Mostrando postagens com marcador Felipe Camarão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Felipe Camarão. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 6 de junho de 2022

Adriano Sarney reafirma que não está fechado apoio da Federação PV-PCdoB-PT


Em entrevista ao Imirante, o deputado Adriano Sarney, disse que definiu questão quanto a aliança pela candidatura a reeleição do governador Carlos Brandão (PSB), mas ainda debate composição de candidato a vice e também de apoio ao Senado.

“As palavras estão apalavradas porque ainda não tem nada oficializado porque precisamos criar uma comissão provisória da federação dos três partidos. Então, precisamos fazer ainda um documento formal com as nominatas proporcionais e majoritária com o consenso dos três partidos para a nacional e se houver consenso. Tudo isto até o dia 10 de julho, as justificativas devem está tudo com a nacional. Assim teremos a autorização para realizar a convenção da federação”, disse Adriano.

Na prática, sem uma posição definida do PV no Maranhão, as movimentações da direção estadual do PT – cujo encontro de tática eleitoral ocorreu no último final de semana – será mais uma formalidade partidária sem uma validade para a federação.

Ou seja, o PT local pode definir o candidato a vice de Brandão, mas precisará de aval do PV e PCdoB. Se não houver consenso, somente a comissão provisória nacional que definirá.

quarta-feira, 3 de novembro de 2021

Felipe Camarão coladinho com Lula


Longe das lutas e ideologia petista e encontrado Lula uma única vez, em toda sua vida, durante visita do ex-presidente ao Maranhão, Felipe Camarão apela para colar sua imagem junto com a do petista.

No convite divulgado na internet, a foto de Lula dá a entender que o ex-presidente estará no evento, ou que apoia Camarão. Tudo balela de fotoshop.

A verdade é que Lula, quando se refere aos nomes dos pré-candidatos a governador do Maranhão, cita Weverton como único companheiro que sempre esteve ao seu lado, principalmente quando o petista esteve preso em Curitiba, e Weverton foi o primeiro maranhense a visitá-lo, mantendo sua amizade.

Quando se refere a Brandão, diz “aquele do PSDB”, lembrando do tempo em que o vice-governador Carlos Brandão era deputado federal e tentava a todo custo, derrubar os governos Lula e Dilma.

Já Camarão, bom, Lula deve se referir a culinária, seja no alho e olho ou uma camaroada no melhor estilo maranhense, já que não chegou sequer, a decorar o nome do secretário de Educação, que tenta agora, usar a imagem do ex-presidente.

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Felipe Camarão diz que pode ser candidato sem apoio de Flávio Dino


O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, pré-candidato do PT ao Governo do Maranhão, deu ontem, 18, em entrevista exclusiva a O Estado divulgada nesta terça-feira, 19, uma interessante declaração sobre o seu projeto.

O petista disse que está disposto a “disputar até o último momento” o direito de ser o candidato apoiado pelo governador Flávio Dino (PSB) nas eleições do ano que vem, mas não aponta essa como condição decisiva para a pretensão de disputar a eleição majoritária no ano que vem.

Além dele, o Palácio dos Leões tem outros três nomes: o vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), o senador Weverton Rocha (PDT), e o secretário de Estado da Indústria, Comércio de Energia, Simplício Araújo (SD).

De acordo com Camarão, o PT o terá como candidato se seu nome for aprovado pelo partido, mesmo que o governador declare apoio a outro nome. “Se o PT me escolher como candidato, eu serei candidato, de toda sorte”, destacou, garantindo que não é “balão de ensaio”, nem está trabalhando por candidatura a vice.

“Não existe nenhum tipo de interesse de ser um balão de ensaio, um blefe, para fortalecer uma suposta candidatura a vice. Não tenho essa pretensão, e nem me vejo com essa possibilidade por conta das nossas conversas internas no partido. É bem claro: ou eu sou candidato a governador, ou, na remota hipótese de o partido não me dar aval para candidatura, eu serei candidato a deputado federal”, completou.

sexta-feira, 8 de outubro de 2021

Flávio Dino estimula candidatura de Felipe Camarão ao governo


Ao anunciar-se nesta quinta-feira, 7, como pré-candidato do PT ao Governo do Estado, o secretário de Educação, Felipe Camarão, reforçou a ideia de que a candidatura do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) não tem viabilidade.

