vida da população de Lago da Pedra”, comentou.


Museu do Azulejo

Ainda durante a reunião com diretores da CEF, o deputado Hildo Rocha também tratou sobre a cessão do prédio da Caixa, para a prefeitura de São Luís. O imóvel, em questão, está situado na praça João Lisboa, construído em 1866, conhecido como sobrado São Luís, onde funcionou a Superintendência da Caixa Econômica, poderá abrigar o Museu do Azulejo e alguns órgãos da prefeitura de São Luis, segundo ideia defendida pelo deputado Hildo Rocha e pelo prefeito Eduardo Bride.

Além dessas questões, novamente o parlamentar tratou acerca da conclusão dos conjuntos habitacionais Canto da Serra, localizado em Imperatriz e Jardim Aulidia, em Açailândia.


Municípios que serão contemplados com a abertura de agências

Amarante, Araioses, Bom Jardim, Buriticupu, Coelho Neto, Colinas, Coroatá, Itapecuru Mirim, Lago da Pedra, Santa Helena, Santa Luzia, São Bento, São Mateus, Tuntum, Tutoia, Vargem Grande. Além dessas unidades, o deputado Hildo Rocha tem trabalhado a fim de conseguir a inclusão de novos municípios no Plano de Expansão da CEF, como é o caso de Governador Edison Lobão município que abriga o maior polo da indústria de couros do Maranhão.

Covid-19: Dino fica sem saída e deve adotar restrições mais duras no MA


O governador Flávio Dino (PCdoB) já decidiu que precisará adotar medidas mais restritivas contra a CoVID-19 em todo o Maranhão, mas, sobretudo, na região da Grande São Luís.

Para buscar o aval dos outros chefes de poder,. ele vai se reunir nesta quarta-feira, 27, com os presidente do Tribunal de Justiça e da Assembleia Legislativa, além de representantes do Ministério Público e da Defensoria Pública.

Na tarde de ontem, os secretários de estado e municipal da Saúde, Carlos Lula e Joel Nunes, já definiram as questões técnicas de adoção das medidas, que podem significar, inclusive, fechamento de várias atividades não-essenciais.

Duas questões preocupam o governador:

1 – o aumento nos casos de CoVID-19;

2 – a ameaça da cepa indiana – a mais perigosa – se espalhar no Maranhão.

Dentre as medidas, os chefes de poder e dos órgãos de controle vão traçar estratégias para vacinação em massa, fechamento de atividades não-essenciais e auxílio às populações mais vulneráveis.

Flávio Dino deve anunciar as novas medidas logo após a reunião com os chefes de poder.

Com informações do Blog Marco D`eça

Presidente da Câmara diz estar analisando pedidos de impeachment contra Bolsonaro


O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse que os mais de 100 pedidos de impeachment protocolados contra o presidente Jair Bolsonaro na Casa estão sendo analisados. “Vamos nos posicionar muito em breve sobre grande parte deles”, afirmou. Segundo ele, apesar do momento de dor causado pela pandemia da COVID-19, “temos a obrigação de trabalhar uma estrutura para trabalharmos a viabilidade no Brasil apto a se recompor rapidamente no cenário econômico”.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta manhã de quarta-feira, Lira reforçou o discurso que vem adotando de que a discussão sobre impeachment contra o presidente deve ser com “muita responsabilidade”. Segundo ele, não é o presidente da Câmara que estrutura o impeachment, mas a conjuntura política e nacional de um país.

“Quando o presidente perde a capacidade política, perde a capacidade de gestão econômica, cria no Brasil uma condição de desemprego absurda, cria uma condição de inflação incontrolável”, afirmou o deputado. Lira, então, ponderou que não enxerga essa situação atualmente no país.

Questionado sobre a afirmação que fez de que Bolsonaro estaria em seu “pior momento” e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no “melhor momento”, Lira criticou a repercussão na imprensa e denunciou que a fala foi tirada de contexto.

