Mostrando postagens com marcador nepotismo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador nepotismo. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

Ex-mulher retira sobrenome do Deputado e é novamente nomeada na AL-MA


Hoje separados oficialmente, a ex-mulher do deputado Leonardo Sá, do PL, foi novamente nomeada na Assembleia Legislativa do Maranhão (AL-MA).

A ex-pupila do deputado havia sido nomeada para cargo de R$ 17 mil em outubro de 2021.

Cristine Belloti, mãe dos três filhos do médico, foi exonerada no último dia 1 de fevereiro depois de garfar R$ 52 mil como funcionária fantasma do parlamento (reveja).

Exatos 15 de depois da tal ‘exoneração’, a reportagem do Blog do Maldine Vieira apurou que Cristine foi novamente contemplada com cargo no legislativo.

Desta vez, chamou atenção do titular do blog a retirada do sobrenome do deputado.

De acordo com publicação do Diário Oficial, Cristiane deixou de usar o sobrenome Pires de Sá, passando assinar agora o nome de Cristine Belloti Santos.

Segundo apurou a reportagem, os pagamentos à Cristiane via assembleia legislativa é referente ao pagamento de pensão ao filho caçula do ex-casal.

Perante a lei, conforme alguns advogados da área ouvidos pelo blog, o método encontrado pelo médico para pagamento da pensão é absolutamente ilegal, podendo inclusive acarretar ação judicial.

Veja abaixo a nomeação.


sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Braide transforma a Prefeitura em cabide de empregos para aliados derrotados nas eleições


A facilidade de demissão e a ocupação geral de cargos por apadrinhados políticos se transformou em uma triste realidade na gestão do prefeito Eduardo Braide (Podemos).

A máquina pública virou um verdadeiro “cabide de emprego” para abrigar candidatos derrotados nas últimas eleições, em 2020, na folha de pagamento da Prefeitura de São Luís-MA.

A denúncia, publicada no Blog do Domingos Costa, mostra que 42 suplentes de vereadores foram nomeados por Braide. Foi publicado também o nome de todos, quanto cada um ganha e onde estão lotados na prefeitura. Veja aqui.

Foram empregados pessoas de dez partidos políticos: PMN, Podemos, PSDB, PDT, PSC, PSD, DEM, MDB, PSL e PTB.

Vale ressaltar que o presidente estadual do PMN, Fernando Salim Braide, é irmão do prefeito. Nos bastidores comentam que Fernando é pré-candidato a deputado estadual e terá o apoio desses políticos que foram nomeados.

O Ministério Público precisa tomar as medidas cabíveis.

quarta-feira, 21 de julho de 2021

Diretor do Detran-MA pode ser exonerado por nepotismo


O atual diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito, Francisco Nagib está prestes a ser exonerado. Com acusação de Nepotismo e da possível utilização do órgão para empregar pessoas aliadas, o Ministério Público do Trabalho pediu a suspensão da licitação no valor de R$ 13 milhões para contratação de mão de obra a serem nomeados no Detran.

Ao chegar no órgão, Francisco Nagib teria através da BR Terceirização e Serviços Eireli nomeado um de seus parentes, Milton Nagib Alves de Sousa Buzar. 

No documento, Milton Buzar foi nomeado para o cargo de Analista/Diretoria Operacional que, segundo apuração da Folha, não desenvolve a função periodicamente.

O Levantamento mostra ainda que, a empresa BR Terceirização está operando no Detran desde 2016, realizando assim um total de 10 aditivos de modificação da vigência do contrato. O contrato foi cancelado por motivo de uma Ação Civil Pública proposta pelo Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região da 2ª Vara do Trabalho de São Luís.

Na semana passada, o deputado Wellington do Curso (PSDB) denunciou a licitação no valor de R$ 13 milhões para a contratação da mão de obra especializada para trabalhar nas dependências do Detran. O que possivelmente teria a BR Terceirização como vencedora. Sobre o caso, o deputado Wellington informou que levará todas as informações ao Ministério Público para que apure a responsabilidade do governador Flávio Dino e, assim, garantir a nomeação dos aprovados no último concurso do Detran.

Com uma gestão desastrosa em Codó, quando era prefeito. Francisco Nagib possui um passado obscuro como gestor. Investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público do Maranhão, Nagib enfrentava diversos problemas com a justiça. Recentemente, as atenções voltaram contra sua pessoa, após uma operação da Polícia Federal que foi realizada na empresa de sua família, FC Oliveira. Há relatos que o contrato para fornecimento de álcool em gel para prefeitura de São Luís, teria tido envolvimento direto do Nabig nas negociações. Este contrato teria motivado a operação da PF na empresa FC Oliveira.

A exoneração de Francisco Nagib já é dada como certa. Só resta a data para isso acontecer.

Folha do Maranhão