Tanto que os principais aliados do tucano na mídia partiram pra cima de Camarão.

Mas a estratégia do governador Flávio Dino (PSB) – criada e executada pelo gênio Ricardo Capelli – tem outro objetivo: tentar barrar o avanço do senador Weverton Rocha no PT.

Dino sabe que Carlos Brandão não tem qualquer chance na disputa com Weverton pelo apoio petista.

Além de historicamente ligado às mesmas lutas do PT e da esquerda, o senador pedetista tem maior articulação nacional que o vice tucano, o que tira qualquer possibilidade de uma aliança PT/PSDB no Maranhão.

A manutenção do nome do secretário de Educação como pré-candicato petista é uma forma de dizer a Lula que há uma opção vinculada a Dino no estado.

O problema é que, ao estimular Felipe Camarão, Flávio Dino acaba por acenar ao eleitor comum para a a clara fragilidade na candidatura de Carlos Brandão.

O vice não consegue agregar aliados, não tem nenhuma articulação partidária e patina nas pesquisas de intenção de votos.

Se o PT lançar candidato, Weverton continuará na disputa normalmente, por que tem outros apoios políticos, tem estrutura partidária e lidera as pesquisas de intenção de votos.

Mas se Lula abraçar a ideia de Flávio Dino e acatar Felipe Camarão como candidato do PT, o governador terá que escolher entre apoiar o petista ou o vice tucano.

Neste caso, é evidente que será pior para Brandão.

terça-feira, 5 de outubro de 2021

Brandão demonstra insatisfação com a pré-candidatura de Felipe Camarão


O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) ainda não conseguiu digerir o lançamento, mesmo que de forma não oficial, da pré-candidatura ao Governo do secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão (PT).

Para o tucano, o surgimento inesperado do nome de Camarão no cenário de disputa atinge e enfraquece sua pré-candidatura a reeleição, uma vez que trata-se de um político que, além de deter a confiança do governador Flávio Dino (PSB), coordena pelo menos seis pastas importantes, através de aliados, na gestão do socialista, como a Casa Civil, Cultura, Governo, Planejamento e a MOB, por exemplo.

O lançamento não oficial do nome do secretário ocorreu na última sexta-feira por meio de declarações de petistas.

No dia seguinte, em entrevista ao Programa Ponto Continuando, o próprio Camarão, que participava na Conferência Estadual do PC do B, confirmou sua disposição de concorrer ao Palácio dos Leões.

Neste evento, o presidente do partido e secretário estadual das Cidades, Márcio Jerry, reconheceu a condição de pré-candidato do titular da SEDUC.

A pré-candidatura de Felipe Camarão vem sendo construída pelo próprio Dino nos bastidores.

O primeiro passo foi filia-lo ao PT, o que desagradou petistas históricos e detentores de mandato.

O segundo foi dado agora, através de declarações públicas de filiados ao partido defendendo o nome de Camarão como opção petista na disputa majoritária.

segunda-feira, 4 de outubro de 2021

Felipe Camarão se coloca à disposição na disputa pelo Governo do Estado


Em entrevista ao programa Ponto Continuando, da Rádio Educadora AM 560, o secretário estadual de Educação, Felipe Camarão, colocou seu nome à disposição na disputa pelo Governo do Estado.

Felipe mudou de discurso após dirigentes do PT, anunciaram apoio a ainda embrionária pré-candidatura do secretário ao Palácio dos Leões. Antes ele tinha como projeto principal disputar o cargo de deputado federal.

O fato gerou indignação junto ao vice-governador Carlos Brandão (PSDB) que, inclusive, tinha declaração de apoio de alguns petistas, como Augusto Lobato, ainda presidente estadual da sigla.