O parlamentar avalia que pesquisas eleitorais são “retratos de momento” e que, diante do atraso da vacinação e da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Bolsonaro não atravessa o momento com grande eleitorado. Porém, Lira acredita que é algo passageiro.

Para as eleições de 2022, o deputado diz que “ainda está muito cedo” para especular o pleito, mas avalia que Bolsonaro e Lula “são os mais fortes”. No entanto, em um possível embate entre os dois políticos, o parlamentar acredita que “os ventos que sopram no Brasil ainda são o vento de centro-direita”.

Polícia e MP encontram Rolex e caixas de CoronaVac em ação deflagrada em SLZ, Apicum-Açu e Cururupu


O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão, junto com a Polícia Civil, deflagrou na manhã desta quinta-feira, 27, operação para investigar supostos desvios relacionados à Prefeitura de Apicum-Açu.

Segundo o órgão, ao cumprir mandado de busca num posto de combustível no Cruzeiro do Anil, em São Luís, foram encontrados documentos da prefeitura daquele município.

Em outro endereço, localizado no Recanto dos Vinhais, estaria funcionando uma Fundação Comunitária de Apicum-Açu. No local, além de jóias, foram encontrados um relógio Rolex e até frascos de CoronaVac numa caixa da vacina.


O MP não informou sobre qual gestão recaem as suspeitas, mas o filho de um ex-prefeito foi conduzido para explicar as vacinas e o relógio encontrados em sua residência.

Há mandados sendo cumpridos, também, em Cururupu.

A Promotoria requereu busca e apreensão em 13 alvos (empresas e residências), além de decretação da prisão temporária como medida imprescindível para a continuidade das investigações. O pedido foi deferido pelo juiz Adriano Lima, da Comarca de Bacuri.

“O Inquérito Civil nº 016/2019 foi instaurado no âmbito da Promotoria de Justiça de Bacuri a fim de apurar atos de improbidade administrativa e/ou possíveis ilícitos criminais envolvendo os investigados. Causou estranheza o fato de o investigado ter construído três postos de combustíveis – sendo dois em Apicum-Açu e um em Cururupu tão somente com dinheiro oriundo de eventos. O empresário apresentou Imposto de Renda declarando com renda incompatível para a construção de três postos de gasolina”, diz uma nota emitida há pouco pelo MP.

Comandante do GOE de ITZ é afastado após foto com Bolsonaro


Um oficial da Polícia Militar em Imperatriz foi afastado do seu posto de comandante do Grupo de Operações Especiais (GOE) após aparecer em uma foto ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que passou pela Região Tocantina na semana passada.

O subtenente João Paulo surgiu numa imagem, junto com outros militares, ao lado do presidente no aeroporto de Imperatriz.

Apesar da exoneração do cargo e comando, a SSP garante que o fato não tem relação com a foto.

“Não há qualquer processo administrativo instaurado contra um subtenente em Imperatriz por ter tirado foto com o presidente da República ou qualquer outra pessoa”, diz um comunicado oficial.

Segue abaixo a Nota da Secretaria de Estado da Segurança Pública:


Prefeito aluga escritório para se esconder da população


O prefeito de São José de Ribamar, Dr. Júlio Matos (PL) tenta se esconder da população, que segue cobrando os empregos e outras promessas feitas na campanha de 2020.

O ex-diretor da Maternidade Benedito Leite alugou uma casa em um local de difícil acesso, próximo à Avenida dos Holandeses, área nobre da capital São Luís.

Durante a campanha, Julinho fazia questão de dizer que as portas da sua casa sempre estariam abertas para o povo de Ribamar. Mas já não aguentava mais a população todo dia na porta de sua casa e da prefeitura.

Mas a população descobriu o esconderijo e foi buscar as promessas. Em pé e sem nenhum conforto ou atendimento humanizado, os eleitores se aglomeram na esperança de terem suas demandas atendidas.

Populares na porta do escritório alugado por Dr. Julinho