“Eu sou um homem de missão, sou um amigo leal, fiel do governador Flávio Dino. Sou um cumpridor de missão e estou a disposição. Estou a disposição do PT, acho que o PT tem tamanho para pleitear espaço na chapa majoritária, encabeçando, inclusive, essa chapa majoritária. Acho que o cenário estadual ainda está muito aberto. Tenho convicção da eleição do presidente Lula. Eu estou a disposição do Flávio, estou a disposição do partido para disputar qualquer mandato. Estou aqui para cumprir missão, não importa, o que importa é ajudar o Maranhão. Estou à disposição, inclusive para compor uma chapa majoritária”, afirmou Camarão.

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

O mais poderoso pupilo de Flávio Dino

Lula e Felipe Camarão

O advogado Felipe Camarão é, de longe, o mais poderoso secretário do governo Flávio Dino.

Pelas contas pessimistas do Marrapá, o titular da Educação dá as cartas nas secretarias de Governo (Marcela Mendes), Planejamento (Cintia Mota), Cultura (Anderson Lindoso) e Casa Civil (Diego Galdino).

É dele também a indicação de Daniel Carvalho, da Agência de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB).

No total, Camarão controla 6 das 35 secretarias/agências da gestão comuno-socialista.

Para efeitos de comparação, o deputado federal licenciado Márcio Jerry, visto como maior o influenciador das decisões do governador, perdeu espaços na Comunicação e Articulação Política, dedicando-se ultimamente a organizar o pagamento das emendas dos parlamentares estaduais por meio da famigerada Secretaria de Cidades.

Felipe e seus pupilos ganharam espaços nos últimos anos por atender as ordens do chefe do Palácio dos Leões na velocidade da luz, sem qualquer questionamento ou ponderação.

Não é à toa que ele é nome dos sonhos de Dino para a própria sucessão.

quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Felipe Camarão diz estar à disposição para ser candidato ao governo


Em entrevista à TV Mirante na manhã de hoje, o secretário de Educação Felipe Camarão falou sobre seu futuro político e ratificou que é pré-candidato à deputado federal, mas que está à disposição em uma eventual candidatura ao governo.

“Além de amigo, fiel e leal do governador Flávio Dino, faço parte do grupo liderado pelo governador, também sou militante do PT. A minha pretensão é ser pré-candidato a deputado federal, obviamente estou à disposição desse grupo político ao qual faço parte, do partido ao qual faço parte para qualquer missão”, afirmou Camarão.

Em entrevista à TV Mirante na manhã de hoje, o secretário de Educação Felipe Camarão falou sobre seu futuro político e ratificou que é pré-candidato à deputado federal, mas que está à disposição em uma eventual candidatura ao governo.

“Além de amigo, fiel e leal do governador Flávio Dino, faço parte do grupo liderado pelo governador, também sou militante do PT. A minha pretensão é ser pré-candidato a deputado federal, obviamente estou à disposição desse grupo político ao qual faço parte, do partido ao qual faço parte para qualquer missão”, afirmou Camarão.


Ele é um dos cotados do grupo Dino para concorrer ao governo em 2022.

sexta-feira, 4 de junho de 2021

Sem legenda no DEM, Camarão se prepara com as ''buchas do PT’'


O secretário de estado da Educação, Felipe Camarão, se desfiou do Democratas. Nas redes socias, Camarão jogou flores e lançou elogios, típico de quem quer sair deixando a porta entreaberta.

Ciente de que na sigla suas chances de eleição à Câmara Federal são remotas, Felipe tem mirado numa possível filiação no Partido dos Trabalhadores (PT), com as bênçãos do padrinho e principal motivador do projeto, seu Professor Flávio Dino. Porém, segundo apurou o blog com forças internas do partido, há uma certa resistência em abonar a ficha do jovem de dentes arregalados. O receio misturado com certeza é de que o potencial e estrutura que estará por trás do carioca mestre em Direito esmague os famosos buchas de canhão, que serão arrastados assim como o crustáceo apreciado na culinária maranhense.

Em 2018, o Educação chegou a ventilar como provável vice de Dino, sendo que este declinou e deixou o pupilo no comando de uma pasta estratégica da gestão comunista.

F.C. também esteve reunido com o deputado estadual Yglésio, que deve ser um dos parlamentares a compor a famosa dobradinha com o gestor da educação maranhense.

Além desses apoios, Camarão conta com apoios pontuais de megaempresários, com relação estreita com a SEDUC.